O botão "Curtir" é uma das funções mais icônicas do Facebook e está prestes a ganhar uma nova roupagem. A rede social está fazendo testes para incluir novas formas para os usuários demonstrarem seus sentimentos usando botões semelhantes, capazes de expressar seis tipos novos de sensações. O novo recurso, chamado Reactions, já está disponível na Colômbia e outros países em todo o mundo, mas ainda não tem data para chegar ao Brasil.
A maioria das suas amizades no Facebook são falsas, diz pesquisa
Os usuários do Facebook aguardam novas formas de interação com as postagens - além do "Curtir" - há muito tempo. O maior problema é que, apesar do botão original ser capaz de enviar uma mensagem de apoio clara a diversos tipos de conteúdo, sua intenção fica ambígua ao ser usado, por exemplo, quando alguém posta uma notícia triste.
Novas emoções do Facebook foram desenhadas para demonstrar tipos diferentes de empatia (Foto: Reprodução/Chris Cox)
Como surgiu
A plataforma hesitava em implementar a expansão do botão. A solução mais óbvia para este dilema seria a implantação de um botão de “Não Curti”, que seria o exato oposto do “Curtir”, mas a ideia foi descartada por que, segundo o CEO Mark Zuckerberg, ela podia ser usada para expressar sentimentos negativos, o que era o contrário do objetivo da função. Foi então que surgiu o Reactions. O idealizador da iniciativa foi o chefe de produto do Facebook, Chris Cox, que trabalhou na expansão durante mais de um ano. O Reactions foi criado em cima de uma longa análise pelos dados do Facebook para tentar compreender o que cada curtida queria representar. O primeiro passo foi ver quais eram as respostas mais comuns a posts, e, em seguida, agrupá-las em categorias afins, o que foi feito com a ajuda de sociólogos. 
O objetivo era permitir que os usuários expressem diferentes tipos de empatia. O resultado foram os seis novos emojis: o Curtir original e os novos: "surpresa", "tristeza", "raiva", "risadas" e "amor".
Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone Todo o processo de desenvolvimento do novo sistema durou mais de um ano. A patente do recurso foi registrada ainda em 2014, mas foi só em setembro de 2015 que Mark Zuckerberg anunciou oficialmente os planos de expansão. “As pessoas me perguntam sobre este botão há anos e provavelmente centenas já me perguntaram. Hoje é um dia especial por que é o dia que eu posso dizer que estamos trabalhando nele e estamos perto...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.