Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O touch screen domina os dispositivos eletrônicos, seja nos smartphones, notebooks, tablets, monitores ou câmeras fotográficas. A facilidade de manusear e intuitividade dessa tecnologia trouxeram muitas vantagens e agradam a maioria. Mas você limpa o seu celular com frequência? O TechTudo explica a importância de fazer aquela "faxina" nos seus eletrônicos com tela sensível ao toque sempre.

Confira como montar um 'cinema' em casa sem precisar gastar muito

Tela do celular suja após um dia de uso  (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)Tela do celular suja após um dia de uso (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)

Não há o que se questionar a respeito das vantagens de usar uma tela touch screen. Mas o que muita gente esquece de pensar é sobre um problema pontual que essa tecnologia também criou: a propagação da sujeira que temos nos nossos dedos. Nossas mãos entram em contato constante com todo tipo de coisa durante o dia. E é por meio delas que levamos micro-organismos para dentro do corpo.

O professor Armando Marsden, PhD em Laboratório de Micologia Médica da Universidade Federal de Pernambuco (UFRPE), afirma que uma tela sensível ao toque pode ser mais suja do que um vaso sanitário. Segundo o especialista, normalmente o vaso só recebe urina e fezes, enquanto nossas mãos são expostas ao contanto com dinheiro, frutas, verduras, corrimões de ônibus, trens e uma infinidade de superfícies contaminadas. Todos esse locais podem conter vírus, bactérias, fungos e outros parasitas que podem colocar a saúde em risco. Já imaginou quantas impurezas carregamos nas mãos nessa brincadeira?

Seu celular é mais sujo que uma privada, revela vídeo

“Computadores, laptops, iPads, iPods, entre outros, podem conter algum ou alguns germes devido ao uso ou toque constante. Até porque ninguém fica lavando as mãos toda vez que vai usar o equipamento. Assim, é muito importante que se limpe o aparelho diariamente”, alerta o professor.

Qual modelo de TV comprar na faixa até R$ 2.000? Opine no Fórum do TechTudo.

Perguntado sobre quais tipos de doenças e bactérias podemos encontrar nestes aparelhos, o professor diz não poder afirmar especificamente, pois isso varia muito. Mas ele menciona alguns fungos que foram encontrados em smartphones em pesquisas anteriores. “A Candida sp. Aspergillus niger, Penicillium sp.,Fusarium sp., Cladosporium sp. que são fungos contaminantes cujo esporos estão nas frutas, verduras, no solo e na água, já foram encontrados. Normalmente eles são levados pelo ar para muitos lugares incluindo ambientes internos ou fechados.” Os microrganismos apontados pelo professor são causadores de problemas como infecções de ouvido e doenças de pele.

Um celular limpo diariamente evita risco de contaminação (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)Um celular limpo diariamente evita risco de contaminação (Foto: Lucas Mendes/TechTudo)

A principal dica que o professor Marsden nos dá é manter nossos aparelhos sempre limpos e secos, apesar do uso diário. Como fazer isso? Passando um pano na superfície ou na tela do aparelho e evitando umidade (o que é bom para sua saúde e do aparelho também). Segundo o professor, embora não esterilize o aparelho, esse procedimento ajuda na remoção de impurezas, o que é bom para evitar a contaminação por diversos germes que se escondem em nossas mãos e em nossos dispositivos.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.