Apesar de ainda ser uma tecnologia nova no Brasil, sites como Mercado Livre e OLX já têm drones usados entre os anúncios. Com indicações de tempo de voo, garantia e peças extras, a compra do aparelho de segunda mão pode valer a pena e representar uma boa economia com o hobby. No entanto, antes de investir em um quadricóptero usado é importante conferir alguns detalhes para não cair em ciladas.

A seguir, confira seis dicas para comprar um drone usado e garantir a diversão mesmo com um aparelho de segunda mão.

Drones usados podem sair pela metade do preço; veja dicas para comprar o quadricóptero de segunda mão (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Drones usados podem sair pela metade do preço; veja dicas para comprar o quadricóptero de segunda mão (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Preço

O principal diferencial de um drone usado é o preço, que pode cair pela metade caso já tenha sido pilotado algumas vezes. Neste ponto, porém, é importante analisar quanto o quadricóptero está mais barato. Para isso, confira em lojas oficiais o preço do mesmo modelo novo e compare com o que está sendo vendido em segunda mão.

Há casos em que um DJI Phantom 3 Standard, vendido no varejo por R$ 2.599, é anunciado em sites por R$ 2.199. Neste caso, os R$ 400 já podem significar uma economia, mas ainda vale conferir os tópicos abaixo para ter certeza do investimento.

Marca

... class="content-media__image-centered">
Marca do drone pode indicar durabilidade e segurança do eletrônico (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Marca do drone pode indicar durabilidade e segurança do eletrônico (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

É verdade que não se deve julgar um livro pela capa, mas quando se fala em uma compra cara, (como um drone) a marca precisa ser colocada na procura do modelo ideal. Como o quadricóptero é usado, é importante que tenha durabilidade. Assim, a dica é conferir os eletrônicos de fabricantes conhecidas, como DJI, Parrot, Yuneec e até mesmo GoPro, com o Karma.

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Ano de lançamento

Assim como celulares, os drones mais antigos podem apresentar problemas ao longo do tempo. Neste caso, procure pela data em que o modelo chegou ao mercado, se o software está atualizado e até mesmo se ainda há garantia da fabricante.

Confira o ano de lançamento do drone para ver se o modelo já não está ultrapassado e procure por testes de especialistas (Foto: João Gabriel Balbi/TechTudo)

Um ponto interessante também, é analisar como o quadricóptero foi recebido pelos especialistas em tecnologia, quando chegou às lojas. Para isso, procure por reviews do drone. O TechTudo já testou o DJI Phantom 4, o novo DJI Spark e o GoPro Karma.

Recursos

Muitos vendedores costumam indicar quanto tempo de voo o drone já tem. Este dado é importante pois indica um possível desgaste na bateria. Mesmo que seja de lítio e não apresente vícios como antigamente, a autonomia pode não ser mais a mesma que quando tirada da caixa.

Além disso, analise outros recursos do quadricóptero. Há anúncios com aparelhos com o sensor de voo interno quebrado, ou com o GPS com defeito, o que pode não só gerar problemas durante a pilotagem, mas aumentar o risco de acidentes com o drone.

Peças

Observe se o drone usado vem com todas as peças ou se acessórios podem ser comprados separadamente (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Observe se o drone usado vem com todas as peças ou se acessórios podem ser comprados separadamente (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Ao pesquisar por um drone usado observe o que vem na compra. Muitos vendedores anunciam apenas a aeronave, sem o gimbal, a câmera ou o controle remoto. Dependendo do preço, confira se as peças e acessórios podem ser comprados separadamente. Entretanto, lembre-se que terá que instalar os componentes sozinho depois.

Outra dica neste tópico é o kit novo de hélices que algumas pessoas disponibilizam na compra. Por ser um aparelho de segunda mão, um novo jogo de hélices é interessante para otimizar o drone como se fosse novo.

Pesquise e fale com o vendedor

Tente testar o drone antes de concluir a compra para conferir se aparelho usado voa sem problemas (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Tente testar o drone antes de concluir a compra para conferir se aparelho usado voa sem problemas (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

Assim como qualquer compra online, é importante conversar com o vendedor do drone usado antes da compra, para tirar todas as dúvidas. Além de pesquisar pela reputação do usuário dentro do próprio site de compra e venda, peça para testar o quadricóptero.

Caso ainda não saiba pilotar ou não possa se encontrar pessoalmente, solicite uma transmissão ao vivo via Skype, WhatsApp ou Facebook. O processo é essencial para se certificar que o aparelho de segunda mão está funcionando sem problemas.

Qual é o preço justo para um drone? Comente no fórum do TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.