O Windows 10 trouxe melhorias bem-vindas, mas, quem ficou preso em versões anteriores do sistema operacional mais popular do mundo ainda enfrenta lentidão mais frequentemente causada por software.

Windows 10: dez dicas para o Menu Iniciar

Seja nos Windows Vista, Windows 7 ou Windows 8, é necessário ser proativo para evitar sobrecarga no disco e na memória RAM, e tomar as providências certas quando algo der errado, evitando perder seus arquivos em uma eventual formatação. Confira 10 dicas de como melhorar o desempenho do Windows no PC segundo a Microsoft.

Descubra o que pode estar deixando o seu PC lento e resolva esse problema (Foto: Pond5)

1) Inicialize somente com o essencial

Inicialize só com os programas indispensáveis (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Um dos maiores gargalos do Windows está na quantidade de programas e serviços iniciados junto com o sistema, algo que pode deixar o PC lento, principalmente, na hora de ligá-lo, mas também tem efeitos ao longo do uso.

O recomendado é acessar o painel “ipconfig” (sem aspas) e deixar habilitados somente os programas essenciais, como gestor do trackpad, antivírus e algum outro app que você use com bastante frequência.

Em casos mais sérios, quando o computador demora demais para ligar e permanece lento após o início, impossibilitando seu uso, é recomendado ativar a inicialização simples. Ela consiste e desabilitar todos os programas do “ipconfig” e desativar todos os serviços no Gerenciador de Tarefas. Faça isso e reinicie o computador para tentar obter, pelo menos, os seus arquivos para um backup em HD externo.

2) Limpe o disco

Limpe o disco com frequência (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Falhas e sobrecargas no disco podem levar a inúmeros problemas no Windows, e devem ser prioridade na hora de buscar soluções para lentidão. Desinstale programas e arquivos inúteis da memória e faça limpezas periódicas tanto de arquivos temporários quanto no registro usando apps como o CCleaner.

Além disso, é importante fazer reparos regulares: faça desfragmentação e use a ferramenta nativa do sistema para limpeza de disco, ou lance mão de assistentes como o Advanced SystemCare, que traz um pacote completo de rastreamento de falhas e correções embutido.

3) Ajuste a indexação

Um dos problemas de lentidão comuns do Windows 7 é na hora de fazer pesquisas no Explorer ou no menu Iniciar. Elas

... podem demorar demais para gerar resultados, fazendo o usuário pensar que possa haver algo de errado na máquinas, mas é possível que um simples ajuste de indexação resolva.

Em “Opções de indexação”, no Painel de Controle, altere os locais removendo pastas pouco usadas ou grandes demais, como Arquivos de Programas, e deixe habilitados somente os caminhos mais frequentes.

Assim, o Windows irá levar bem menos tempo para varrer o computador em busca do arquivo que você solicitar em uma pesquisa, já que tem menos lugares onde procurar. Em hipótese alguma você deve indexar seu PC inteiro, já que isso tomará tempo demais até para pesquisas simples, pois obrigará o sistema a percorrer todas as pastas em busca de itens úteis, algo que dificilmente vale a pena.

4) Não bagunce as configurações de energia

Mantenha o controle de energia no automático (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Em notebooks, o Windows ativa o modo de economia de energia logo que a bateria chega a um determinado limite mínimo, para poupar carga e durar mais. Em alguns casos, porém, usuários podem mudar as configurações manualmente várias vezes para ter, por exemplo, a tela com brilho máximo mesmo com pouca bateria, algo que tende a prejudicar o funcionamento em longo prazo.

Isso porque o uso incorreto da bateria de notebooks pode levar a mais ciclos de recarga, e o pior, o usuário pode deixar o carregador ligado o tempo todo. Caso vire um costume frequente, a fonte do PC poderá superaquecer a bateria por tempo prolongado demais, prejudicando os componentes do computador e encurtando seu tempo de vida, ocasionando em falhas de desempenho. Portanto, deixe sempre o Windows gerir a energia por você.

5) Desative efeitos visuais

No Windows Vista, é possível obter uma melhora visível de desempenho rapidamente ao ajustar uma configuração do PC.

Acesse “Informações e Ferramentas de Desempenho” no Painel de Controle e clique em “Ajustar Efeitos Visuais”. Ao programar o Windows para obter o desempenho máximo, as animações serão desativadas para desafogar o processamento gráfico e aumentar a velocidade na transição entre telas.

6) Remova vírus e spywares

Em muitos casos, vírus, malwares e spywares podem ser os responsáveis pela lentidão no seu computador. Baixe um antivírus, mesmo os gratuitos Avast, AVG AntiVirus e Avira Free Antivirus, e mantenha-os sempre atualizados, realizando varreduras periódicas, principalmente em mídias externas, como pendrives.

Como remover o software de Windows falso do PC? Veja no Fórum do TechTudo.

Também tenha atenção na hora de instalar programas gratuitos no Windows, pois eles podem trazer apps e propagandas indesejadas no pacote que você aceita no assistente de instalação.

Para proteger sua conexão de invasores que podem injetar códigos maliciosos na sua máquina – fazendo-a minerar bitcoins e consumindo boa parte dos seus recursos, por exemplo – também é indicado utilizar redes Wi-Fi seguras e instalar um bom firewall, como o Comodo Firewall.

Caso seja necessário usar Wi-Fi público, faça-o sempre por meio de VPN, com o Private Tunnel e outros.

7) Troque de navegador

Para apresentar lentidão, seu computador não precisa, necessariamente, estar com algum problema no software. Isso porque, para muitos, simplesmente usar um navegador pesado já é o bastante para deixar prejudicar o funcionamento do PC. O Chrome e o Firefox são os campeões no consumo de memória RAM, deixando máquinas com apenas 2 GB no limite de sua capacidade. Se você usa apps do Chrome, como Keep, Hangouts e outros, o consumo pode ir nas alturas.

No Windows 10, opte pelo Microsoft Edge, apesar de ele ainda estar bem atrás da concorrência em termos de recursos, como o suporte a extensões, ou prefira alternativas clássicas, porém mais eficientes, como o levíssimo Opera.

8) Desabilite o Aero

Desabilite o Aero no Windows 7 (Foto: Reprodução/Creative Commons)

Se você usa Windows 7, a primeira providência que deve tomar para melhorar o desempenho da máquina é desativar o tema Aero, nas configurações de personalização. Ele consome demasiada memória RAM e processamento gráfico, pois traz diversas animações na transição de janelas e em outros recursos, como a “espiada” em um app aberto na barra de tarefas.

Se seu computador é antigo, prefira o tema clássico, porém eficiente do Windows e recupere memória para atividades mais importantes, como o multitasking com vários apps e abas do navegador abertos.

9) Utilize o ReadyBoost

Acelere o desempenho com um pendrive (Foto: Divulgação)

Pouca memória RAM deixa o PC lento em qualquer caso, mas é possível contornar o problema sem precisar economizar nos programas abertos. Usando um pendrive, preferencialmente conectado a uma porta USB 3.0, é possível usar o ReadyBoost do Windows para aproveitar alguns gigabytes para acelerar o computador. Conecte o pendrive e selecione “Acelerar meu sistema” no menu, e escolha pelo menos 1 GB para usar como auxílio de memória.

De forma simples, você consegue fazer um upgrade temporário no seu computador, sem precisar desabilitar um programa pesado importante ou gastar muito em mais memória RAM física no hardware.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.