Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Galaxy J5 é um smartphone intermediário da Samsung que possui uma versão mais completa com a função dual chip 4G, o Galaxy J5 Duos. O celular, que acaba atraindo muitos consumidores pelo preço baixo, é vendido no Brasil por, no mínimo, R$ 800 – uma opção para quem procura um celular com bons recursos, desde que a compra não pese tanto no orçamento.

Moto G 3 vs Galaxy J5: por menos de R$ 1.300, saiba qual deles é o melhor

O resultado é um telefone com funções que agradam, mas outras deixam a desejar. Quer saber se o Galaxy J5 é bom? Veja a seguir as três principais vantagens e desvantagens do aparelho, e saiba se a compra vale a pena.

Saiba o bom e o ruim do Galaxy J5 (Foto: Divulgação/Samsung)Saiba o bom e o ruim do Galaxy J5 (Foto: Divulgação/Samsung)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Pontos positivos

1. Câmera de 13 megapixels

Celulares vendidos a menos de R$ 1 mil não costumam vir com câmeras de alta resolução, mas esse não é caso do Galaxy J5. Com um sensor traseiro de 13 megapixels e flash LED, o aparelho tira boas fotos de dia ou à noite com iluminação artificial. O resultado cai quando o usuário fotografa em ambientes escuros, mas, mesmo assim, sem deixar tanto a desejar.

Contribui para o desempenho a abertura f/1.9 da câmera principal, que deixa passar mais luz do que a câmera do Moto G 3, por exemplo, que é vendido por preço similar. De resto, o celular da Samsung grava vídeo em Full HD e tira selfies com 5 megapixels.

Câmera de 13 megapixels do J5 agrada (Foto: Divulgação/Samsung)Câmera de 13 megapixels do J5 agrada (Foto: Divulgação/Samsung)

2. Flash frontal para selfie

Se você gosta de tirar muitas selfies, o Galaxy J5 pode ser uma boa opção por contar com flash frontal. Presente em poucos aparelhos no mercado, a iluminação por LED na parte da frente deixa fotos com mais qualidade à noite, já que o sensor secundário costuma ser menos potente que o traseiro.

3. Bateria de longa duração

Apesar de ter bons recursos de fotografia, a principal qualidade do Galaxy J5 é a duração de sua bateria. Com 2.600 mAh de capacidade, ela é suficiente para manter o aparelho ligado por até dois dias de uso moderado. É um desempenho acima da média encontrado somente em concorrentes como o Moto G Turbo e o Moto X Play, que podem custar mais caro.

O J5 não tem carregamento rápido, mas sua tela econômica com tecnologia Super AMOLED e o recurso Ultra Power Saving Mode são o bastante para tornar o aparelho muito vantajoso em termos de consumo de energia.

Qual é o melhor smartphone bom e barato? Comente no Fórum do TechTudo.

Pontos negativos

1. Pouca memória RAM

Celulares da Samsung são conhecidos por consumirem muita memória RAM, em especial por causa do Android com visual TouchWiz. O Galaxy J5 não tem tanta assim para gastar. O smart vem com memória RAM de 1,5 GB, o que pode gerar dificuldade para abrir vários aplicativos ao mesmo tempo, podendo apresentar pequenos engasgos ao transitar entre abas do navegador e apps abertos.

Programas como o Facebook, por exemplo, junto com o sistema relativamente pesado empregado pela Samsung, já podem sozinhos consumir boa parte da memória disponível sem esforço.

2. Armazenamento limitado

O Galaxy J5 também não oferece vantagem no armazenamento. Apesar de vir com 16 GB de espaço nominal, somente uma fração é realmente disponível para uso. O próprio Android consome cerca de 3 GB, mas o pior fica por conta do excesso de aplicativos instalados de fábrica, que não podem ser excluídos facilmente.

Como resultado, o usuário fica limitado para instalar muitos apps e jogos, já que nem todos os programas disponíveis na Google Play Store permitem ser movidos para o cartão MicroSD – no final, acaba restando a pouca memória interna para instalar seus apps favoritos.

Celular da Samsung não é indicado para jogos pesados (Foto: Divulgação/Samsung)Celular da Samsung não é indicado para jogos pesados (Foto: Divulgação/Samsung)

3. Não roda bem jogos pesados

Apesar de ter um processador de quatro núcleos e ter um desempenho bom para o dia a dia, o J5 não é indicado para quem quer usar o celular como para jogos com gráficos mais elaborados. Uma série de títulos gratuitos para Android, como Mortal Kombat X, podem engasgar bastante e prejudicar o divertimento.

A culpa dessa performance é dividida entre o processador de 1,2 GHz e a Adreno 306, núcleo do hardware responsável pelos gráficos já ultrapassado em comparação com smartphones mais recentes – o Moto G 4, por exemplo, já usa a Adreno 405, uma GPU mais nova e robusta.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.