Uma mudança na forma como a conexão segura através de protocolo https é feita pelos servidores de Internet pode banir da Web até 40 milhões de usuários em todo o mundo a partir de 2016. O problema ocorre por que a tecnologia usada para criar a conexão criptografada – chamada SHA-1 – será substituída por uma nova e mais segura, mas que não é suportada por versões mais antigas de navegadores, principalmente para dispositivos móveis, o que os tornaria inúteis para navegação.
O que é https? O problema com o padrão SHA-1 é que os computadores ficam cada vez mais rápidos e, por isso, são capazes de calcular e quebrar suas chaves criptográficas em um espaço de tempo menor. Isto faz com que seja necessário sua substituição por uma versão mais moderna.
Navegadores antigos serão incapazes de acessar sites criptografados em 2016 (Foto: Reprodução/CloudFlare)
A transição para um padrão novo não é novidade no mundo dos navegadores. Em 2008, o padrão mais comum para a criptografia era o MD5, que passou pelo mesmo problema do SHA-1. A diferença é que, naquela época, esta tecnologia era suportada em conjunto com a outra, o que facilitou a transição. O padrão MD5 continuou existindo em conjunto com o SHA-1, até ser completamente abandonado em 2013. Já o SHA-2 é uma tecnologia mais recente, que começou a ser implementada depois, o que significa que navegadores antigos não podem usá-la. Isto é um problema menor para desktops, nos quais o usuário pode atualizar seu software com facilidade.
Como acessar WhatsApp Web com BlueStacks? Veja dicas no Fórum do TechTudo.
O grande empecilho, por outro lado, ocorre em smartphones antigos, cujos navegadores não podem mais ser atualizados por não serem compatíveis com versões ultrapassadas de seus sistemas operacionais. Qualquer telefone que rode Android 2.23 ou anterior, por exemplo, estará impedido de fazer conexões seguras.
1º de janeiro de 2016 Grandes sites de todo o mundo, como o Google, Facebook e Twitter, devem passar a rejeitar conexões seguras em SHA-1 a partir do dia 1º de janeiro de 2016, ao mesmo tempo em que os navegadores modernos passarão a considerar inseguros os sites que forneçam certificados de segurança apenas com esta tecnologia. A expectativa é que o maior impacto desta decisão ocorra em países mais pobres, onde o intervalo de tempo entre a troca de telefones é menor, o que significa que há um número maior de aparelhos antigos ainda em funcionamento.
Nós deveríamos investir em soluções de privaci...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.