We Happy Few é o novo jogo da Compulsion Studios que também deu as caras durante a E3 2016. O jogo surpreendeu pela atmosfera sombria e narrativa que lembra jogos como BioShock. Sua trama se passa em mundo distópico controlado por uma espécie de “droga da felicidade”, que faz com que os moradores da cidade esqueçam suas trágicas memórias. Jogamos We Happy Few durante a feira em Los Angeles, confira

Novo Xbox One S é o destaque da Microsoft na E3 e chega ainda este ano

O efeito da verdade

Durante a demo de We Happy Few assumimos o papel de Arthur Hastings, um dos moradores desse cenário distópico. Seu trabalho é censurar os artigos de jornal da fictícia cidade de Wellington Wells para que todos possam desfrutar apenas de informações positivas, sem ter que encarar ou sofrer pelas memórias ruins.

We Happy Few no estande da Microsoft durante a E3 2016 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)We Happy Few no estande da Microsoft durante a E3 2016 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Porém, quando a droga Joy começa a perder o efeito, Arthur se recusa a tomar outro remédio e passa a enxergar e sentir a verdade como ela realmente é. Ele nota que o mundo que ele conhecia simplesmente não existe. Doces e pinhatas não são nada mais que animais mortos e as pessoas parecem viver em um constante estado de paranoia.

O único problema é que os moradores da cidade não aceitam muito bem a ideia de não usar a droga Joy. Eles chamam de “Downers” aqueles que se recusam a tomar o remédio e os perseguem ferozmente. Na demo, o mesmo acontece com Arthur, e ele não tem muita escolha a não ser procurar um local para se refugiar antes que seja pego.

We Happy Few na E3 2016 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)We Happy Few na E3 2016 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

We Happy Few promete um cenário procedural, ou seja, que se gera aleatoriamente. Bioshock foi o primeiro jogo que nos veio em mente ao observar esse mundo macabro, repleto de cores e detalhes retrô. Seu visual encanta de uma maneira perturbadora e isso graças ao comportamento compulsivo e agressivo dos moradores da cidade. A visão em primeira pessoa ainda faz a ambientação parecer mais bonita e claustrofóbica.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

O mundo também é explorável e vemos isso durante a demo quando os colegas de trabalho descobrem sobre Arthur e ele precisa escapar antes de ser pego pela polícia. O game então introduz algumas mecânicas de sobrevivência, como sistema de construção. Arthur pode pegar itens e combiná-los usando receitas. 

... p://www.youtube.com/embed/cc67_BrCdPc">

Ele também precisa comer, dormi e beber água, além de se proteger dos perigos constantes que podem ameaçar a sua vida. O jogo também oferece combate, de maneira simplificada. Arthur pode usar os punhos ou objetos para golpear outras pessoas.

We Happy Few estará disponível para em versão alpha no dia 26 de julho pelo programa Xbox Games Preview e no Steam em acesso antecipado. Pela experiência que tivemos durante a E3 2016, o jogo tem tudo para surpreender e cativar os jogadores durante esse período de testes.

Quais foram os melhores jogos da E3 2016? Vote no fórum do TechTudo!



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.