Galaxy S21 Ultra e Edge Plus são opções de celular top de linha da Samsung e da Motorola para quem quer ficar pronto para o 5G. Além do suporte às novas redes, os smartphones têm ficha técnica poderosa, com direito a sistema de câmera quádrupla, bateria generosa de 5.000 mAh e telas de alta velocidade. Nas linhas a seguir, compare as semelhanças e diferenças dos aparelhos.

Lançado em 2020, o Edge Plus vem com carregador na caixa, uma ausência polêmica do Galaxy – que, em compensação, passa a suportar S Pen. O S21 Ultra é lançamento recente com preço que começa em R$ 9.499. Já o Motorola Edge Plus estreou no Brasil em julho de 2020, por R$ 7.999. De lá para cá, o preço caiu bastante e você o encontra partindo de R$ 4.499.

Tela e design

Em termos de display, os dois celulares têm dimensões parecidas: trata-se de AMOLED Dinâmico 2x de 6,8 polegadas no S21 Ultra e OLED de 6,7 polegadas no Motorola. Além disso, as duas marcas apostam em telas de alta velocidade, embora o Samsung leve vantagem ao oferecer display de 120 Hz diante da tela que atualiza 90 vezes por segundo (90 Hz) no Edge Plus.

Já a resolução é diferente, com o Samsung entregando 3200 x 1440 pixels (densidade de 515 pixels por polegada), enquanto o Edge Plus é Full HD+ em 2340 x 1080 pixels (385 pixels por polegada de densidade). Embora a tela do Galaxy seja mais densa, a chance de você perceber diferença de definição entre as duas é pequena.

No design, os dois telefones contam com a característica da tela com bordas curvas, que invadem a lateral do telefone – embora a curvatura seja muito mais pronunciada no Motorola. Entre as diferenças aparentes, as duas marcas encontraram lugares distintos para a câmera de selfies: centralizada no S21 Ultra e deslocada para o canto superior esquerdo no Edge Plus.

Outra diferença é que o Samsung já vem de fábrica com o novo vidro Gorilla Glass Victus, que promete sobreviver melhor a riscos – o Edge Plus é revestido o Gorilla Glass 5. Enquanto que a Motorola não oferece nenhuma garantia contra água, o Samsung conta com certificação IP68 para sobreviver a acidentes e submersão. Nas cores, o Edge Plus vem apenas em cinza escuro, enquanto que o S21 Ultra oferece edições em preto, branco, rosa, cinza, prata ou violeta.

Câmeras

Nos dois telefones, o usuário encontra câmera principal de 108 MP liderando um conjunto de câmera quadrupla.

No S21, a câmera de 108 MP vem montada em uma lente wide com abertura focal em f/1.8; há uma câmera periscópica com 10 MP de resolução (f/4.9) e que garante zoom óptico de 10x; teleobjetiva de 10 MP com f/2.4; e uma ultra wide com 12 MP de resolução e abertura em f/2.2. Como é comum em aparelhos top de linha, há recursos de aprimoramento de imagem via inteligência artificial, além de suporte a modos variados de fotografia, inclusive com bokeh automático e modos manuais.

O Edge vem com um sistema triplo cuja câmera de 108 MP é a principal. No Motorola, o sensor repete as especificações da Samsung, com a mesma abertura de f/1.8 e lente no perfil wide. Além dessa câmera, o telefone vem com uma teleobjetiva de 8 MP (f/2.4) para zoom ótico de 3x e uma ultra wide com macro com 16 MP. Por fim, o Edge Plus vem ainda com um sensor ToF para percepção precisa de distâncias, coletando informações úteis para geração de fotos no modo retrato.

Na realização de vídeos também há diferenças. O Galaxy chega a gravar vídeos em 8K a 24 quadros por segundo, enquanto que o Edge Plus capta 6K a 30 quadros por segundo.

Para selfies, os dois telefones disponibilizam um único sensor: no Galaxy S21 Ultra, a câmera tem 40 MP de resolução (f/2.2), enquanto que Motorola vem com câmera de 25 M

... P (f/2.0).

