A nova geração do Galaxy A9, com direito a câmera quádrupla, tem preço de lançamento no Brasil: a Samsung traz o celular ao país por R$ 3.119. Quem topar pagar o valor elevado pelo smartphone levará para casa o telefone com armazenamento de 128 GB e RAM de 6 GB. Além disso, os dirigentes da gigante sul-coreana optaram por trazer todas as três cores: preto, rosa e azul, em degradê. O anúncio foi feito nesta terça-feira (22) durante um evento em São Paulo.

A nomenclatura do aparelho tem todos os ingredientes para causar confusão: tecnicamente, ele deveria se chamar Galaxy A9 2018 porque foi apresentado globalmente em outubro do ano passado. No entanto, tendo em vista o lançamento nacional, é possível que parcela dos consumidores o apelide de Galaxy A9 2019.

Conheça a câmera quádrupla

O grande destaque vai para a câmera quádrupla. Menos de um ano após apresentar o primeiro smartphone da marca com câmera tripla (Galaxy A7 2018), chegou a vez de ver um telefone com sofisticado conjunto fotográfico na parte de trás. Ele traz o seguinte esquema:

  • Câmera de 24 megapixels e abertura f/1.7 – para tirar fotos do dia a dia, inclusive em condições de pouca luz.
  • Câmera de 8 megapixels com lente grande-angular e abertura f/2.4 – ideal para grandes grupos ou fotografias de cenários
  • Câmera de 10 megapixels com lente teleobjetiva – voltada para zoom ótico de 2x.
  • Câmera auxiliar de 5 megapixels com sensor de profundidade – trabalha em conjunto com as demais para criar o efeito retrato, em que o protagonista ganha destaque o fundo fica desfocado.

Cada câmera atende a uma necessidade distinta do consumidor. Desde as fotos do cotidiano, até o registro de paisagens espetaculares: a empresa promete bons resultados nestas condições. Embora a câmera quádrupla roube a cena, a câmera frontal também merece respeito: tira selfies de 24 megapixels. Ainda falta saber se o desempenho final faz jus às especificações.

Nova estratégia para intermediários

A Samsung adota estratégia mais agressiva para smartphones intermediários: trazer mais inovação, com a clara proposta de partir para cima de rivais chineses que atualmente fazem muito sucesso no exterior devido às especificações de ponta.

É o caso do Galaxy A9 2018, primeiro telefone da marca a desembarcar no Brasil com a proposta. O design diferente bastante do visto no Galaxy S9, o principal smartphone premium da empresa, em vias de ser substituído pelo Galaxy S10.

O Galaxy A9 2018 utiliza processador Snapdragon 660, da Qualcomm, com 8 núcleos e velocidade máxima de 2,2 GHz. Será vendida, no exterior, uma edição com 8 GB de RAM, mas a Samsung Brasil opta por trazer o modelo com 6 GB. Sua tela grande, com 6,3 polegadas, utiliza resolução Full HD+ (2220 x 1080 pixels), superior à do iPhone XR.

Para completar a ficha técnica, a gigante da tecnologia ressalta a bateria de 3.800 mAh com promessa de ficar um dia inteiro longe da tomada; e a compatibilidade com a carteira virtual Samsung Pay, aceita em diversos estabelecimentos em território nacional.

O Android 8 (Oreo) marca presença, mesmo sendo uma versão antiga do sistema. A Samsung não deu informações sobre a possível atualização para o Android 9 (Pie), versão mais recente do sistema mantido pelo Google.

Ficha técnica do Samsung Galaxy A9 (2018)

... /div>
  • Tamanho da tela: 6,3 polegadas
  • Resolução da tela: Full HD+ (2220 x 1080 pixels)
  • Painel da tela: Super AMOLED
  • Câmera principal: quadrúpla (20, 10, 8 e 5 MP)
  • Câmera frontal (selfie): 24 MP
  • Sistema: Android 8 Oreo
  • Processador: Snapdragon 660 (8 núcleos e 2,2 GHz)
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento: 128 GB
  • Cartão de memória: microSD de até 512 GB
  • Capacidade da bateria: 3.800 mAh
  • Dual SIM: sim
  • Telefonia: LTE
  • Peso: 183 gramas
  • Cores: azul, rosa e preto

O jornalista viajou para São Paulo a convite da Samsung.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

A primeira plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.