O Huawei Mate 8 é o sucessor do Huawei Mate S. Anunciado na CES 2016, a feira de tecnologia de Las Vegas, ele se destaca pela tela de 6 polegadas. Além disso, tem um processador criado pela própria Huawei. O TechTudo esteve com o smartphone nas mãos; aqui vão as primeiras impressões, após um breve período de uso.

PixPro SP360 4K: testamos nova câmera de ação da Kodak que grava em 360°

Vale lembrar que a fabricante chinesa fez o lançamento de uma nova geração de seu smartphone top de linha com menos de seis meses de intervalo. A IFA ocorreu em Berlim, na Alemanha, em setembro do ano passado.

O Mate 8 impressionou pela sua pegada – ou seja, a forma como se encaixa na mão. Apesar do tamanhão, com display de 6 polegadas, a Huawei conseguiu deixar a moldura no entorno dessa tela bastante reduzida. Com isso, parece que estamos segurando verdadeiramente só o display.

Sua traseira é ligeiramente curvada, também num design que o faz encaixar bem na palma da mão. Ali está o leitor biométrico capaz de ler impressões digitais. Aos poucos os usuários estão se acostumando com o leitor de digitais naquele local (outros celulares adotaram a mesma posição, entre eles o lG G4). É interessante notar que o disco tem uma coloração diferente do restante da traseira. Ficou bonito.

Huawei Mate 8 se encaixa perfeitamente na sua mão (Foto: Thássius Veloso / TechTudo)

Falando de desempenho: a Huawei colocou no Mate 8 o processador Kirin 950. É um chip quad-core desenvolvido internamente, composto por quatro núcleos de 2,3 GHz e quatro núcleos de 1,8 GHz. A promessa é de que não deve aquecer tanto quanto o Snapdragon 810, da Qualcomm.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tech no Android ou iPhone

No nosso teste, ele não apresentou elevação de temperatura. Em outras palavras, podemos dizer que o Mate 8 não deve apresentar superaquecimento quando o usuário desbloqueia sua tela simplesmente para consultar uma informação na internet ou acionar o GPS por meio do Google Maps. No entanto, é nos games e atividades mais intensas que normalmente o telefone sua, e com isso a temperatura dispara.

Huawei Mate 8 conta com processador que evita superaquecimento (Foto: Thássius Veloso / TechTudo)

O Android Marshmallow, com interface desenvolvida pela Huawei, não apresentou travamentos nem lentidão durante a abertura de aplicativos e navegação na internet.

A câmera de 16 MP nos pareceu entregar o que promete: imagens limpas e nítidas. Tudo isso pode ser visto no display com “95% de saturação de cores”. segundo a Huawei. De fato ver fotos na tela do Mate 8 é uma tarefa deveras agradável. As cores parecem saltar.

O telefone não respondeu bem com o teste que consistia em bater diversas fotos ininterruptamente. Neste caso específico foi possível constatar uma demora entre pressionar o botão de foto e o efetivo registro dela.

... TechTudo)" height="389" width="695" title="Huawei Mate 8 (Foto: Thássius Veloso / TechTudo)">Huawei Mate 8 traz boa câmera, mas decepciona na hora de tirar múltiplas fotos (Foto: Thássius Veloso / TechTudo)

Apesar disso, o Mate 8 nos pareceu um bom smartphone. A bateria é um atrativo à parte, com 4.000 mAh. Essa especificação é superior à vista nos produtos que compõe a nossa lista de seis melhores smartphones com tela grande: Galaxy Note 5 (3.000 mAh), iPhone 6S Plus (2.750 mAh), Lumia 1520 (3.400 mAh), LG G4 (3.000 mAh), Moto X Style (3.000 mAh) e Zenfone 2 (mAh).

Não temos nenhuma queixa expressiva em relação ao Mate 8. Nos Estados Unidos ele tem preço de US$ 599 (aproximadamente R$ 2.400). Nada mal para um smartphone de tela grande e com uma bateria deste gabarito.

Seus ábuns sumiram com o iOS 9? Veja dicas de como recuperar no Fórum do TechTudo.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.