Desempenho e armazenamento

O Galaxy S21 Ultra vem com o processador Exynos 2100, desenvolvido pela própria Samsung em processo de 5 nm. Trata-se de um chip de oito núcleos com velocidades de até 2,9 GHz em um de seus núcleos (outros três rodam a 2,8 GHz e quatro a 2,2 GHz). Já a opção da Motorola vem calçada por um Snapdragon 865 desenvolvido pela Qualcomm em processo de 7 nm.

O Snapdragon tem oito núcleos também, mas difere nas velocidades: um dos núcleos chega a 2,84 GHz, três deles aceleram a até 2,4 GHz e, os quatro restantes, trabalham em 1,8 GHz para economizar energia.

Na contagem de memória RAM, o S21 Ultra pode ter 12 ou 16 GB, enquanto que o Edge Plus aparece em versão única com 12 GB. O mesmo vale para o armazenamento: enquanto o Motorola conta apenas com edição de 256 GB, o Galaxy pode ser encontrado com 256 ou 512 GB de capacidade: nenhum dos dois oferece slot para microSD.

Bateria

O Galaxy S21 Ultra vem com uma bateria de 5.000 mAh de capacidade bruta. Embora suporte tecnologia de recarga rápida e sem fio de duas vias – você pode usar o Galaxy para recarregar outros dispositivos sem fio –, o smartphone vem de fábrica sem um carregador na caixa: você terá de providenciar um por conta própria.

Já o Motorola Edge Plus é vendido com um carregador próprio e possui uma bateria também de 5.000 mAh de capacidade bruta. O aparelho suporta recarga rápida de até 25 Watts.

Versão do sistema

Mais antigo no mercado, o Edge Plus sai da caixa com o Android 10 instalado e, embora esteja confirmado para receber a atualização para a versão 11 do sistema, isso ainda não aconteceu. Do outro lado, o Galaxy S21 Ultra já sai da caixa com o Android 11 instalado e com a interface One UI da Samsung.

Recursos adicionais

Em termos de conectividade, os dois aparelhos oferecem suporte a redes 5G, à espera de que as redes do tipo sejam implementadas no mercado brasileiro. No Wi-Fi, o S21 Ultra oferece suporte ao padrão Wi-Fi 6E, enquanto que o Motorola garante Wi-Fi 6 (802.11ax), enquanto que o Bluetooth é 5.2 no S21 e 5.1 no Motorola.

Nos dois aparelhos há tecnologia de rede NFC para uso de serviços de pagamentos por aproximação usando o celular. Enquanto ambos suportem Google Assistente, o S21 permite usar a assistente Bixby, além da plataforma Samsung DeX para transformar o celular num desktop.

Os dois aparelhos oferecem tecnologia de leitura de impressões digitais sob a tela. Entretanto, o Galaxy leva uma pequena vantagem porque usa um sensor de acionamento ultrassônico, que promete ser mais preciso e ter a capacidade de perceber os seus dedos mesmo com a tela riscada, algo que pode acabar inviável no Motorola, que usa um sensor óptico.

Outro diferencial do S21 Ultra é a oferta do chip UWB que permite destravar e dar a partida em automóveis compatíveis com a tecnologia. O smartphone também suporta a caneta eletrônica S Pen da Samsung.

Preço

A versão mais “barata” do Galaxy S21 Ultra, com 256 GB de espaço e 12 GB de RAM, se encontra em fase de encomenda no mercado brasileiro por R$ 9.499. Quem quiser ir além e comprar o celular com o dobro de capacidade de armazenamento precisa desembolsar R$ 10.499, ao menos nessa janela de lançamento.

O Edge Plus estreou no mercado nacional ainda em julho de 2020 por R$ 7.999. Atualmente, é possível encontra-lo à venda a partir de R$ 4.499, de acordo com o preço mais baixo encontrado no encerramento deste texto.

Com informações de Motorola e Samsung



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.