O notebook gamer ideal vai depender de diferentes aspectos. Existem diversas opções no mercado brasileiro, com marcas como Samsung, Dell, Lenovo e Acer oferecendo desde modelos de entrada até tops de linha com preços bem mais altos. Para escolher um modelo do tipo, é importante ficar de olho não apenas na presença de uma placa de vídeo dedicada, mas também em aspectos como o processador e uma boa quantidade de RAM.

Além disso, pontos como a tela, com resolução de, pelo menos, Full HD, e recursos de imagem, podem ser diferenciais. Pensando nisso, o TechTudo preparou uma lista com algumas dicas para você encontrar seu notebook gamer ideal. Confira nas linhas a seguir.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

1. Processador

O primeiro aspecto que precisa ser notado na hora de escolher um notebook gamer é o processador instalado na máquina. Como existem uma série de modelos disponíveis no mercado, a principal dica para quem busca um aparelho potente é ficar atento aos números de série de cada chip.

A razão disso é que, no caso de processadores Intel, um Core i7 tem desempenho muito superior aos seus irmãos Core i5 e Core i3. O mesmo acontece com dispositivos que possuem chips AMD: um Ryzen 7 é superior ao Ryzen 5 e ao Ryzen 3.

Além disso, outra dica fundamental é saber qual a geração do processador e sua velocidade prometida. Modelos mais novos conseguem reproduzir jogos mais atuais fazendo menos esforço e com uma boa taxa de quadros por segundo.

No caso dos notebooks que possuem processador Intel, ter um Core i7 de linha 10510U significa que o modelo é de décima geração, ou seja, é um dos mais atuais. Ficar atento à quantidade de núcleos de processamento também é uma boa, já que um bom desempenho multicore pode ser interessante para rodar muitos programas ao mesmo tempo, como numa stream, por exemplo.

2. Memória RAM

A quantidade de memória RAM em um notebook é outro fator fundamental para a execução de jogos mais pesados. Grande parte dos games atuais recomendam que o dispositivo tenha 16 GB de RAM para não ter problemas no desempenho durante as partidas. Entretanto, ter essa quantidade em um notebook pode ser complicado, visto que poucos modelos chegam com isso de fábrica.

Por conta disso, a presença de 8 GB de memória RAM pode ser suficiente para executar alguns jogos, desde que as outras configurações do notebook sejam potentes. Caso essa quantidade não dê conta, é importante lembrar que alguns modelos permitem o upgrade de forma fácil, sendo possível aumentar o número para 16 GB sem maiores problemas.

Entretanto, cada dispositivo possui uma memória específica, sendo importante ficar atento para não comprar um modelo diferente na hora do upgrade no notebook.

3. Placa de vídeo

Sendo uma das especificações mais importantes, a presença de uma placa de vídeo dedicada em um notebook faz total diferença na hora de executar qualquer jogo. Em se tratando de um notebook gamer, é possível que o modelo já venha equipado com alguma versão, seja uma opção da Nvidia ou algum modelo Radeon, da AMD. No caso das placas de vídeo GeForce, o recomendado é que os notebook tenham, no mínimo, uma GTX 1060 para que os games sejam executados de forma natural e sem travamentos.

Além disso, com os diversos lançamentos da Nvidia, já existem notebooks que vêm equipados com a série RTX 20. Esse modelo de GPU oferece aos usuários um desempenho muito superior em jogos mais pesados, contando com recursos como o Ray Tracing e o DLSS, que oferecem uma melhor qualidade visual sem prejudicar a taxa de quadros.

...

4. Armazenamento

Escolher dispositivos que tenham um SSD instalado pode fazer a diferença durante a execução dos jogos. Isso acontece por conta das taxas superiores de gravação e leitura de dados em relaçao aos tradicionais HDs. Dessa forma, o carregamento dos jogos de mundo aberto, por exemplo, assim como a inicialização do sistema operacional, ficam mais rápidos.

Atualmente existem diversos modelos de notebooks que contam com armazenamento em SSD, mas ainda são mais caros e possuem menor capacidade. Uma opção é adquirir um notebook com HD tradicional e depois realizar o updrade para um SSD, tendo uma máquina híbrida. No entanto, é importante ficar atento se o modelo de SSD é compatível com o seu notebook.

5. Tela

Outro ponto importante na hora de escolher um notebook gamer é verificar as especificações da tela. De nada adianta ter um dispositivo com especificações poderosas se o display do notebook não for capaz de exibir imagens de qualidade. No mercado, existem muitos modelos Full HD, o que vai ser mais que suficiente mesmo para laptops que rodem jogos mais recentes. Há também opções com painel 4K, mas a resolução vai exigir mais do hardware, que pode não dar conta.

Além da resolução, a taxa de atualização do display também é importante quanto à execução de jogos. Ter uma tela com frequências mais altas significa ver imagens com mais fluidez, além de cansarem menos a vista do usuário após longas horas de jogatina.

6. Teclado, interfaces e mais

Por último, o design dos dispositivos também deve ser levado em conta, já que a proposta portátil do notebook pode não fazer muito sentido em um modelo gamer. Com hardware poderoso, alguns modelos contam com uma estrutura muito mais pesada e robusta do que o convencional, dificultando o transporte por parte do usuário. Por conta disso, verifique as dimensões do notebook antes da compra.

Outro fator importante é a quantidade de entradas disponíveis no modelo. Um notebook voltado para o público gamer costuma trazer portas USB suficientes para conectar mouses, teclados, fones de ouvido e outros periféricos que ajudam a aumentar o desempenho durante as partidas. Além disso, alguns usuários podem optar por um notebook que tenha iluminação RGB, algo tradicional na categoria.

Meu notebook não está aparecendo a opção de ativar a câmera, o que posso fazer? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.