O preço do iPhone SE no Brasil foi finalmente revelado: R$ 2.699 na versão de 16 GB e R$ 2.999 pelo modelo com 64 GB de memória interna. O lançamento mais recente da Apple é uma aposta em uma tela menor, de 4", boa ficha técnica e um valor mais barato do que os celulares maiores, como iPhone 6S e iPhone 6S Plus. Assim como o iPhone 5C, o smartphone é uma edição especial, mas, dessa vez, com desempenho poderoso.

Testamos o iPhone SE, que chegou com tela de 4 polegadas e processador rápido

Disponível nas cores ouro rosa, prata, dourado e cinza espacial, o telefone tem o visual do iPhone 5S e o processamento do iPhone 6S, com iOS 9. Há diversos motivos para amar e odiar o smartphone, mas será que vale a pena investir nele? Confira cinco razões para comprar ou não o iPhone SE.


5 VANTAGENS DO IPHONE SE

1. É ideal para quem vai comprar o primeiro iPhone

Muitas pessoas desejam comprar um iPhone, mas o preço alto ainda pode ser um impasse. Por esse motivo, pagar os R$ 3.999 sugeridos pelo iPhone 6S pode assustar os consumidores. Se esse é o seu caso, considere desembolsar a partir de R$ 2.699 pelo iPhone SE.

iPhone SE resgata design antigo dos iPhones (Foto: Thássius Veloso/TechTudo) (Foto: iPhone SE resgata design antigo dos iPhones (Foto: Thássius Veloso/TechTudo))iPhone SE: cinco motivos para comprar ou não o celular no Brasil (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

O iPhone SE ainda pode ser um bom presente, com quatro cores disponíveis e visual compacto. Isso sem contar as promoções de operadoras, que provavelmente vão diminuir o preço pago pelo celular da Apple. 

2. Quem já teve um iPhone 5S pode economizar em acessórios

iPhone SE é idêntico ao modelo 5S (foto) e isso beneficia quem tem acessórios antigos (Foto: Luciana Maline/TechTudo)iPhone SE é idêntico ao modelo 5S (foto) e isso beneficia quem tem acessórios antigos (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

A Apple decidiu manter o mesmo visual e as medidas do iPhone 5S, e isso tende a beneficiar quem não quer gastar com acessórios. É possível, por exemplo, usar a mesma capa do seu antigo iPhone 5S no SE, reaproveitar cabos e carregadores e até lentes para a câmera. O TechTudo fez uma lista completa do que pode ser usado novamente no novo modelo.

3. Tem o desempenho do iPhone 6S por R$ 1,3 mil a menos

Tanto o iPhone 6S quanto o SE contam com o processador dual-core Apple A9, de 1,84 GHz, e 2 GB de memória RAM. O hardware promete dar conta de rodar qualquer jogo da

... autolink-semantico">App Store e se sair bem em tarefas pesadas como reprodução e edição de vídeos. Com isso, é possível ter as especificações do iPhone 6S por um preço R$ 1,3 mil mais baixo. Para quem não se importa com o tamanho da tela e o 3D Touch do 6S, o SE pode ser a melhor escolha.

4. Há poucos smartphones pequenos e tão bons no mercado

Há algum tempo, as fabricantes de telefones Android, por exemplo, deixaram de fabricar modelos com display pequeno e desempenho de ponta. Ao buscar celulares de 4 ou 4,5 polegadas, é difícil de encontrar aparelhos que não sejam de entrada ou intermediários, ou seja, há poucos celulares pequenos e de bom desempenho à venda. As exceções são o iPhone 5S, o Xperia Z3 Compact e, agora, o iPhone SE.

iPhone Se é um top de linha numa tela pequena (Foto: Thássius Veloso/TechTudo) (Foto: iPhone Se é um top de linha numa tela pequena (Foto: Thássius Veloso/TechTudo))iPhone Se é um top de linha em uma tela pequena (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Apesar do preço em torno de R$ 1,7 mil, o iPhone 5S pode ser uma escolha arriscada, pois teve lançamento em 2013. A Apple, inclusive, pode não atualizar o modelo para o futuro iOS 10. Já o Xperia Z3 Compact tem preço de R$ 1,9 mil e foi anunciado em 2014.

Assim, o iPhone SE fica com o caminho livre para fazer sucesso entre os celulares pequenos.

