Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.
email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

Os apps GuiaBolso e Organizze são duas opções para monitorar rendas e despesas pelo celular. Com design moderno e interface simplificada, eles detalham o balanço pessoal ao longo do mês e ajudam a poupar para investimentos. Além disso, os apps permitem organizar o dinheiro em torno de metas, para controlar gastos com lazer, por exemplo.

Ambos são gratuitos para baixar no Android e iPhone (iOS) e, apesar da semelhança, trazem recursos que tendem a agradar perfis de uso distintos. Testamos os aplicativos em um Galaxy S8 com Android O e comparamos as principais funções. Conheça as diferenças e saiba qual se adequa melhor às suas necessidades.

Compare as funções dos apps de finanças pessoais Organizze e GuiaBolso (Foto: Paulo Alves/TechTudo)Compare as funções dos apps de finanças pessoais Organizze e GuiaBolso (Foto: Paulo Alves/TechTudo)

Compare as funções dos apps de finanças pessoais Organizze e GuiaBolso (Foto: Paulo Alves/TechTudo)

Interface

O GuiaBolso ganhou recentemente uma mudança de design na versão para Android, que o tornou mais simples e similar ao Organizze. Ambos contam com botões destacados para adicionar dados rapidamente e oferecem um panorama das finanças em uma visualização rápida já na primeira tela.

Ao abrir os apps, é possível notar logo de cara a importância dada a cada tipo de informação: no GuiaBolso, o usuário tem acesso a um gráfico consolidado de todas as rendas e despesas. Já no Organizze, a prioridade é para alertas de contas a receber, a pagar e para pagamentos atrasados.

Apps têm design parecido, mas dão prioridade para informações diferentes na tela principal (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Apps têm design parecido, mas dão prioridade para informações diferentes na tela principal (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Apps têm design parecido, mas dão prioridade para informações diferentes na tela principal (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Usabilidade e sincronização

O GuiaBolso é uma plataforma que requer acesso aos dados bancários do usuário para operar plenamente. Nenhuma informação é compartilhada sem o consentimento do usuário, de acordo com a empresa, assim como não é possível realizar nenhuma transação pelo app. O Organizze segue outra linha: as finanças são gerenciadas manualmente. Sendo assim, ele pode ser mais vantajoso para quem opta por mais privacidade.

Essa distinção torna o GuiaBolso mais automatizado e, por isso, requer menos tempo do usuário para organizar as finanças. O Organizze é um aplicativo que funciona apenas no modo manual na versão gratuita, exigindo mais interação para se manter atualizado.

Na versão gratuita, o GuiaBolso é mais automatizado e o Organizze é mais manual (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Na versão gratuita, o GuiaBolso é mais automatizado e o Organizze é mais manual (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Na versão gratuita, o GuiaBolso é mais automatizado e o Organizze é mais manual (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Organização

Os aplicativos permitem adicionar categorias aos gastos para gerar gráficos de despesas mensais. Com essa informação em mãos, o usuário pode entender as áreas que consomem mais do orçamento e saber onde é possível economizar.

GuiaBolso (esq.) tem variedade maior de categorias de gastos para usar do que o Organizze (dir.) (Foto: Reprodução/Paulo Alves)GuiaBolso (esq.) tem variedade maior de categorias de gastos para usar do que o Organizze (dir.) (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

GuiaBolso (esq.) tem variedade maior de categorias de gastos para usar do que o Organizze (dir.) (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

O GuiaBolso oferece uma variedade maior de categorias e, por isso, acaba gerando resultados mais completos. Ele permite, por exemplo, usar os rótulos “supermercado” e “internet e TV” para gastos que, no Organizze, teriam que ser classificados apenas na etiqueta “Casa”. A diversidade de categorias do GuiaBolso resulta em um gráfico de despesas mais detalhado e que tende a ser mais útil no fim do mês.

Categorias adiconais do GuiaBolso (esq.) resulta em gráficos melhores do que no Organizze (dir.) (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Categorias adiconais do GuiaBolso (esq.) resulta em gráficos melhores do que no Organizze (dir.) (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Categorias adiconais do GuiaBolso (esq.) resulta em gráficos melhores do que no Organizze (dir.) (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Metas

Os dois apps permitem criar metas de gastos por categorias para limitar despesas, por exemplo, como lazer ou mercado. No entanto, o usuário tende a encontrar mais facilidade no Organizze, que concentra todas as opções relacionadas a economias no menu “Metas”.

A ferramenta permite definir o teto de despesas para todas as categorias disponíveis no app, mostrando um resumo atualizado em tempo real para o usuário. No entanto, existe um limite de apenas uma meta por mês gratuitamente, liberando a função por completo somente para usuários pagantes.

O GuiaBolso oferece algo muito similar sem precisar pagar nada, mas a função fica mais escondida no aplicativo. O usuário deve acessar a tela de gastos para obter a opção “Estimar gastos por categoria”, que permite criar limites por tipo de despesa.

Organizze (dir.) só permite criar uma meta por mês gratuitamente (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Organizze (dir.) só permite criar uma meta por mês gratuitamente (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Organizze (dir.) só permite criar uma meta por mês gratuitamente (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Funções extras

Se o usuário optar por sincronizar seus dados bancários, o GuiaBolso é o melhor na oferta de serviços financeiros. Pelo aplicativo no celular, o usuário pode consultar a disponibilidade de crédito pessoal e simular empréstimos baseados no seu histórico. Além disso, é possível monitorar pendências na função Radar de CPF.

O Organizze, por outro lado, oferece um controle melhor de contas vencidas e a pagar. O app varre suas finanças em busca de contas a vencer e dinheiro a receber de acordo com as informações inseridas manualmente, notificando tudo na tela inicial. No entanto, o controle mais aprimorado desse recurso, que inclui anexo de recibos, só funciona mediante assinatura.

GuiaBolso (esq.) tem Radar de CPF e Organizze (dir.) tem alertas de contas a vencer (Foto: Reprodução/Paulo Alves)GuiaBolso (esq.) tem Radar de CPF e Organizze (dir.) tem alertas de contas a vencer (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

GuiaBolso (esq.) tem Radar de CPF e Organizze (dir.) tem alertas de contas a vencer (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Preço e custo-benefício

O Organizze custa R$ 8 por mês para liberar todas as funções, que incluem controle de recibos físicos, metas ilimitadas e sincronização de banco e cartões. Já o rival GuiaBolso é totalmente gratuito.

Por permitir uso manual mais simples, o Organizze é mais indicado para quem deseja fazer o controle pessoal dos gastos sem enviar seu extrato bancário para terceiros. Para quem usa planilha no computador e deseja um aplicativo que possa expandir as possibilidades de gestão das finanças, o Organizze acaba sendo um substituto mais natural.

Já o GuiaBolso é indicado para quem deseja mais automatização. Em troca da visualização do seu extrato, o aplicativo cria sozinho listas de rendas e gastos e categoriza tudo sozinho de forma inteligente.

Android: cinco dicas para ganhar mais espaço no celular

Android: cinco dicas para ganhar mais espaço no celular

Existe algum perigo em fazer compras online? Veja a opinião dos usuários no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.