Minecraft ou Grand Theft Auto são alguns dos bons exemplos de jogos de mundo aberto, gênero que cada vez mais faz a cabeça dos usuários ao redor do mundo. Mas você sabe quais são os títulos mais populares desse tipo? O TechTudo listou os melhores games para o jogador mergulhar de cabeça no universo deles. Confira:

Confira a evolução de gráficos dos games de GTA, popular série de ação

GTA 5: game conta com vasto cenário (Foto: Divulgação/Rockstar)

GTA e seus filhotes

É impossível falar de jogos de mundo aberto e não mencionar a franquia Grand Theft Auto. Desde o primeiro game, lançado em 1997, a saga tem como um dos pontos mais fortes a liberdade para fazer o que bem entender pelas cidades.

Sleeping Dogs: Definitve Edition: protagonista é um infiltrado na máfia de Hong Kong (Foto: Reprodução/Victor Alcaíde Teixeira)

São vários os títulos que poderiam ser citados, mas GTA: Vice City, a versão de Miami na década de 80, assim como o gigantesco mapa de Los Santos em GTA 5, merecem um lugar especial no coração dos fãs da franquia. A imersão nos cenários é absurda e o nível de detalhes da última edição é impressionante.

Há outros títulos do mesmo estilo de GTA, que se saem bem ao criar cenários complexos e interativos, como os vários volumes de Saints Row e o excelente Sleeping Dogs, pois provam que a alta qualidade vai além dos lançamentos atuais da Rockstar.

O velho oeste do jeito que você sempre quis

A Rockstar Games realmente entende quando o assunto é produzir um jogo de mundo aberto. Depois de GTA, a empresa lançou Red Dead Redemption, um dos melhores games lançados para PlayStation 3 e Xbox 360.

Red Dead Redemption permite que o herói John Marston explore todo o cenário (Foto: Divulgação/Rockstar Games)

No papel do ex-fora da lei John Marston, você deve percorrer o sul dos EUA, com direito a uma passada pelo México, para eliminar antigos parceiros do crime e salvar a sua família. A história é fantástica, e as possibilidades que o game dá ao jogador deixam a experiência inesquecível.

Um novo mundo perante seus olhos

Os jogos de tiro em primeira pessoa também conta com boas produções do gênero. A franquia Borderlands, conhecida pelo estilo visual, é um belo exemplo por apresentar um mapa imenso e repleto de interações possíveis com o ambiente.

Dead Island: ilha paradisíaca de zumbis é cheia de possibilidades (Foto: Reproduçao/pcgamer.com)

Apesar de não ter sido tão bem recebido pela crítica, 

... Dead Island  ainda é um exemplo interessante desse estilo. O jogo com zumbis presos em uma ilha paradisíaca lhe oferece um cenário imenso, variado e intuitivo para explorar. Muitas vezes, explorar o local chega a ser mais divertido do que completar as missões.

Outro jogo que pode ser chamado de excelente é Far Cry 3. Com cenário imenso, diversos personagens e missões que podem ser encaradas do jeito que você quiser, o game da Ubisoft é o tipo de título que sempre deixa vontade de repetir a dose.

Corridas por toda a cidade

Engana-se quem pensa que apenas jogos com personagens a pé podem ganhar mundos e cenários vastos. Veículos também são parte do estilo, e a Criterion mostrou que isso poderia ser feito com maestria ao lançar Burnout Paradise, um dos melhores games de corrida da última geração.

Outro título, também da Criterion, que consegue apresentar um mundo completo para o jogador explorar é Need for Speed: Most Wanted. Com corridas espalhadas por toda a cidade e que dão a liberdade para percorrer por todas as ruas, o jogo merece, pelo menos, uma menção honrosa.

Need for Speed: Most Wanted: carros tunados tomam conta da cidade (Foto: Divulgação/Electronic Arts)

Além disso, não tem como falar de Need for Speed e jogos de mundo aberto e não lembrar de Need for Speed Underground 2. Talvez um dos jogos mais adorados da franquia da Electronic Arts, que trazia um mundo eletrizante e pronto para ser descoberto.

Super-heróis e suas cidades

Vários super-heróis também dão as caras no mundo dos games, mas há alguns personagens que chamam mais a atenção do que outros.

Ainda na época do PlayStation 2, a Activision lançou uma adaptação do filme Homem-Aranha 2, que trazia a ilha de Manhattan para ser explorada. Além das missões normais, pequenos casos para ajudar os civis faziam com que o jogador se sentisse o próprio Peter Parker.

Em Batman: Arkham Knight, você pode passear por Gotham com o Batmóvel (Foto: Divulgação/Warner Bros)

Para completar, os jogos da série Arkham, estrelados pelo Batman, tiveram o próprio universo expandido com o tempo, o que deu cada vez mais espaço e liberdade para os jogadores ficarem mais próximos da rotina do Cavaleiro das Trevas.

Em Batman: Arkham Knight, a Rocksteady conseguiu criar uma Gotham City enorme e cheia de desafios, que, por vezes, realmente faziam o jogador se aventurar dentro daquela cidade caótica. 

Just Cause 2 e a arte de não se importar com a história

Se existe um jogo de mundo aberto que abraça todo o caos que um cenário enorme de destruição pode gerar, esse é Just Cause 2. O game, lançado pela Square Enix, ainda traz armas, paraquedas e um gancho que pode ser preso em absolutamente tudo.

Just Cause 2 tem armas que podem ser usadas em todo o cenário (Foto: Divulgação/Square Enix)

Parece uma combinação bizarra, mas tudo funciona tão bem que é possível que muitos jogadores não tenham feito ainda metade das missões do game, mesmo depois de várias horas de jogatina. Tudo graças às diversas distrações que o mundo aberto proporciona.

Bethesda e seus mundos maravilhosos

Quando se fala em RPGs da Bethesda, logo vêm à mente mundos imensos e prontos para serem explorados. Dois grandes exemplos disso são The Elder Scrolls 5: Skyrim e Fallout 3.

Em The Elder Scrolls 5: Skyrim, você vive uma aventura medieval em que é permitido lutar contra dragões e, é claro, explorar um mundo perigoso, salvar reinos, saquear casas e muito mais.

Fallout 3: explore uma Washington devastada no game (Foto: Divulgação/Bethesda)

Já em Fallout 3, você pode andar por lugares devastados pela guerra nuclear, em uma Washington tomada por mutantes, prédios abandonados e uma das melhores experiências imersivas que um jogo de RPG pode proporcionar aos usuários.

Um mundo de blocos feito para você

Como não poderia faltar, Minecraft fecha a lista de jogos de mundo aberto. Apesar de muitos  torcerem o nariz para o game, é inegável a importância e a qualidade do título da Mojang.

Minecraft: jogadores são totalmente livres dentro do game (Foto: Divulgação/Mojang)

Em mundos criados aleatoriamente, Minecraft permite ao jogador fazer tudo que estiver dentro das regras do jogo. Com o tempo, a comunidade contribuiu para tornar a liberdade ainda maior, o que rendeu muito mais horas de jogatina.

Quais os melhores jogos de mundo aberto? Dê a sua opinião no Fórum do TechTudo. 



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.