A Anatel divulgou os resultados da Pesquisa de Satisfação e Qualidade Percebida referente ao ano de 2020, que indica níveis de satisfação do consumidor com as operadoras de telefonia. Ela aborda os serviços móvel, fixo, de banda larga e de TV por assinatura. No geral, o brasileiro tem se mostrado mais satisfeito com serviços de telecomunicação, com exceção de banda larga fixa e da TV por assinatura.

Levando em conta a telefonia móvel, a Claro repete o resultado do ano anterior e é a melhor do país no pós-pago, a Algar oferece o melhor serviço pré, enquanto que a Oi ficou com a última posição nos dois serviços. A pesquisa leva em conta notas que os próprios consumidores aferem para uma série de quesitos referentes à qualidade do serviço prestado.

Na tabela a seguir, você confere todos os resultados de acordo com tipo de serviço e operadora. Veja também a legenda para compreender o quadro. O documento foi divulgado no começo da semana.

  • ↑: a nota da operadora melhorou em relação ao ano anterior
  • ↑↑: a operadora é a melhor na qualidade do serviço
  • ↓: a nota caiu na comparação com o ano anterior
  • ↓↓: a operadora foi a pior na qualidade do serviço
  • ↓↑↑: a nota da operadora caiu na comparação com 2020, mas ainda assim ela é líder no serviço
  • sem anotação: a nota é comparável com a de 2020
  • Observação da Anatel: “As marcas do grupo Claro/NET foram pesquisadas como Claro no pós, pré e TV por assinatura via satélite; e Claro/NET na banda larga, telefonia fixa e TV por assinatura via cabo.”

Obtidos a partir da opinião de 36,3 mil clientes de sete operadoras diferentes entre julho e novembro de 2020, os dados também revelam que no geral o brasileiro está mais satisfeito com os serviços de telefonia móvel em oferta no país: a nota média para operadoras no pós-pago foi de 7,49, enquanto o pré ficou em 7,45, enquanto as médias gerais do ano anterior foram de 7,42 e 7,25, respectivamente.

Embora tenha repetido o sucesso do ano anterior, a Claro tirou uma nota menor: 7,75 no pós (contra 7,83 em 2020) e perdeu a liderança no pré: em 2020, a operadora tinha chegado a 7,50 contra 7,42 da Algar que, com nota 7,79 é a melhor do país no serviço pré-pago.

Já a Oi melhorou a percepção de qualidade geral do seu serviço pré-pago perante o consumidor, mas ainda assim repetiu a lanterninha de 2020. Naquela oportunidade, a operadora fez 6,87 pontos no pós, mesma nota deste ano, e 7,10 no pré. Agora, em 2021, o resultado ficou em 7,29 no plano pré-pago da operadora.

A telefonia fixa também experimentou uma melhora, de acordo com o levantamento: de 7,23 em 2020 para 7,36 em 2021. Já serviço de banda larga anda pior: no resultado anterior, a Anatel tinha aferido uma nota geral de 6,63, enquanto que agora a média caiu para 6,51. Já a TV por assinatura sem mantem estável em média de 7,17 pontos de um ano para outro.

Para a telefonia fixa e internet de banda larga, a operadora Unifique de Santa Catarina é a líde

... r do ranking, com notas de 8,56 e 7,76, respectivamente, nos dois tipos de serviço. A pior do Brasil em telefonia fixa é a Oi com 7,11, enquanto que a Hughes – especializada em Internet via satélite – ficou com a lanterninha na banda larga ao somar 4,86 pontos de média.

Para serviços de TV por assinatura, o melhor resultado do ano ficou com a Claro, que atingiu nota de 7,70 no serviço por satélite. Já a pior média é da Claro/NET com 6,92, considerando o serviço prestado via cabo.

Com informações de Anatel



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.