5. Promessa de bom suporte

Como se trata de um smartphone recém-lançado, é esperado que o iPhone SE receba o suporte a atualizações por um bom tempo. Por padrão, a Apple atualiza os telefones por, pelo menos, três anos após o lançamento. O iPhone 4S, por exemplo, recebeu o update para o iOS 9 com quatro anos de idade. Esse é um grande atrativo para quem está insatisfeito com a demora das fabricantes para atualizar o Android.

5 DESVANTAGENS DO IPHONE SE

1. É possível comprar o Galaxy S6 Edge, o Note 5 e outros tops pelo preço

Galaxy Note 5 pode não ser pequeno, mas tem bastante atrativos (Foto: Thassius Veloso/TechTudo)Galaxy Note 5 pode não ser pequeno, mas tem bastante atrativos (Foto: Thassius Veloso/TechTudo)

Embora seja “barato” para os padrões da Apple no Brasil, o preço do iPhone SE é facilmente contestado por outras fabricantes. Em uma pesquisa por ofertas, é possível encontrar os rivais Galaxy S6 Edge e Galaxy Note 5 por R$ 2.299 e R$ 2.599, respectivamente. Outros modelos com valores mais baixos são o Moto X Force (R$ 2.519) e o LG G4 (R$ 1.599).

2. Não há suporte a cartão SD

É sabido que os 16 GB de armazenamento são insuficientes para o uso de um smartphone nos dias de hoje. No longo prazo, é importante lembrar que o celular não vem com o valor anunciado na caixa, já que parte da capacidade de memória é tomada pelo sistema operacional. Isso faz com que sobre menos espaço interno para arquivos, jogos, apps e download de atualizações, que consomem bastante espaço. Como não há entrada para cartão de memória, a experiência pode ser frustrante.

Diante disso, é indicado que o usuário considere comprar o modelo de 64 GB do smartphone da Apple, para ter espaço suficiente e não ser obrigado a apagar arquivos com frequência. É válido lembrar, porém, que isso vai custar mais R$ 300.

3. Quem migrar do Android ou Windows Phone não vai reaproveitar acessórios

Ao contrário das demais fabricantes, a Apple usa uma entrada própria nos seus produtos, batizada de LightningA grande desvantagem disso para novos usuários é que não será possível utilizar cabos e acessórios com a saída microUSB, considerada universal.

Uso do Lightning para fone de ouvido pode forçar a Apple a aplicar uma tecnologia de recarga sem fio (Foto: Allan Melo/TechTudo) (Foto: Uso do Lightning para fone de ouvido pode forçar a Apple a aplicar uma tecnologia de recarga sem fio (Foto: Allan Melo/TechTudo))Cabo lightning é usado somente nos celulares da Apple (Foto: Allan Melo/TechTudo)

Com isso, não será possível reaproveitar o carregador do seu antigo Galaxy ou Lumia como reserva, nem mesmo usar uma caixa de som que não tenha Bluetooth. A única saída seria comprar adaptadores, mas, geralmente, eles não são nada baratos.

4. Os serviços da Apple são caros e nem tudo está disponível no Brasil

Seja na loja de aplicativos, no iTunes ou no Apple Music, a Apple cobra em dólar pelos produtos. Com a instabilidade da moeda no Brasil, clientes podem ter problemas. Considerando que o valor da compra em moeda estrangeira só é definida no fechamento da fatura do cartão, clientes podem ter uma má surpresa, caso o real caia no período.

É uma boa comprar o iPhone SE nos EUA? Usuários opinam no Fórum do TechTudo

iPhone SE tem processador moderno (Foto: iPhone SE tem processador moderno )iPhone SE tem processador moderno (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

Um dos grandes diferenciais do iPhone SE é também o suporte ao Apple Pay, serviço para pagar compras com o celular. Por enquanto, quem comprar o telefone não poderá aproveitar o serviço no Brasil, já que ainda não há previsão de lançamento no país. Contudo, o consumidor estará preparado para quando o Apple Pay desembarcar por aqui.

5. Tela pequena pode não ser o ideal

Apesar de muito bem-vinda, a tela pequena do iPhone SE também divide opiniões. Em primeiro lugar, o aparelho tem resolução de 1136 x 640 pixels, muito abaixo das qualidades Full HD (1080 x 1920 pixels) e QHD (1440 x 2560 pixels) encontradas em aparelhos de mesmo preço. A Apple justifica a escolha com a densidade de 326 ppi, mas, em tempos de Netflix e Globo Play, uma tela que não seja HD (720 x 1280 pixels), no mínimo, pode decepcionar.

Além disso, as pessoas acostumadas com um celular de tela grande podem estranhar o painel menor, principalmente na hora de usar o teclado, jogos e alguns apps.



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.