Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Os leitores de impressões digitais integrados no ecrã não são uma coisa nova. De facto, já existem há algum tempo. No entanto, têm vindo sempre a sofrer melhorias. A razão é simples. Melhorar a precisão e a adoção em massa. No entanto, até aqui havia um problema. É que estes leitores só funcionavam bem com painéis OLED. No entanto, há boas notícias. É que o responsável da Redmi, Lu Weibing, anunciou oficialmente que os leitores de impressões digitais no ecrã estão prontos para serem integrados nos painéis LCD.

Xiaomi arrasa com inovação nos leitores de impressões digitais!

Este responsável também publicou um vídeo muito curto do leitor de impressões digitais a funcionar num smartphone desconhecido que eventualmente pode ser apenas um protótipo. Ele explicou o problema subjacente que impedia a produção em massa da tecnologia e como a equipa de investigação e desenvolvimento da Redmi a ultrapassou. Ora segundo ele a Redmi implementou uma película de alta-transmissão que garante a passagem da luz infravermelhos através do ecrã (o que não era possível anteriormente) acima do sensor. Isto permite que as impressões digitais sejam registadas e, portanto, a implementação seja bem-sucedida.

Entretanto, a Redmi não se aprofundou muito mais acerca dos pormenores da nova tecnologia, o que deixa a questão acerca da precisão, implementação futura e custos sem resposta. No entanto, acreditamos que um smartphone Redmi com este ecrã LCD pode muito bem chegar ao mercado no final deste ano. Se tivessemos de adivinhar poderia ser o Redmi 9A ou Redmi 9. De facto, só nessa altura é que vamos conseguir perceber ao certo a rapidez com que esse sensor vai funcionar. A rapidez e claro a segurança. No entanto, sendo uma tecnologia de primeira geração não estamos à espera que seja logo a melhor do mundo. Afinal de contas há sempre um tempo de desenvolvimento.

Os leitores de impressões digitais no ecrã foram totalmente popularizados nos topos-de-gama do ano passado e os utilizadores habituaram-se depressa e de um modo geral ficaram satisfeitos. A implementação nos LCD vai tornar tudo isto ainda mais popular, dado que será possível levar esta tecnologia aos smartphones de gama média e entrada de gama, ou seja, os mais baratinhos.

Neste momento para além da Redmi, existem outras empresas a trabalhar nesta tecnologia. São exemplo disso, a BOE e a AUO Optronics. No entanto, foi a subsidiária da Xiaomi que conseguiu vencer esta corrida.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@l.pt.


Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.