Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

The Last Guardian será lançado em 25 de outubro exclusivamente para PS4, e a Sony aproveitou a E3 2016 para apresentar mais sobre jogo, que está em produção desde antes de 2009. O estúdio Team ICO, responsável por clássicos modernos como ICO e Shadow of the Colossus, está por trás da nova aventura, que mistura o heroísmo de um menino com uma criatura selvagem cheia de sentimentos.

Quais são os melhores jogos da E3 2016? Opine no Fórum do TechTudo!

Esta não é a primeira vez de The Last Guardian em uma E3. O jogo já é velho conhecido do público e dos jornalistas que visitam a feira, mas, pela primeira vez, tivemos a chance de jogar algo mais próximo do que pode ser chamado de "versão final". Como ele sai em poucos meses, o mais provável é que apenas um polimento adicional esteja sendo feito na jogabilidade e gráficos.

The Last Guardian, exclusivo do PS4, será lançado em outubro (Foto: Divulgação/Sony) (Foto: The Last Guardian, exclusivo do PS4, será lançado em outubro (Foto: Divulgação/Sony))The Last Guardian, exclusivo do PS4, será lançado em outubro (Foto: Divulgação/Sony)

Não que precise. The Last Guardian ainda é um dos mais belos games do PS4, mesmo com seu visual clássico em comparação com outros títulos. De notável só mesmo o visual do menino, que mudou bastante desde a primeira aparição.

A demonstração começa com Trico, a criatura, acorrentado dentro de uma caverna, ou buraco. O menino tem a missão de libertá-lo, mas o bicho ainda não o conhece, e não confia nele. Nesse momento, que parece ser o início do jogo, é quando criamos aquela ligação natural e original que deve durar toda a aventura. É preciso fazer com que Trico confie nos movimentos do personagem.

Para isso é preciso andar com cuidado, mover a alavanca do controle lentamente, saber onde pisa e não fazer movimentos bruscos. Assim que Trico começar a ser libertado, ele vai perceber que está sendo ajudado, e não maltratado pelo garoto. Basta apertar um botão para se mover bem próximo das patas do animal, que logo vai parar de reagir com desconfiança.

The last guardian (Foto: Divulgação/sony)The Last Guardian na E3 2016 (Foto: Divulgação/sony)

"Amigo", aliás, é uma palavra que rege toda a jogabilidade de The Last Guardian. A demonstração que jogamos foi curta, mas o suficiente para reforçar o que já tínhamos aprendido antes: depois que tem sua confiança conquistada, Trico passa a ser o aliado supremo do garoto. Ele o salva em diversos momentos e ajuda de forma constante, seja para alcançar um local alto ou se livrar de inimigos.

Vale dizer que, mesmo frente a jogos mais modernos e bonitos, como The Last of Us, Ucharted 4 ou o novo God of War, The Last Guardian ainda não faz feio. As penas de Trico movem-se quase que de forma separada, de acordo com o vento que bate no corredor, ou em um ambiente aberto. Os cenários possuem quase que vida própria, do tanto que reagem aos passos do animal.

The Last Guardian (Foto: Divulgação)The Last Guardian na E3 2016 (Foto: Divulgação/Sony)

A demonstração acaba pouco depois da liberdade, já que passamos por momentos que começam a ameaçar a relação dos dois, mas parece que a produção não quis estragar as surpresas de um jogo que está prestes a sair. A impressão que fica é que ela passa a mensagem de "o jogo ainda existe, ainda é lindo e você vai querer jogar todo o resto depois". Esperamos que não decepcione.

Por mais que seja a última E3 de The Last Guardian, a Sony fez questão de deixar claro que ele não é um game esquecido ou que não merece destaque. A nova obra do Team ICO vem com tudo e tem potencial para ser um dos melhores do console.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.