The King of Fighters é uma das séries mais cultuadas pelos jogadores brasileiros. Lançada em 1994 pelas mãos da SNK na poderosa placa e console Neo Geo, não demorou para a franquia dominar os fliperamas de todo o planeta com seus títulos anuais, que sempre apresentavam novos personagens, técnicas e recursos. Relembre os melhores capítulos dessa gloriosa história: Conheça o jogo rítmico de The King of Fighters para mobile O grande crossover (The King of Fighters ‘94) The King of Fighters nasceu de um crossover entre outras aclamadas séries de luta da época. O jogo pegou emprestado alguns personagens dos sucessos Fatal Fury (de onde vieram os populares Mai Shiranui e Terry Bogart), Art of Fighting (Ryo Sakazaki e Robert Garcia), Ikari Warriors (Ralf Jones) e Psycho Soldier (Athena Asamiya), e acrescentou outros inéditos, como o protagonista Kyo Kusanagi.
The King of Fighters 94 apresentou o combate por times (Foto: Divulgação/SNK Playmore)
Rugal Bernstein organiza o torneio que dá nome ao jogo, mas além do chefão apelão, o primeiro The King of Fighters ficou marcado pelo seu inovador sistema de seleção de personagens, permitindo ao jogador jogar com times de três membros, o que virou o principal diferencial da franquia. Time dos sonhos (The King of Fighters ‘95) Quando a SNK decidiu que a série teria lançamentos anuais, encontrou a deixa perfeita para desenvolver arcos narrativos contínuos em seus jogos. Foi aqui que começou a aclamada saga de Orochi, que serviu de pretexto para nos apresentar o lendário Iori Yagami. Iori logo vira o rival de Kyo, com quem divide os holofotes e posto de mascote da série até hoje.
Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone
Pôster oficial de The King of Fighters 96 (Foto: Divulgação/SNK Playmore)
A principal sacada e inovação do game, que foi levada para todos os títulos seguintes, foi permitir que o jogador escalasse o trio de sua equipe livremente, pegando quaisquer dos 24 personagens disponíveis para jogar na ordem que bem entendesse. O auge da fama (The King of Fighters ‘98) Tido por muitos fãs e críticos como o melhor capítulo da série, foi certamente um dos fliperamas mais populares do Brasil. Com o fim da saga de Orochi, a SNK decidiu lançar um jogo festivo e livre das obrigações do cânone, chegando a reviver Rugal e abrir mão de uma trama elaborada para criar a “luta dos sonhos”.
Terry Bogart em ação no The King of Fighters 98 (Foto: Reprodução/Baixaki Jogos)
Apesa...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.