Fifa 16 conta com grandes astros do futebol mundial, mas também traz atletas de nível técnico extremamente baixo. Embora o Brasil esteja bem representado por renomados craques no simulador, há também diversos jogadores brasileiros tecnicamente ruins que não merecem vestir a camisa dos respectivos clubes. Confira os atletas nacionais com os piores atributos no jogo:

Confira o review de Fifa 16 aqui no TechTudo

Hernani (Atlético-PR)

Mesmo com boa sequência de jogos no time principal do Atlético-PR, o volante não conquistou atributos suficientes para se destacar em Fifa 16. A carta bronze do atleta pode ser encontrada facilmente por 150 moedas no modo Ultimate Team. Com média de 56, Hernani tem como destaque seus status de agressividade (64) e cabeceio (67).

Hernani é um dos piores jogadores de Fifa 16 (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Iury (Avaí)

Iury talvez não tenha características tão elevadas por ser um jogador de grande destaque no futebol brasileiro. Com apenas 19 anos, o atleta foi integrado ao elenco profissional do Avaí no início de 2015. O centroavante exibe média 57, vale 150 moedas no Ultimate Team e tem agilidade (69) e aceleração (67) como principais atributos.

Iury, atacante do Avaí, possui atributos ruins em Fifa 16 (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Hermes (Grêmio)

Canhoto, Marcelo Hermes atua na lateral esquerda pelo Grêmio. Com apenas 20 anos, o garoto fez boas partidas pelo clube gaúcho, porém não conseguiu ganhar boas médias em Fifa 16. O atleta conta com média 58, tem 65 de ritmo e 69 de aceleração. Embora seja um jogador que sabe roubar a bola, ele não possui qualidades boas o bastante para subir ao ataque nos gramados virtuais. Normalmente é vendido por 150 moedas.

Hermes, lateral esquerdo do Grêmio, sabe roubar a bola mas é uma aposta ruim em Fifa 16 (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Crysan (Atlético-PR)

Crysan era tido como uma das grandes joias da base rubro-negra. Mesmo sendo um atacante com boa movimentação, o atleta é mais um injustiçado em Fifa 16. Com atributos bem abaixo do esperado e overall de 58, o jogador se sobressai apenas pelo drible, com média 70, e pela qualidade em cobrar pênaltis, que é de 74. Sua carta bronze pode ser adquirida por 150 moedas.

Crysan, atacante do Atlético-PR, é injustiçado em Fifa 16 (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Bruno Edgar (Cruzeiro)

Um dos destaques da base celeste, o volante Bruno Edgar foi relacionado para algumas partidas importantes do Cruzeiro no Brasileirão 2015. Contudo, no simulador futebolístico, o jovem atleta não recebeu atributos equivalentes ao seu talento nos gramados. Mesmo com 74 de ritmo e boa aceleração, a média 59 interfere em suas habilidades defensivas. Pode ser encontrado por 150 moedas na loja virtual do Ultimate Team.

... tp://s2.glbimg.com/_VgtsJlWKol0AKNRtePLZxLuYmU=/695x0/s.glbimg.com/po/tt2/f/original/2016/01/04/bruno.jpg" alt="Fifa 16: Bruno Edgar, volante do Cruzeiro (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)" height="391" width="695">Os atributos de Bruno Edgar em Fifa 16 não correspondem com o seu talento na vida real (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Eduardo (Atlético Mineiro)

O volante Eduardo é, sem dúvida, um dos destaques da base do Atlético Mineiro. Apesar disso, parece que os olheiros de Fifa 16 não deram tanta importância à qualidade técnica do jogador. Com média 60, Eduardo é um atleta relativamente rápido, exibindo ritmo de 76 e velocidade 77, porém tem péssimos atributos defensivos e de finalização. Você pode integrá-lo ao elenco por 150 moedas.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Eduardo é destaque na base Atlético-Mineiro mas é uma escolha ruim em Fifa 16 (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Rodrigo Ramos (Coritiba)

Rodrigo Ramos joga pela lateral direita e é mais um dos atletas que participaram do processo de transição entre as categorias de base e o profissional. Convocado em 2015 para atuar pela Seleção Brasileira Sub-20 em torneios amistosos, o atleta é pouco valioso em Fifa 16. Razoavelmente veloz, o jogador deixa bastante a desejar em habilidades de passe e finalização. Sua carta bronze custa 150 moedas.

Ramos, lateral direito do Coritiba, deixa a desejar em Fifa 16 (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Ítalo Melo (Joinville)

Depois de jogar pelo Bahia, Ítalo Melo passou a defender o Joinville na disputa da Série B do Brasileirão. O meia-atacante tem ritmo de 77, porém a média de 60 prejudica seu desempenho defensivo e físico. Por mais que Melo seja bom finalizador com a perna mais fraca, seus atributos gerais não compensam. O atleta tem preço avaliado em 150 moedas.

Ítalo Melo não é uma boa opção em Fifa 16 (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Philipe Maia (Avaí)

Contestado no início da temporada pela falta de qualidade, Philipe Maia passou a fazer atuações decentes como zagueiro no Avaí. Em Fifa 16, Maia não passa de um defensor com péssimos atributos de passe, drible e finalização. O lado positivo do atleta de 60 de overall é que ele desempenha um bom papel como cabeceador. Philipe é vendido por um valor módico de 150 moedas.

Maia é um bom cabeceador, mas isso não compensa os seus atributos ruins em Fifa 16 (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Rafinha (Fluminense)

Enquanto Rafinha joga como volante no Fluminense, o atleta é classificado como meia em Fifa 16. Com apenas duas estrelas de habilidade, o jogador não é a opção ideal para preencher o setor de criação, já que tem pouca qualidade de passe e finalização. Com média de 62 pontos, teria sido melhor colocá-lo como volante, sua posição de origem no futebol nacional. A carta bronze de Rafinha vale 150 moedas.

Rafinha não tem bons atributos para atuar como meia em Fifa 16 (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)

Qual o melhor jogo online de futebol? Comente no Fórum do TechTudo!



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.