O PlayStation Vita completou quatro anos em dezembro de 2015 desde o lançamento oficial no Japão. Apesar do desenvolvimento tímido em relação ao PSP, seu antecessor, o PS Vita também é lar de vários títulos de peso que fizeram a cabeça de seus donos, como LittleBigPlanet, Uncharted: Golden Abyss, Persona 4 The Golden, Tearaway e mais.
Leia a análise do Playstation Vita
Se você adquiriu o portátil da Sony recentemente ou o possui desde o lançamento, mas ainda não conferiu alguns desses títulos, não perca tempo e vá aproveitá-los como uma resposta a todas as acusações de que o Vita “não tem jogos”:
Com vilão misterioso, Zero Escape funciona como uma versão em anime de "Jogos Mortais" (Reprodução/Cassio Barbosa)
Zero Escape: Virtue’s Last Reward
A sequência de “Nine Hours, Nine Persons, Nine Doors” do Nintendo DS é um jogo japonês de aventura cheio de puzzles e uma história instigante. Cheio de diálogos, o game coloca o jogador em uma situação em que nove pessoas estão presas em uma estranha base – cada uma com um bracelete indicando um número. Para escapar, os prisioneiros precisam combinar as pontuações de seus braceletes para resolver quebra-cabeças  no que parece uma estranha versão de Jogos Mortais em estilo anime. Gravity Rush Não é a toa que o anúncio de Gravity Rush 2 para o PlayStation 4 foi feito com alarde pela Sony. No game original, lançado para o PlayStation Vita em 2012, os jogadores devem ajudar a heroína Kat a recuperar a sua memória e salvar o planeta do ataque de estranhas criaturas. Para isso, ela se vale de uma habilidade para lá de especial: ela pode alterar a direção em que a gravidade atua, de maneira que ela explorar o seu mundo de uma maneira bastante incomum.
A mudança da gravidade de Gravity Rush é um de seus grandes diferenciais (Divulgação/Sony)
Killzone: Mercenary Após vários títulos falharem em levar um FPS de qualidade aos portáteis, a Guerrilla Cambridge conseguiu com sucesso adaptar a experiência em primeira pessoa para a telinha. No game, o jogador assume o papel de um mercenário que pode lutar nos dois lados da guerra entre os humanos e os Helghasts. Além de oferecer pontos de vista diferentes para a história da série, o game também conta com uma jogabilidade precisa e que utiliza os recursos do Vita (como a tela de toque) de maneira inteligente.
Killzone conseguiu transmitir com sucesso a experiência dos FPS nos portáteis (Divulgação/Sony)
Rogue Legacy Quem tem preconceito com os jogos indies apen...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.