Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Depois de 33 horas de muito código, trabalho em equipe, Sol, piscina, pizza, hambúrgueres, milkshake e energéticos, a equipe 3 venceu o desafio do Hackathon Globo 2016 com o projeto sobre GIFs. A ideia é implementar GINFO, um sintetizados de manchetes e notícias em GIFs. Os jurados gostaram do projeto construído por Ivan Seidel, Bruno Lemos, Guilherme Gonzalez, Fábien Oliveira, Ezequiel França. Os vencedores foram anunciados pelo mestre de cerimônias Felipe Andreoli.

Conheça dez projetos do Hackathon Globo 2016: de GIFs a 'teleoperação'

"Ir para o vale do silício é um sonho há muito anos e finalmente vou", celebrou Bruno Lemos. Todo o grupo recebe o prêmio. "Quando ganhomos a menção honrosa, eu fiquei surpreso. Esperava ganhar no máximo o terceiro lugar. Estou muito feliz!", celebrou Ezequiel França.

"É ótimo ganhar, é claro, mas o mais importante é participar e aprender mais com todo mundo", completou Ivan Seidel.

Premiação completa dos grupos do Hackathon Globo 2016

1 Lugar: Grupo 3 (GINFO)
2 Lugar: Grupo 4 (Globo Comigo)
3 Lugar: Grupo 10 (Globo Imersão)

Menções honrosas do G1: Globo Imersão (Grupo 10)
Menções honrosas do GShow: GINFO (Grupo 3)
Menções honrosas do GloboEsporte: Torcida Globo (Grupo 2)

Grupo 3, com o GINFO, são os vencedores do Hackathon Globo 2016 (Foto: Caio Bersot / TechTudo)Grupo 3, com o GINFO, são os vencedores do Hackathon Globo 2016 (Foto: Caio Bersot / TechTudo)



Ao todo, dez grupos apresentaram projetos por duas horas na tarde de domingo. Desde as 15h, os desenvolvedores tentaram convencer os jurados de quem mereciam o prêmio: uma viagem de três dias para o Vale do Silício, nos EUA.

O final, claro, foi de festa, no famoso jardim da casa do BBB. Como prometido, a turma vencedora pulou na piscina. Eles saem daqui não só com a vitória e a viagem mas também com algo ainda precioso no setor, como o networking. 

Vencedores pularam na piscina do BBB

O Hackathon Globo 2016 pode estar apenas na segunda edição, mas o evento já tem pelo menos uma tradição: os vencedores da competição devem pular na piscina, com roupa e tudo. Com isso, depois de mais de 30 horas de trabalho árduo, os ganhadores Ivan, Bruno, Guilherme, Fábien e Ezequiel mergulharam na piscina da casa mais famosa do Brasil para selar a vitória. 

Participantes do Hackathon Globo 2016 pulam na piscina do Big Brother Brasil (Foto: Diego Borges / TechTudo)Participantes do Hackathon Globo 2016 pulam na piscina do Big Brother Brasil (Foto: Diego Borges / TechTudo)

Desta vez, porém, não só a equipe número um do Hackathon aproveitou o ritual. Após o salto do Grupo 3, vários outros participantes resolveram cair na piscina e comemorar junto com os desenvolvedores que conquistaram a banca de jurados. A piscina do BBB nunca esteve tão cheia!

Equipe Globo 'não dormiu'

A equipe de monitores da Globo também não dormiu. De madrugada, os monitores aproveitaram as ideias da rápida palestra de Tiago Leifert para melhorar a experiência no Globo Play. Os resultados já estão sendo testados em uma versão beta, interna, e devem chegar em breve para todos os usuários.

Tiago Leifert lota sala de estar do Big Brother Brasil com papo sobre Internet e TV (Foto: Melissa Cruz / TechTudo)Tiago Leifert lota sala de estar do Big Brother Brasil com papo sobre Internet e TV (Foto: Melissa Cruz / TechTudo)

O grupo apresentou um novo filtro de buscas para conteúdo no aplicativo de streaming. Inspirados no problema de Tiago Leifert, que gostaria de ver vídeos com tempo pré-determinado no aeroporto, foi criado o Globo Play "no seu tempo", em que o usuário escolhe a duração e o tipo do vídeo. Outras curiosidades com realidade aumentadas para games também foram criadas nas últimas horas.

Hackathon Globo 2016

Pela segunda vez consecutiva, a casa do Big Brother Brasil recebeu o Hackahton Globo. Neste ano de 2016, o grupo de desenvolvedores convidados cresceu de 40 para 50 pessoas, das 1981 inscritas no evento. Dos 50 desafiados pela Globo, apenas um desenvolvedor de São Paulo não compareceu.

No jardim da Casa do BBB, os grupos de desenvolvedores - de camisa amarela - receberam monitoria dos funcionários e outros convidados da TV Globo - de camisa preta - e tiveram acesso a vários gadgets, APIs e outras ferramentas para construir seus projetos e protótipos: GoPro, outras câmeras de ação, câmeras 360, óculos VR, impressora 3D, robôs, plataformas smarts de todos os tipos, sensores, celulares, tablets, além de computadores com super processadores, todos disponíveis para prototipar. 

Banca do Hackathon Globo 2016 analisa os dez projetos dos desenvolvedores (Foto: Caio Bersot / TechTudo)Banca do Hackathon Globo 2016 analisa os dez projetos dos desenvolvedores (Foto: Caio Bersot / TechTudo)



Dois ex-participantes do Hackathon Globo 2015 voltaram, agora como monitores, Matheus Portela e Douglas Fischer. A ideia é ajudar os novos desafiados com os projetos, que este ano também foram melhor direcionados para produtos na TV e portais populares como GShow, GloboEsporte e G1.

A presença feminina também cresceu. Ano passado foram quatro e, este ano, cinco meninas. Um aumento modesto, mas significativo para representação das mulheres no setor. O TechTudo conversou também com Camila Achutti, jurada convidada, sobre o impacto da presença de garotas em eventos como hackahtons ainda ser uma raridade na área e como é possível mudar a tradição.

Mas, o que é hackathon? 

A TV Globo adotou o formato em 2015, na primeira ediçãod o evento, para descobrir novas ideias e pessoas que podem mudar a forma de produzir e consumir informação, seja na TV ou mesmo na Internet, em seus portais G1, GShow e Globo Esporte. Em termos gerais, hackathon significa maratona de programação. Uma combinação de “hack” (programar/hackear) e “marathon” (maratona), em inglês. Um encontro voltado para desenvolvedores de software e designers que acontece na Casa do BBB.

Perdeu algum? Veja os 10 projetos do Hackathon Globo 2016

*Colaborou Caio Bersot

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.