O filme Tomb Raider: A Origem chega aos cinemas em 15 de março e mostra uma nova versão de Lara Croft. Dirigido por Roar Uthaug e estrelado por Alicia Vikander, o longa-metragem é principalmente inspirado pelo game Tomb Raider, de 2013, para PS4, Xbox One, PS3, Xbox 360 e PC. O jogo serviu como reinício para a saga, mostrando uma heroína mais realista, humanizada e ainda em seu início de carreira como exploradora e aventureira. O longa-metragem traz algumas referências importantes e interessantes em sua história, que os fãs devem pescar – outras são um pouco mais obscuras. Saiba quais são, mas vale o aviso: a lista contém alguns spoilers!
Tomb Raider 1, 2 e 3 serão remasterizados para PC Uma ilha familiar Metade do filme se passa na ilha de Yamatai, que leva o mesmo nome do reino perdido e místico que os bandidos tentam encontrar no jogo de 2013. A diferença básica é justamente esta: enquanto no game Yamatai é um reino perdido, aqui é toda a ilha onde a aventura se desenrola, que fica anexada ao Japão. Curiosamente, Yamatai é um local real.
Tomb Raider 2013 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha) Um barco ainda mais familiar Boa parte da aventura mostra Lara Croft ainda como uma jovem comum, que vive sua vida e tenta pagar suas contas. Mas, após descobrir os segredos de seu pai, ela tenta alu...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.