Por Isabela Cabral, para o TechTudo 01/01/2019 06h20 Atualizado 2019-01-01T08:20:41.571Z
O ano de 2018 foi cheio de controvérsias no dos celulares. Além de diversas falhas de software e hardware em aparelhos da Apple, do Google e da Motorola, algumas empresas se envolveram em disputas na Justiça. A Vivo reivindicou seu nome, que aparecia nos modelos da Blu. Qualcomm e Apple deram continuidade a uma batalha legal que estende por vários países. Já a Huawei teve sua diretora financeira presa sob suspeita de fraude. Confira essas e outras histórias, a seguir, na lista preparada pelo TechTudo com oito polêmicas das marcas de celulares em 2018.
1. Motorola: apagão do GPS Donos de diversos smartphones da Motorola relataram, no meio do ano, dificuldades na detecção do sinal de GPS, causando problemas no uso de aplicativos como Google Maps e Waze. A falha parece ter atingido modelos como Moto G4 Play, Moto G4, Moto Z2 Force, Moto G6 e Moto G6 Plus. A empresa admitiu o defeito apenas no G4 Play e lançou uma correção de software. Segundo alguns usuários brasileiros, o update resolveu o bug na localização do aparelho. Questionada sobre como seria o procedimento de reparo caso o produto não esteja mais na garantia, a Motorola afirmou que o consumidor deve levar o celular a uma assistência autorizada ou entrar em contato com o SAC. Se for constatado problema de software no GPS, o conserto será gratuito.
2. Blu vs Vivo A fabricante de celulares norte-americana Blu anunciou em novembro a retirada do nome “Vivo” dos modelos lançados no Brasil. Assim, os smartphones Blu Vivo XI e Blu Vivo XI Plus passaram a se chamar, respectivamente, Blu V XI e Blu V XI Plus. A decisão, de acordo com a companhia, veio após oposição criada pela operadora Vivo. O Grupo Telefônica declarou por meio de nota ser “a única empresa que pode utilizá-la [a marca Vivo] comercialmente”. A medida não afeta outros países e as fichas técnicas dos dispositivos também não foram alteradas. A empresa voltou ao mercado nacional em setembro, com o lançamento do Blu V XI Plus, aparelho de tela 6,2” e recorte, processador MediaTek Helio P60, memória RAM de 4 GB e armazenamento de 64 GB, vendido por R$ 1.299. Depois, foi anunciado o Blu X VI, de especificações mais simples, disponível por R$ 899. Diferentemente das outras marcas estabelecidas no Brasil, os telefones da Blu são importados e não há rede física de assistência técnica.
3. Bugs no iOS 11 O iOS 11 trouxe uma série de novidades, mas também apresentou muitas falhas...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.