Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Engenheiros da Universidade de Washington, nos EUA, desenvolveram um microcomputador WISP que funciona sem bateria. Com o corpo menor que uma moeda, o mini PC retira energia de ondas de rádio já presentes no ar, dispensando também alimentação na tomada. O truque é feito graças à tecnologia RFID, que, originalmente, serve para transmitir informação por radiofrequência em cartões, tags NFC e até próteses.

Raspberry Pi ganha câmera de 8 megapixels da Sony

Na prática, o dispositivo captura ondas de radiofrequência que já estão no ambiente, emitidas por diversos outros eletrônicos continuamente, e as converte em energia elétrica. Como seu consumo é baixo, o resquício de ondas de rádio no ar é suficiente para mantê-lo em operação indefinidamente – para isso, é equipado com antenas maiores do que o computador em si.

Wisp mede menos que uma moeda (Foto: Divulgação/Universidade de Washington)Wisp mede menos que uma moeda (Foto: Divulgação/Universidade de Washington)

A ideia dos pesquisadores, em conjunto com a Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, é usar o computador em projetos da Internet das Coisas. Ou seja, como não precisa de bateria, o PC poderá equipar móveis, eletrodomésticos e outros aparelhos de casa que originalmente não têm recursos inteligentes sem se preocupar com a troca de baterias.

Performance

A potência do pequeno computador não pode ser comparada com a oferecida por smartphones ou muito menos computadores convencionais. Aliás, em termos de desempenho, o mini PC ainda está muito aquém do famoso microcomputador Raspberry Pi, que é maior e opera com fonte de energia elétrica externa, via USB.

Download grátis do app do TechTudo: dicas e notícias de tecnologia no seu Android ou iPhone

Apesar das dimensões pequenas, antena ainda é grande demais Wisp mede menos que uma moeda (Foto: Reprodução/Universidade de Delft)Apesar das dimensões, antena ainda é grande demais (Foto: Divulgação/Universidade de Delft)

Porém, assim como o Raspberry, o WISP também é criado com a premissa do código livre, o que significa que potencialmente qualquer desenvolvedor do mundo poderá usá-lo para criar seus próprios projetos – seja uma tranca de porta, um controle de luzes para casa ou um chip para a roupa.

O computador é modesto, mas pode ser programado como qualquer outro, e pode ser adaptado para praticamente qualquer tipo de sensor.

Disponibilidade

Por enquanto, o desafio é criar uma maneira de programá-lo sem precisar conectar a um computador com ajuda de cabos. Afinal, a configuração sem fio é essencial para tornar o WISP um verdadeiro microcomputador independente.

“Nossa visão é ter computadores sem bateria configurados por meio de software programáveis verdadeiramente sem fio, onde e quando quisermos”, diz um dos integrantes do grupo de pesquisa Przemyslaw Pawelczak.

Como ainda se trata de pesquisa em desenvolvimento, não há previsão de lançamento do WISP no mercado.

Mini PC Android é bom? Comente no Fórum TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.