Dercy Gonçalves ganhou uma homenagem do Google no dia em que faria 109 anos (23 de junho). O Doodle Google celebra a consagrada atriz brasileira, que teve uma carreira longa e é lembrada por suas frases ousadas e recheadas de palavrões. Dercy, humorista e cantora, morreu em 2008, aos 86 anos. Dolores Gonçalves Costa, que ficou conhecida por seu humor peculiar e à frente de seu tempo, fez muito sucesso no teatro de improviso nas décadas de 50 e 60, mas também teve passagem marcante na TV.

Dubsmash simula a Dercy Gonçalves com suas frases famosas; baixe

Doodle do Google homenageia o 109º aniversário de Dercy Gonçalves (Reprodução/Carol Danelli)Doodle do Google homenageia o 109º aniversário de Dercy Gonçalves (Reprodução/Carol Danelli)

Bibliografia

Dolores Gonçalves Costa era filha de um alfaiate e uma lavadeira, possuía vários irmãos e não a família não tinha uma boa condição financeira. Desde criança apresentava talento para as artes cenicas e fez suas primeiras apresentações na Igreja. Aos 16 anos Dolores fogiu com Eugenio Paschoal, um cantor da Companhia Maria Castro. Passou então a se apresentar na dupla “Os Paschoalinos” e adotou o nome artístico que a deixou reconhecida internacionalmente: Dercy Gonçalves.

A dupla se mudou definitivamente para São Paulo na década de 30, porém a descoberta que Paschoal estava com tuberculose fez com que eles voltassem para Niterói, quando estreiam em 1932 o espetáculo Minha Terra. Dercy também contrai a doença e se muda para Santos Dumont, em Minas Gerais, onde se interna.

Dercy Gonçalves teve um relacionamento extraconjugal com um exportador de café mineiro, Ademar Martins, e desse caso nasceu sua única filha, Maria Dercimar Gonçalves Senra, em 1936. O exportador, ao saber da gravidez, assumiu a criança e deu todo o apoio. Porém, um dia Ademar desapareceu, o que fez Dercy voltar aos palcos.

Ao se recuperar, a atriz volta para os palcos do Rio de Janeiro, desta vez atuando em A Marquesa de Santos, de Viriato Correia.

Dercy Gonçalves na novela Que Rei Sou Eu, da TV Globo (Reprodução/Memória Globo)Dercy Gonçalves na novela Que Rei Sou Eu, da TV Globo (Reprodução/Memória Globo)

A escolha pelo humor veio na década de 40 após ter reprovado em um teste para cantora. Dercy ingressou na Companhia Jardel Jércolis após convite de Custódio Mesquita e se torna a estrela principal em As filhas de Eva e do que elas gostam. Em 1942 entra para a Companhia Manoel Pinto, no Teatro Recreio. Na época, Dercy Gonçalves era casada com Danilo Bastos.

Dercy Gonçalves também fez história no cinema: estreou em Samba de Berlim (1943), depois atuou em Abacaxi Azul (1944); Romance proibido (1944); Caídos do Céu (1946); Folias Cariocas (1948); Depois eu conto (1956); A Baronesa transviada (1957A), Absolutamente certo (1957); Feitiço do Amazonas (1957); Uma certa Lucrécia (1958); Cala a boca, Etelvina (1958); Entrei de Gaiato (1958); Minervina vem aí (1959); A viúva Valentina (1960); Dona Violante Miranda (1960); Com Minha Sogra em Paquetá (1960); Só naquela base (1960); Sonhanho com milhões (1963); Se Meu Dólar Falasse (1970); Bububu no Bobobó (1980); O menino arco-íris (1983); Oceano Atlantis (1993); Célia & Rosita (2000); e Nossa vida não cabe num Opala (2008).

Em 1947, Dercy Gonçalves monta sua própria companhia, a Companhia Dolores Costa Bastos, e encena a comédia A mulher infernal. Com Gato na tuba, uma produção em parceria com com Walter Pinto e Walter D’Avila, bate recorde de bilheteria. Ela produziu Burletas com Luz del Fuego, Elvira Pagã e

... Zaquia Jorge.

Sua primeira aparição na TV foi em 1957, na TV Tupi, em Grande Teatro. Aos 51 anos Dercy filma o seu maior trabalho: A grande vedete. O sucesso na TV veio mesmo em 1961, na TV Excelsior, com o programa Viva o Vovô Deville, no quadro A perereca da Vizinha, e no teleteatro Dercy Beacoup, de Carlos Manga, com sátiras de personagens, como o clássico Julieta.

Dercy Gonçalves no Domingão do Faustão (Reprodução/GloboPlay)Dercy Gonçalves no Domingão do Faustão (Reprodução/GloboPlay)

Em 1964, Dercy vai para a Globo a convite de Boni e Walter Clark e ganha o programa Dercy de Verdade, um programa de variedades e entrevistas. A atriz continuou na TV durante os anos 70. Além dos programas de humor, Dercy Gonçalves fez muitas participações especiais, como na novela Que Rei Sou eu?, Deus nos acuda, Caça Talentos, Sai de Baixo e A Praça é Nossa.

Qual foi o melhor Doodle do Google que você já viu? Comente no Fórum do TechTudo.

Na década de 80, Dercy Gonçalves monta seu show autobibliográfico, o Burlesque, no Teatro Rival, no Rio de Janeiro. Em 1981, Dercy recebeu o Troféu Imprensa de Melhor Atriz e em 1985 o Troféu Mambembe, em uma categoria criada para homenageá-la: melhor personagem de teatro. A atriz voltou a TV com o programa Fala Dercy, no SBT, em 2000, onde interpretava diversos personagens.

Dercy Gonçalves comemorou seu centenário em 2007 com uma festa em Santa Maria Madalena. Nesse ano também subiu ao palco pela última vez, com a comédia Pout-PouRir, comemorando seus Cem Anos de Humor. A atriz faleceu em 19 de julho de 2008 devido a uma pneumonia que causou uma insuficiência respiratória. O estado do Rio, na época, decretou três dias de luto em homenagem à figura de Dercy Gonçalves.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Após a sua morte, Dercy entrou para o Guinness Book, o livro dos recordes, por ser a atriz mais velha em atuação, pois tinha 100 anos quando encenou o filme Nossa vida não cabe num Opala. Em 2012 a TV Globo transmitiu a minissérie Dercy de Verdade, baseado na obra Dercy de cabo a rabo, uma biografia escrita por Maria Adelaide Amaral.

O que pouca gente sabe é que Dercy afirmava que seu pai a registrou com dois anos de atraso, então, na verdade, este doodle comemora seus 111 anos.

Entenda a história dos Doodles do Google:



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.