O beta do Wild Rift, a versão de League of Legends (LoL) para aparelhos mobile, foi lançado na última quarta-feira (16) na Indonésia e nesta sexta-feira (18) em Singapura, Malásia, Filipinas e Tailândia para um número limitado de jogadores. Esta nova fase de testes do game está prevista para se encerrar no mês de outubro e estará disponível apenas para os aparelhos Android. Vale lembrar também que ainda não há data definida para o lançamento no Brasil. É possível baixar o APK do jogo fora da Google Play Store, mas não é seguro. A seguir, confira mais detalhes sobre a versão beta do Wild Rift.

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Novos campeões e skins

Entre as novidades desta nova fase do MOBA mobile, destaca-se o lançamento dos campeões Varus, Singed, Sona, Dr.Mundo, Amumu e Jarvan IV. Eles se juntam aos outros 36 campeões que já estavam presentes no elenco: Ahri, Master Yi, Lux, Annie, Garen, Fiora, Vi, Blitzcrank, Camille, Jhin, Ezreal, Janna, Soraka, Nami, Nasus, Braum, Miss Fortune, Graves, Jinx, Alistar, Olaf, Gragas, Jax, Malphite, Shyvana, Aurelion Sol, Orianna, Fizz, Ashe, Tryndamere, Twisted Fate, Vayne, Xin Zhao, Zed, Yasuo e Ziggs.

Junto aos novos campeões, também foram divulgadas cinco novas skins que serão adicionadas ao game. Elas são a Lux Ladra Arcana, Ashe Saqueadora, Garen Almirante Fugitivo, Blitzcrank Nocaute e Nasus Destruidor de Mundos.

As ranqueadas em Wild Rift

Nesta fase beta, os jogadores podem testar as ranqueadas do Wild Rift. Elas são semelhantes às ranqueadas que conhecemos no League of Legends, mas podem ser acessadas no nível 10 e contam com um novo elo chamado Esmeralda, localizado entre o Platina e o Diamante. Além disso, a Riot Games preparou dois sistemas diferentes para as ranqueadas. Do Ferro até o Esmeralda, os jogadores sobem de liga após conquistarem as marcas de ranqueada, que podem ser obtidas com vitórias. A partir do Diamante, o sistema será por pontos, muito semelhante ao LoL convencional.

Blue Mote, Wild Core e Poro Coin

Também foram divulgados mais detalhes sobre a loja e as moedas dentro do Wild Rift. O jogo contará com a Blue Mote, que poderá ser obtida conforme você evolui sua conta, e o Wild Core, adquirido via dinheiro real, como os Riot Points (RP). A novidade fica por conta das Poro Coins, uma moeda que os jogadores recebem conforme jogam e que podem ser trocadas por skins, cosméticos e emotes.

Melhorias na gameplay

A Riot Games ouviu o feedback dos participantes da fase alfa e adicionou alguns recursos com o intuito de melhorar a gameplay no Wilf Rift. Por exemplo, os jogadores podem fixar parcialmente a câmera em seu campeão ou movimentá-la pelo mapa. Também há um novo recurso que facilita o uso de uma skill shot, movimentando a câmera automaticamente levando em consideração a sua distância, e maior facilidade para acertar uma habilidade global graças à implementação de uma minicâmera.

Por fim, a desenvolvedora também publicou as recomendações mínimas para jogar o Wild Rift tanto no Android como no iOS. É válido ressaltar que esse teste beta é válido apenas para o Android, mas usuários iOS podem se cadastrar para pequeno

... s testes no futuro. Logo abaixo, você confere as recomendações para os sistemas:

Android

  • CPU: 4-core, 1.5 Ghz ou superior (32-Bits ou 64-bits)
  • RAM: 1.5G
  • Resolução: 1280x720

iOS

  • iPhone 7

Qual é a sua skin favorita no LoL? Comente no Fórum TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.