A Amazon.com lançou o Amazon Prime Video, serviço de streaming semelhante ao Netflix. O Prime se destaca por promover uma novidade: a possibilidade de que os assinantes façam download dos conteúdos em vídeo oferecidos para assisti-los offline, caso estejam em um lugar sem Internet. A plataforma cobra US$ 8,99 (cerca de R$ 32) no plano básico que não dá direito a conteúdos em alta resolução ou por US$ 9,99 (R$ 36), plano em que o usuário ganha acesso a filmes e séries em HD (há suporte 4K em alguns títulos). Sobre a chegada do produto ao Brasil, a Amazon declarou que “não especula planos futuros”.
O que ganhamos com a Amazon no Brasil? O Prime já existe há algum tempo, mas até o último domingo (17) era restrito aos consumidores da Amazon assinantes do serviço de entregas Prime, que acelera as remessas e o processo de transporte de encomendas adquiridas no site da varejista. Agora, o Prime é também avulso, apenas nos EUA.
Depois do acúmulo de um catálogo com séries exclusivas que chamam a atenção do público, como “Transparent” e “The Man in the High Castle”, o Amazon Prime Video deixa a fase “beta” e torna-se um serviço por assinaturas que pode ser contratado por qualquer usuário americano, nesta primeira fase.
Prime chega com conteúdos exclusivos e possibilidade de assistir offline (Foto: Reprodução/Amazon)
Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone Amazon Prime Video Offline O grande diferencial do Amazon Prime Video para o gigante Netflix é ...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.