O Galaxy Ace foi um dos mais populares smartphones da Samsung e, embora já tenha saído de linha há algum tempo, continua tendo uma base fiel de usuários. O problema é que as atualizações pararam de chegar, se limitando ao antigo Android 2.3, o que abre espaço para updates não-oficiais. Se você está pensando em uma alternativa de software para seu Ace, veja quais os prós e contras em fazer o procedimento manualmente.
Veja como saber se o Galaxy S4 é original para não cair em golpes Primeiro, vale ressaltar que uma atualização forçada de qualquer smartphone requer alguns conhecimentos básicos sobre o Android: como fazer root, instalar uma recuperação customizada, fazer backup no Android e instalar uma ROM nova a partir do cartão microSD. Se você não se sente seguro com essas tarefas, a dica é ficar com o Android 2.3, já que um erro procedimental pode ser fatal para seu aparelho.
Veja se vale a pena forçar a atualização do Galaxy Ace, smartphone Android lançado em 2011 pela Samsung (Foto: Stella Dauer/TechTudo)
Pontos positivos Após ler bastante e decidir por se arriscar a instalar uma ROM customizada em seu Galaxy Ace, saiba que as vantagens podem ser enormes. Isso porque o aparelho tem uma comunidade muito ativa no XDA Developers, fórum americano que reúne desenvolvedores, tornando possível que versões recentes do Android sejam adaptadas para o smartphone com alguma regularidade. O CyanogenMod é uma dessas versões não-oficiais do Android disponíveis para o Ace. O sistema deixa o smartphone como novo, principalm...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.