Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Os preços da memória RAM têm estado extremamente baixos nos últimos meses, devido a vários fenómenos que baixaram significativamente a procura no mercado de computadores. Ao fim ao cabo, um kit de RAM DDR4 de 16GB que custava qualquer coisa como 200 ou 210€ há um ano, está neste momento a ~100€.

Aliás, arranjar um kit de 32GB já não é a mesma loucura que era antigamente, visto que poderá encontrar várias opções por pouco mais de 200€.

Assim, com estes preços, temos muitos consumidores um pouco confusos em relação à quantidade de memória que devem meter no seu PC! Afinal de contas, qual é o ‘sweet spot’? 8GB? 16GB? ou 32GB?



De quanta memória RAM precisa? 8GB, 16GB ou 32GB?

Portanto, não é novidade para ninguém, que cada vez vamos precisar de mais memória RAM. Tudo graças ao aumento da exigência na criação de páginas web, aplicações e jogos, que precisam de mais e mais memória, em comparação a outras aplicações do passado.

Afinal de contas, não foi assim há tanto tempo que 8GB eram considerados o ‘Sweet Spot’ para jogos. Contudo, um simples jogo mais exigente irá simplesmente rir-se na cara destes míseros ‘oito gigas’ de memória. Aliás, até o Chrome irá ficar desiludido se apenas encontrar esta quantidade de RAM no seu prato.

Caso não saiba, caso a sua memória RAM fique cheia, o seu PC vai começar a usar imediatamente o seu armazenamento, quer seja HDD ou SSD.

O que claro está, irá resultar numa quebra de performance séria… Até pode ter o SSD mais rápido do mundo, este irá ser seguramente mais lente que a sua memória RAM. Em suma, o ideal é ter sempre as aplicações a ler os dados diretamente da memória RAM, e nunca do disco rígido do seu PC.

Contudo, apesar de ser um componente essencial, comprar RAM a mais também pode ser um erro crasso. Retirando orçamento que poderia ser utilizado noutras peças igualmente ou até mais importantes que a memória. (CPU e GPU). Ao fim ao cabo, todos os Euros contam quando estamos a montar a nossa máquina.

8GB – Os requisitos mínimos para a maioria dos utilizadores!

Primeiramente, nem sequer vou considerar 4 ou 6GB de RAM… Nos dias que correm, isso é só parvo.

Por isso, a não ser que estejamos a falar de uma máquina super velha, ou numa reciclagem de material para dar a alguma criança, 8GB é o mínimo dos mínimos em 2020. Com esta quantidade de memória poderá trabalhar e até jogar a grande maioria dos jogos mais recentes. (No entanto, estes poderão sofrer um pouco na performance).

16GB – O ideal!

Os 16GB continuam a ser o ideal, tanto em termos de preço como em capacidade. (Para Gamers e Entusiastas)

Com esta quantidade temos o à vontade de fazer várias coisas ao mesmo tempo, sem termos que olhar para o preenchimento da memória. Afinal de contas mesmo com The Division 2 a ‘comer’ 11GB de memória RAM, é possível ter aplicações da suite Microsoft Office abertas, ter o Chrome com mais de 10 abas abertas, entre outras coisas.

32GB: Para profissionais ou casos especiais

Como é óbvio, ter 32GB de RAM no nosso PC dá logo outra liberdade a qualquer utilizador ‘normal’. Ao fim ao cabo, até o jogo mais pesado do mercado irá ficar no máximo pelos 14/15GB de RAM. Por isso, é um autêntico ‘overkill’.

Contudo, no caso de estarmos a falar de sistemas para profissionais que tenham de manipular ficheiros de grandes dimensões… 16GB podem ficar super curtos de um momento para o outro.

Especialmente se estivermos a falar de projetos multimédia com resoluções 4k+. (Entre outros workloads mais específicos.)

Conclusão

Muito resumidamente, se apenas vai trabalhar e navegar na Web, 8GB chegam perfeitamente para qualquer pessoa. Se quiser jogar títulos modernos no seu dia a dia, vai ter obrigatoriamente de olhar para os 16GB. (E nunca para os 32GB!)

Por fim, os 32GB são para inegavelmente para profissionais que precisam de mexer em vídeo de alta resolução, ou fotos RAW.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@l.pt.


Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.