O iPhone é um dos smartphones mais desejados por boa parte dos usuários, especialmente no Brasil, onde seu preço é bem elevado. O celular da Maçã ganhou status de artigo de luxo. Justamente por isso, muitas empresas chinesas tentam capitalizar em cima da fama da Apple fabricando versões piratas do iPhone.

iPhone 6S e Live Photos: como tirar fotos animadas

Cada vez mais eles capricham na construção das versões piratas, deixando-as visualmente idênticas à original. Porém, existem formas de descobrir se um iPhone é original ou falso. Neste artigo iremos dar algumas dicas de como saber se um iPhone 6 Plus é falso ou original.

Teste o Touch ID

Desde a versão 5S do smartphone da Apple, o iPhone conta com um leitor biométrico, que lê a digital do dono e desbloqueia o sistema. O iPhone 6 Plus também conta com este recurso, que fica localizado no botão Home do dispositivo.

Essa tecnologia é bem complicada de ser implementada, por isso, empresas especializadas em falsificar iPhones não podem replicar o sensor Touch ID. Por isso, a primeira coisa que você deve checar ao pegar em um iPhone 6 Plus é tentar cadastrar a sua digital e desbloquear o aparelho.

iPhones 6 piratas não contam com Touch ID (Foto: Divulgação)

O desbloqueio acontece em menos de um segundo, sendo um processo bem ágil. Assim, mesmo que o iPhone pirata possua tal função, ela será muito lenta ou nem existirá. Portanto, se atente a essa dica.

Analise o Flash do aparelho

Os novos iPhones possuem um flash da câmera de três tons. Essa é uma tecnologia que permite tirar fotos com cores mais fiéis e uniformes. Por causa disso, o flash da câmera do iPhone 6 Plus é dividido em duas cores, amarelo e rosa.

Já nos iPhones piratas, por não contarem com tal tecnologia, o flash é totalmente amarelo, sem apresentar essas nuances de cores. Desta forma, desconfie se o iPhone que oferecerem a você tiver o flash totalmente amarelo.

O flash do iPhone original é o conjunto de três cores (Foto: TechTudo)

Procure pela App Store

Para que o usuário possa baixar aplicativos nos iPhones, ele precisa acessar a App Store, loja de apps da empresa de Steve Jobs. Essa loja só está disponível no iOS, sistema operacional dos iPhones.

Como os iPhones falsos não podem usar o iOS, eles são obrigados a usarem versões bem modificadas do Android, de forma a se parecerem muito com o iOS. Entretanto, uma maneira simples de identificar se o sistema é Android ou iOS, é procurando pela App Store. Ao encontrar, acesse a loja e veja se ela se parece com a original, da Apple.
Além do mais, se você ver o nome “Google Play” ou, ainda, traduções mal feitas e trechos em chinês, pode ter certeza que se trata de uma versão pirateada do celular da Apple.

Download grátis do app TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu Android ou iPhone

Cheque os apps nativos

... eight="463" width="695">O iPhone original possui certos apps que vem de fábrica (Foto: Anna Kellen/TechTudo)

Os iPhones vêm com alguns apps nativos, ou seja, instalados de fábrica e desenvolvidos pela própria Apple, tais como o navegador Safari, o Notas, Bússola, Contatos, Relógio, Fotos, Música e outros.

O ícone pode até parecer o mesmo, mas por dentro eles são totalmente diferentes. Assim, abra também os apps nativos e veja o visual deles. Compare com o visual de um iPhone original ou, se você não dispõem de um para fazer a comparação, veja as imagens na internet mesmo. Assim, você verá claramente quando um iPhone é falso pelos seus apps nativos.

Verifique a versão do sistema operacional

Os iPhones usam o sistema operacional desenvolvido pela Apple, que se chama iOS. Já os iPhones piratas são obrigados a usar o Android, pois é um sistema livre e que pode ser utilizado e modificado por qualquer fabricante.

Assim, uma dica boa é verificar qual a versão do sistema operacional que está no celular. Nos iPhones, o caminho é Ajustes > Geral > Atualização de Software. Lá você verá a versão do iOS. Atualmente, ele está na versão 9.2. Caso você veja uma versão diferente dessa ou ainda o nome Android, pode ter certeza que o celular é falsificado.

Detalhes do design

As empresas chinesas estão se especializando cada vez mais no design de suas cópias. Eles se parecem muito com as versões originais. Mas há alguns detalhes que podemos analisar. Por exemplo, nos originais, os botões de volume, quando pressionados, fazem pequenos sons de “click”. Já nos piratas isso não acontece.

A logo da Maçã, que se encontra na traseira do iPhone, é reflexiva nos originais. Ou seja, ela reflete os objetos em volta, como um espelho. Já os piratas possuem uma logo fosca, ou seja, não-reflexiva.

Ainda vale a pena comprar o iPhone 4s? Comente no Fórum do TechTudo. 

E, para finalizar, na traseira do dispositivo podemos ver algumas informações como o número IMEI do aparelho e as autorizações da FCC e Anatel. Veja se o número IMEI é mesmo verdadeiro. Nos iPhones piratas essas inscrições na traseira ficam mais próximas ao centro. Já nos originais elas são mais próximas da borda inferior.

Com essas dicas em mãos, temos certeza que você não será enganado. Preze sempre por comprar aparelhos originais, a experiência de usuário é mais fluída e prazerosa, além disso, o aparelho dura mais e conta com garantia internacional.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.