Os Xperia X e Xperia XA, apostas da Sony para 2016, chegaram oficialmente ao Brasil. Pelo preço de R$ 3.799, já antecipados pelo TechTudo, o Xperia X tem design elegante, câmera de 23 megapixels e deve competir pela preferência do consumidor com o iPhone SE e o recém-lançado LG G5 SE.  

Testamos o Xperia X e o Xperia XA, os quase-tops da Sony do MWC

Já o Xperia XA, com ficha técnica mais modesta, sai por R$ 1.799 e promete aquecer o mercado de intermediários junto ao Moto G 4 Plus e ao Galaxy J7. A dupla desembarcou em território nacional nesta quinta-feira (9), no evento de lançamento em São Paulo. A versão X tem modelos nas cores rosé, grafite e branco, enquanto o Xperia XA tem, além das 3 cores do irmão, o modelo amarelo. Diferente da linha Xperia Z, os novos modelos da Sony não são à prova d'água. 

Quer saber mais sobre os modelos? Veja o vídeo do lançamento dos celulares, na MWC 2016

Xperia X

O interior do Xperia X é formado por um Snapdragon 650 da Qualcomm, GPU Adreno 510, 3 GB de RAM e opções de 16 GB e 32 GB (com slot para microSD de 256 GB). O Android é o 6.0.1 (Marshmallow) e a tela IPS LCD é de 5 polegadas, com resolução de 1080 x 1920 pixels.

A câmera traseira é um dos pontos fortes do celular, com 23 megapixels e filma em Full HD (1080p) a 30 fps. Para somar, ela traz o autofoco híbrido preditivo, que promete reduzir o "borrão" das fotos em movimento e promete maior qualidade em ambientes de pouca luz. A frontal, para selfies, também é um luxo entre a categoria, e conta com 13 MP. 

Xperia X é o novo smartphone intermediário da Sony com Android 6 (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo) (Foto: Xperia X é o novo smartphone intermediário da Sony com Android 6 (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo))Xperia X é o novo smartphone da Sony que chegou ao Brasil por R$3.799 (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

A bateria de 2.700 mAh que não parece muito animadora. Porém, segundo a Sony, garante dois dias de uso contínuo. Isso graças à nova tecnologia Qnovo de carregamento adaptativo, que promete mais tempo de uso e maior vida útil a bateria.

No design, o Xperia X não teve inovações e manteve o visor de vidro curvo e o corpo arredondado presente nos Xperia Z5 e Xperia Z5 Premium. Apesar da ficha técnica mais humilde para um top de linha, ele chegou por R$ 3.799. Por isso, espera-se que o smartphone dispute a preferência do consumidor com o iPhone SE, que sai por R$ 2.699 para a versão de 16 GB e R$ 2.999 a de 64 GB, e o LG G5 SE, por R$ 3.499 (32 GB).

Xperia XA 

Já o Xperia XA, uma opção mais "em conta", chega para competir

... no mercado dos intermediários. O celular custa R$ 1.899, R$ 400 a mais do que o Moto G 4 Plus, rival da Motorola. A lista de concorrentes ainda conta como LG K10, por R$ 1.149, e o Galaxy J7, da Samsung, que sai por R$ 1.499.  
Tela do Xperia XA ligada (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)Tela do Xperia XA ligada (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

No coração do XA bate um processador Mediatek MT6755, 2.0 GHz, com 2 GB de RAM e 16 GB de memória (com slot para microSD de até 200 GB).  A tela IPS LCD mantém as 5 polegadas, mas a resolução é apenas HD, com 720 x 1280 pixels. A bateria também não é das mais atraentes, com 2.300 mAh, mas também possui tecnologia Qnovo. Para somar, ele ainda roda Android 6.0.1 (Marshmallow).

A câmera principal do Xperia XA tem discretos 13 megapixels, flash LED e foco automático. Ela conta com um sensor de 1/3", que faz fazer fotos em HDR e também panoramas. Já a câmera frontal é uma agradável surpresa. Com 8 MP, ela conta com foco automático e HDR e sensor de 1/4".

Os celulares devem chegar às lojas para pré-venda no próximo dia 15 de junho.

Por que os aparelhos Sony não aceitam outros fones? Descubra no Fórum do TechTudo.

*A jornalista viajou a convite da Sony Mobile



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.