O consumidor interessado em notebooks da Dell precisa decidir sua opção de compra diante de quatro linhas diferentes oferecidas pela marca no Brasil: Vostro, Latitude, Inspiron e XPS. Cada uma delas atende a um perfil de uso, e de bolso, diferentes.

Dell Latitude tem linha renovada com notebook feito de fibra de carbono

Antes de discutir cada uma delas, separadamente, é preciso que você conheça o padrão de nomenclatura que a Dell usa em seus computadores. Eles são divididos por séries, que representam a geração de cada produto. Um Inspiron da série 3000, por exemplo, tende a ser inferior em especificações a um Inspiron 5000.

A seguir, você vai conhecer as diferenças entre as linhas, quais são os seus perfis e as faixas de preços ocupadas pelos produtos oferecidos em cada uma delas.

Vostro

Ponto forte do Vostro 5480 é a possibilidade de escolher um laptop de boa portabilidade a preço baixo (Foto: Divulgação/Dell)

Tradicionalmente, o nome Vostro é associado com computadores mais espartanos, criados para o uso corporativo. Atualmente, a Dell conta com apenas um modelo dessa série à venda no Brasil. O Vostro 5480 (série 5000) é um notebook fino, com tela de 14 polegadas e possibilidades de configurações interessantes, que podem unir um Core i7 com uma placa dedicada da Nvidia na forma de uma Geforce GT 830M.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tech no Android ou iPhone

Os preços variam de R$ 2.099, na configuração mais simples, a R$ 3.799, para um Vostro com Core i7, 8 GB de RAM, placa gráfica da Nvidia e disco rígido de 500 GB.

Apesar da perspectiva interessante de unir bom processador com uma placa de vídeo dedicada, o Vostro 5480 não é uma boa opção para quem quer um computador para entretenimento, já que a tela de resolução HD (apenas 1366 x 768 pixels) deixa a desejar.

Latitute

Latitude tem computadores mais simples, ideais para quem quer um computador para textos e navegação na Internet (Foto: Divulgação/Dell)

Assim como os Vostro, os notebooks Latitute são desenvolvidos com vistas ao uso corporativo, vendido a empresas que precisam de máquinas funcionais, simples e robustas para seus funcionários. É possível que o consumidor doméstico adquira notebooks Latitude no Brasil, como os representantes da série 3000 vendidos pela Dell.

O único modelo disponível no país é o 3450, que conta com tela de 14 polegadas. Sem ambições de ser um notebook fino e bastante portátil, o Latitude tem a vantagem de oferecer portas VGA e Ethernet para quem ainda depende desse tipo de interface.

Com preços variando a partir de R$ 2.577 a R$ 4.177, o Latitute tem a configuração top que conta com tela Full HD, placa de vídeo dedicada da Nvidia (a mesma 830M disponível no Vostro) e uma combinação de Core i7 e 8 GB de RAM, o Latitude é uma aposta melhor do que o Vostro para diversão, ainda que com esse preço, consumidores possam encontrar opções melhores em outros fabricantes, e na própria Dell.

Inspiron

... ll)" height="474" width="695">Inspiron reúne computadores mais simples e máquinas mais poderosas e versáteis, como o Inspiron 5000 SE da foto (Foto: Divulgação/Dell)

Durante muito tempo, a linha Inspiron representava os notebooks da Dell feitos para o uso doméstico, mas a preços mais amigáveis. Isso vem mudando, com o surgimento de produtos com melhor acabamento e opções de configurações.

É a linha mais forte da Dell no país, já que há diversos modelos disponíveis. A começar pelos representantes da série 3000: a partir de R$ 1.649, o consumidor pode levar para casa computadores de tela de 14 ou 15 polegadas ideais para uso simples, que envolve edição de textos e Internet.

A situação é diferente quando o interesse se volta para os produtos da série 5000. Com tela de 15 polegadas, os produtos Special Edition são mais voltados para entretenimento, jogos e uso de arquivos mais pesados. Os Inspiron 5000 SE oferecem tela sensível ao toque de resolução Full HD e configurações que chegam a disponibilizar Core i7 Skylake com 16 GB de RAM, além de disco híbrido de 1 TB e placa de vídeo da M265, da AMD (ou a Geforce 930M, superior a opção da AMD, em alguns modelos). Nesse caso, os valores podem bater os R$ 4.549.

Em relação à série 5000 há, ainda, os Inspiron 5000 que não levam o Special Edition no nome. Nesse caso, são máquinas um pouco mais simples, mais próximas aos modelos 3000. Podem ser interessantes para quem busca computadores que ainda oferecem drive de DVD.

Inspiron também dispõe de computadores 2 em 1, de 13 e 15 polegadas, entre a série 7000 (Foto: Divulgação/Dell)

Além dessas opções, a linha Inspiron conta com produtos da série 7000 no formato 2 em 1. Tanto o modelo de 13 polegadas quanto o de 15 permitem que o usuário rotacione em 360 graus a tela para uso como tablet. As máquinas 2 em 1 saem a partir de R$ 2.699 na configuração mais simples do modelo de 13 polegadas, com Core i3. O mais caro é a versão de 15 polegadas, por R$ 4.199.

XPS

XPS 13 é o "MacBook para Windows" da Dell (Foto: Divulgação/Dell)

Para quem quer máxima performance, mais portabilidade e melhor design, os XPS sempre foram a melhor opção entre os computadores da Dell. No momento, há apenas o XPS 13 sendo comercializado no Brasil, embora existam outros modelos da linha no exterior.

Extremamente conceituado, o modelo XPS 13 é fino, tem design elegante e acabamento que mescla alumínio com fibra de carbono. No Brasil, a Dell já comercializa a revisão do modelo para 2016, com processadores Skylake à bordo e a tela sensível ao toque praticamente sem borda.

Tela, talvez, que é o grande destaque do produto no mercado nacional, já que oferece 3200 x 1800 pixels de resolução num mercado em que computadores com tela de 1366 x 768 ainda são muito comuns. No Brasil, a Dell vende duas versões do XPS 13: com Core i5 e SSD de 128 GB por R$ 8.500 e com Core i7 e SSD de 256 GB a R$ 9.600.

Qual o melhor notebook bom, bonito e barato? Confira no Fórum do TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.