Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Além de deixar você explorar a superfície da Terra online, o Google Earth possui mapas e diversos conteúdos referentes à Lua. É possível analisar a superfície do satélite e navegar entre os pontos históricos dos pousos das missões Apollo. Também pode-se visualizar modelos de sondas enviadas ao longo de cinco décadas de exploração espacial, fotos e mapas de agências espaciais do mundo inteiro. Para visualizar a Lua em lugar da Terra e encontrar todas essas informações interessantes é preciso conhecer alguns mecanismos do Google Earth.

Como fazer perfil do terreno no Google Earth

Botão com ícone em forma de planeta dá acesso a outros pontos de exploração, como a Lua (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Botão com ícone em forma de planeta dá acesso a outros pontos de exploração, como a Lua (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Passo 1. No Google Earth, acesse o ícone que lembra um planeta na barra superior;

Escolha a Lua para visualizar mapas e conteúdos referentes ao satélite (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Escolha a Lua para visualizar mapas e conteúdos referentes ao satélite (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Passo 2. Nas opções que serão exibidas, clique em Lua;

Depois de alguns instantes, a Lua já será visível no Google Earth (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Depois de alguns instantes, a Lua já será visível no Google Earth (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Passo 3. O Google Earth carregará o satélite natural do nosso planeta e você poderá começar a explorar pelo painel esquerdo;

Mapas Históricos revelam mapas topográficos usados na preparação das missões Apollo (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)"Mapas Históricos" revelam mapas topográficos usados na preparação das missões Apollo (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Passo 4. O mapa oferecido no Google Earth possui registros obtidos por décadas de exploração espacial. Clicando em “Mapas Históricos”, um filtro mostra os mapas usados pela Nasa na preparação das missões Apollo;

É possível navegar pelos pontos exatos de pouso de diversas sondas e até mesmo das missões Apollo (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)É possível navegar pelos pontos exatos de pouso de diversas sondas e até mesmo das missões Apollo (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Passo 5. Em “Artefatos”, é possível encontrar todas as sondas e espaçonaves enviadas da Terra à Lua. Em “Apollo”, o usuário pode encontrar os locais de pouso das seis missões de exploração;

Clicando em Zoom in, você terá acesso ao local de pouso da nave (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Clicando em "Zoom in", você terá acesso ao local de pouso da nave (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Passo 6. Clicando em uma delas, o Google Earth oferece vídeos e fotos relacionadas à exploração. Clicando em “Zoom in”, é possível visualizar modelos 3D dos módulos lunares que pousaram na Lua;

Modelos 3D mostram os módulos lunares cercados por pontos de interesse com links para fotos e vídeos produzidos por astronautas (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Modelos 3D mostram os módulos lunares cercados por pontos de interesse com links para fotos e vídeos produzidos por astronautas (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Passo 7. Usando os controles do mouse, é possível explorar o local do pouso das naves e sondas enviadas à Lua;

Fotos são mostradas a partir dos pontos em que foram tiradas (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Fotos são mostradas a partir dos pontos em que foram tiradas (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Passo 8. No caso dos locais das missões Apollo, é possível acessar conteúdos no YouTube, além de fotos tiradas pelos astronautas da paisagem lunar;

Além das missões Apollo, é possível encontrar os locais de pouso e modelos de sondas enviadas por vários países ao longo dos anos (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Além das missões Apollo, é possível encontrar os locais de pouso e modelos de sondas enviadas por vários países ao longo dos anos (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Passo 9. Outras naves, como sondas enviadas por outros países, podem ser “visitadas” no Google Earth a partir da camada de “Artefatos Humanos;

Camada de Passeios Guiados recria momento a momento missões históricas, como as Apollo 11 e 17 (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Camada de "Passeios Guiados" recria momento a momento missões históricas, como as Apollo 11 e 17 (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Passo 10. Outro recurso bacana são “Passeios Guiados”. Na opção “Apollo 11″, o usuário pode acompanhar uma recriação da missão histórica com a narração do escritor Andrew Chaikin e de Edwin Buzz Aldrin, o segundo homem a pisar na Lua.

Qual lugar você gostaria que o Google fizesse Street View? Comente no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.