Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

No Man's Sky é um jogo com nada menos que 18 quintilhões de planetas a serem explorados. Se o número não impressiona a princípio, vale dizer que uma pessoa teria que viver quase 585 bilhões de anos para visitar cada lugar do game por cerca de um segundo. Com universo aberto e possibilidades infinitas, o título é um dos mais aguardados para 2016.

CBN no Controle: mercado de games tem queda de 17,7% em 2015

No Brasil, No Man's Sky tem lançamento no dia 21 de junho, com versões para PS4 e PC. O preço será de US$ 59,90 (R$ 223,79, na cotação atual) no console da Sony e R$ 105,99 para computadores. O jogo foi tema do boletim CBN no Controle, apresentado por Thássius Veloso, numa parceria do TechTudo com a Rádio CBN. Clique abaixo para ouvir.

No Man's Sky tem gráficos empolgantes em universo aberto

No Man's Sky: game tem universo com 18 quintilhões de planetas (Foto: Divulgação/Hello Games)No Man's Sky: game tem universo com 18 quintilhões de planetas (Foto: Divulgação/Hello Games)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

O objetivo do game não é completar missões ou conseguir vitórias, mas, sim, chegar ao centro da galáxia, explorando caminhos com naves espaciais, metais preciosos, campanhas em grupo e criaturas para derrotar ou não. A promessa é de que cada planta, formação geológica ou monstro seja único, o que deve render descobertas a todo tempo.

Desenvolvido pela britânica Hello Games, o título tem elementos da infância de seu criador, Sean Murray. O produtor cresceu em um rancho na Austrália, com isolamento, natureza selvagem e céus estrelados. Para criar No Man's Sky, Murray resolveu inserir as paisagens australianas em uma jornada interplanetária de gráficos impressionantes. 

O mundo perigoso de No Man's Sky, porém, não é o único ponto que chama atenção sobre o jogo. Com 18 quintilhões de planetas e milhões de sistemas solares, o título leva em consideração conceitos da Astronomia e da Física. Por exemplo, planetas muitos próximos do Sol são mais inóspitos, com cenários desérticos. Enquanto isso, lugares mais distantes da estrela têm temperaturas mais baixas, com direito à companhia indesejável de larvas carnívoras. 

O conceito de universo aberto oferece mais liberdade ao jogador para explorar os cenários, assim como interagir com eles. Esse modelo de jogabilidade já tem feito sucesso em títulos como GTA 5, Minecraft e Fallout 3 há algum tempo. No entanto, a novidade é que No Man's Sky é todo construído por computadores, ao contrário de Minecraft, que é expandido em tempo real pelos próprios usuários.

No Man's Sky irá oferecer o maior mundo aberto já concebido para um game: um universo quase infinito (Foto: Reprodução/Play France) (Foto: No Man's Sky irá oferecer o maior mundo aberto já concebido para um game: um universo quase infinito (Foto: Reprodução/Play France))No Man's Sky irá oferecer o maior mundo aberto já concebido para um game (Foto: Reprodução/Play France)

Graças à quantidade enorme de planetas a serem visitados, o mundo de No Man's Sky, obviamente, não será totalmente explorado por uma pessoa, considerando que seriam necessários cerca de 585 bilhões de anos para alguém concluir a missão. Segundo a desenvolvedora, o jogo tem regiões que nunca foram nem serão visitadas, justamente pelo tamanho surpreendente de seu universo.

Para criar uma atmosfera de ficção científica, a trilha sonora de No Man's Sky vai contar com músicas da banda do Reino Unido, 65daysofstatic. O grupo de rock ainda vai lançar um álbum especial com as canções feitas para o jogo.

O que você espera de No Man's Sky? Comente no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.