O ano de 2016 deverá marcar mais um capítulo interessante no confronto entre AMD e Intel. As duas gigantes dos processadores deverão ter um ano bastante movimentado. De um lado, a AMD promete muito com a arquitetura Zen, um esforço para resgatar o interesse dos consumidores com produtos mais equiparáveis aos da Intel em termos de desempenho.  Enquanto isso, a Intel deve promover a chegada de novos processadores Extreme e preparar o terreno para a sétima geração dos Core. 

HD Graphics 3000, 4000, 4400, 5500: saiba qual a melhor GPU da Intel

Confira todos os lançamentos previstos para as duas fabricantes em 2016 e veja qual promete surpreender os usuários. 

AMD ou Intel: confira qual marca promete grandes lançamentos em 2016 (Foto: Arte/TechTudo)

AMD investe no Zen

Os últimos anos têm sido de muitas perdas para a AMD. Produtos reconhecidamente inferiores anos atrás fizeram com que os processadores da fabricante se tornassem opções de nicho, agradando as necessidades de cenários cada vez mais específicos.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tech no Android ou iPhone

AMD quer voltar à condição de protagonista com Zen (Foto: Divulgação/AMD)

Para levantar a empresa, tudo promete mudar com a nova arquitetura da AMD chamada Zen. De acordo com informações de funcionários e rumores que circulam na imprensa, a tecnologia deve recolocar a marca em um patamar com produtos mais capacitados a competir com a Intel. Ainda não há datas oficiais, mas a previsão de lançamento dos produtos é para o final de 2016.

Uma série de fatores fazem dos processadores e APUs Zen perspectivas interessantes. Em primeiro lugar, a AMD promete inovar usando memórias HBM em conjunto com os processadores, ocupando a função de cache.

Outro ponto é a promessa de que uma CPU com núcleos Zen terá uma capacidade de processamento de instruções por clock 40% maior do que a que é possível nos núcleos Excavator atuais. 

É um valor bastante interessante e aponta para uma redução significativa no consumo elétrico, uma das grandes desvantagens da AMD em relação à Intel, além da performance bruta, que pode aumentar sensivelmente.

Intel prepara os Kaby Lake

O grande lançamento da Intel, para bater de frente com a AMD e o Zen, será a arquitetura Kaby Lake, que substitui os atuais processadores Skylake. Como é tradicional, a expectativa é que o anúncio e lançamento dos produtos ocorra apenas no segundo semestre.

Ainda há pouca informação sobre os Kaby Lake, mas tudo aponta para novos processadores compatíveis com as placas-mãe vendidas hoje, com soquete LGA1151. A medida vai facilitar o upgrade, já que o consumidor terá a opção de comprar apenas um processador novo, e não um combo com placa-mãe.

... 4XFUmGXHBNJAlgMr36A9P_3zE=/695x0/s.glbimg.com/po/tt2/f/original/2016/02/04/intel-1.jpg" alt="Nova geração de processadores da Intel vai usar o mesmo soquete dos atuais Skylake (Foto: Divulgação/Intel)" height="465" width="695">Nova geração de processadores da Intel vai usar o mesmo soquete dos atuais Skylake (Foto: Divulgação/Intel)

Intel e a série Extreme

Alguns usuários também aguardam os lançamentos das séries Extreme de processadores da Intel. As revisões de arquiteturas anteriores proporcionam desempenho extremamente superior. Em 2016, a expectativa é que ocorra o lançamento dos Broadwell-E: unidades que empregam os conceitos da quinta geração do CPUs da Intel em um formato voltado para quem quer muita performance e pode pagar por isso.

Como trocar a placa de vídeo do notebook? Comente no Fórum do TechTudo.

Quem sai ganhando?

Ainda é cedo para saber quem vai se dar melhor em 2016, mas a chegada de produtos mais competitivos da AMD deve ser comemorada por todos. A concorrência promove o desenvolvimento de novos produtos e deve contribuir para que tanto a Intel como a AMD testem tecnologias mais agressivas e com preços mais atraentes para o consumidor.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.