Os media centers ficam mais inteligentes a cada lançamento, tornando-se mais atrativos para a sala de estar. Os modelos costumam ser discretos e controlados pelo celular para transformar sua TV comum em Smart.

Gambiarra transforma TV de 1978 em Smart com ajuda de Chromecast

Antes de investir em um aparelho, confira a lista com as principais opções presentes no mercado e veja qual se encaixa melhor no seu perfil. Os gadgets permitem navegar na Internet e usar diversos aplicativos na sua TV utilizando apenas a saída HDMI, por exemplo. 

Chromecast

Veja como personalizar o nome do Chromecast (Foto: Reprodução/Barbara Mannara) (Foto: Veja como personalizar o nome do Chromecast (Foto: Reprodução/Barbara Mannara))Chromecast (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

O Chromecast é um pequeno dispositivo do Google que se conecta à TV via HDMI e acessa a Internet para exibir vídeos na tela grande, ou usar os alto-falantes do televisor para tocar músicas. Controlado totalmente pelo celular ou computador, o aparelho é versátil e pode ser levado para qualquer lugar, compatível com diversos apps populares como YouTube, Netflix e Google Fotos.

O dongle também permite espelhar a tela de um smartphone Android na TV, ou transmitir o conteúdo reproduzido em um computador pelo  Chrome. Sua principal vantagem é a disponibilidade, pois pode ser encontrado facilmente no Brasil, além do preço, pois é vendido por a partir de R$ 180.

Chromecast 2

Google Chromecast 2 (Foto: Caio Bersot/TechTudo)Google Chromecast 2 (Foto: Caio Bersot/TechTudo)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tech no Android ou iPhone

A segunda geração do dongle chegou recentemente ao Brasil com melhorias importantes em relação ao Chromecast 1. Em geral, as mudanças são responsáveis por deixar o dispositivo mais rápido e com conexão mais estável, algo que deve evitar dores de cabeça na hora de transmitir um vídeo, música ou tela inteira do smartphone.

Com um design renovado, o Chromecast 2 chegou também em duas versões: além da comum, há o Chromecast Audio, feito para deixar caixas de som inteligentes. O gadget continua tão fácil de usar quanto sua primeira versão, mas o preço aumentou para valores entre R$ 300 e R$ 400.

Apple TV

Como evitar que o controle da Apple TV também controle o seu Mac (Foto: Marvin Costa/TechTudo) (Foto: Como evitar que o controle da Apple TV também controle o seu Mac (Foto: Marvin Costa/TechTudo))
... etv_copy.jpg" title="Como evitar que o controle da Apple TV também controle o seu Mac (Foto: Marvin Costa/TechTudo) (Foto: Como evitar que o controle da Apple TV também controle o seu Mac (Foto: Marvin Costa/TechTudo))" width="695">Apple TV (Foto: Marvin Costa/TechTudo)

Vendida no Brasil em duas versões, de terceira e quarta gerações, a Apple TV é um media center com controle remoto que destaca, principalmente, conteúdo multimídia da iTunes Store. A versão mais antiga é compacta e, além de filmes, séries e músicas vendidos pela Apple, traz pré-instalados alguns aplicativos como Netflix e Vevo.

A Apple TV mais nova oferece muito mais funções, já que permite a instalação de aplicativos por meio da loja oficial. Com armazenamento interno e compatibilidade com HDMI e Internet a cabo, o modelo de quarta geração é mais rápido e tem um controle remoto novo, com um pequeno touchpad para interagir com o sistema.

Os preços variam bastante. Enquanto a Apple TV 3 é vendida por entre R$ 430 e R$ 600, a nova versão é disponibilizada pelo site da Apple por R$ 1.349 com 32 GB de armazenamento ou R$ 1.749 com 64 GB.

Nexus Player

Google Nexus Player (Foto: Divulgação)Nexus Player (Foto: Divulgação/Google)

O Google Nexus Player empolgou quando chegou há dois anos. O primeiro aparelho equipado com uma versão do Android feita especialmente para rodar na TV, o dispositivo foi feito para bater de frente com a Apple TV oferecendo muito mais do que o Chromecast.

O gadget possui armazenamento interno e acesso à Google Play Store para assistir filmes, ouvir música e, o melhor, baixar apps e jogos. O problema do Nexus Player é que o aparelho nunca chegou ao Brasil oficialmente e mesmo lá fora é difícil de ser encontrado para importação. No lançamento, o produto chegou nos EUA por US$ 100, cerca de R$ 350 sem considerar impostos ou frete.

Mi Box Mini

Xiaomi Mi Box Mini (Foto: Divulgação)Mi Box Mini (Foto: Divulgação/Xiaomi)

O Mi Box Mini é um media center fabricado pela chinesa Xiaomi que pretende unir o que há de melhor no Chromecast e na Apple TV. Equipado com controle remoto, o aparelho é compacto e permite a reprodução de conteúdo em apps como Netflix e outras opções de áudio e vídeo. Além disso, oferece Bluetooth 4.0 e é compatível com joysticks, fones de ouvido e caixas de som.

O dispositivo roda uma versão modificada do Android 4.4.2 chamada de MIUI TV, mas que tem interface toda em mandarim. É possível configurar o aparelho para inglês, mas, mesmo assim, ainda restam alguns menus somente na língua chinesa. O gadget ainda não chegou ao Brasil e custa US$ 60 (R$ 210).

Microsoft Wireless Display Adapter

Microsoft Wireless Display Adapter (Foto: Divulgação)Wireless Display Adapter (Foto: Divulgação/Microsoft)

Considerado o “Chromecast da Microsoft”, o Wireless Display Adapter não é exatamente um media center, mas pode ser usado para tarefas similares. Isso porque o aparelho é feito para espelhar a tela de computadores Windows e smartphones Android na TV, de modo que o conteúdo de programas desktop e aplicativos móveis sejam exibidos na sala de estar.

O dispositivo ganhou há pouco tempo uma versão mais compacta, que consiste, basicamente, de um pequeno aparelho com entrada HDMI para se conectar à TV, e USB para energia. Porém, a Microsoft, ao menos por enquanto, só comercializa o acessório na sua loja online nos EUA por US$ 49,95 (R$ 177).

O que levar em conta na hora de comprar um Chromecast? Comente no Fórum do TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.