Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Em entrevista à Famitsu , Hideo Kojima discute os desafios que enfrentou depois de deixar a Konami.

"Faz três anos e nove meses atrás que eu comecei sozinho", diz Kojima. “Naquela época, eu tinha 53 anos. Essa é uma época em que você se aposentaria, certo? Os membros da minha família também foram contra a idéia [de eu montar um novo estúdio]. Eu era um homem de meia idade de 53 anos, não tinha dinheiro ou muito mais nada, e era só eu dizendo que ia fazer esse jogo de mundo aberto. ”

Kojima também fala sobre as dificuldades de montar um novo estúdio. Ele diz que quando foi a um banco no Japão para pedir um empréstimo, eles não o deram porque "você não tem nenhum resultado real", diz Kojima. As coisas estavam melhorando depois que um banqueiro do maior banco do Japão, que era um grande fã de Kojima, deu a ele o financiamento de que precisava.

Além da luta financeira, Kojima diz que as pessoas duvidavam que ele pudesse fazer um bom jogo sozinho. "A razão para isso é que não houve um único designer de jogos mundialmente famoso que obteve sucesso depois de se virar sozinho", diz Kojima. Antes de Death Stranding , Kojima fez seu nome como criador da série Metal Gear , que começou no MSX2 em 1987.

"A razão pela qual sou quem sou agora é por causa dos 30 anos que tive na Konami", diz Kojima. "Sou grato à Konami e não posso negar essa conexão."

O Death Stranding será lançado em 8 de novembro, exclusivamente no PlayStation 4.

Fonte: Famitsu via Kotaku


Mais Artigos...

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.