Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

O Galaxy S7 Active, variação do celular top de linha da Samsung com promessa de ser mais resistente, decepcionou em um teste conduzido nos Estados Unidos. O telefone foi colocado debaixo d'água para confirmar se ele suporta ficar 30 minutos submerso, conforme diz a propaganda da fabricante sul-coreana. No entanto, o S7 Active parou de funcionar antes disso, segundo uma revista especializada em testar produtos.

Xperia X ou Galaxy S7: celulares com Android têm ficha técnica poderosa

A avaliação realizada pela Consumer Reports aponta que o celular teve sua tela danificada após ficar submerso por 30 minutos. Algumas listras verdes apareceram no display de 5,1 polegadas do celular e pequenos respingos de água foram observados nas câmeras. Além disso, o touch deixou de responder aos comandos.

Galaxy S7 passa por testes de resistência à água (Foto: Reprodução/Consumer Reports)Galaxy S7 passa por testes de resistência à água (Foto: Reprodução/Consumer Reports)

Download grátis do aplicativo do TechTudo: dicas e notícias de tecnologia no seu Android ou iPhone

Para confirmar a falha, a organização fez um segundo teste, com outro celular do mesmo modelo, e percebeu os mesmos problemas. Alguns dias após os testes, os smartphones não voltaram a funcionar como esperado.

Galaxy S7 Active foi reprovado em teste de resistência à água (Foto: Divulgação/Samsung)Galaxy S7 Active foi reprovado em teste de resistência à água (Foto: Divulgação/Samsung)

O curioso é que os modelos Galaxy S7 e Galaxy S7 Egde têm a mesma certificação IP68 presente no Active, mas foram aprovados nos testes de resistência à água da Consumer Reports.

Apesar da proposta de ser resistente a água e impactos mais fortes, o S7 Active tem praticamente as mesmas especificações da versão tradicional do S7: processador Snapdragon 820 (a versão vendida no Brasil tem Exynos 8890); memória RAM de 4 GB; armazenamento interno de 32 GB; câmera traseira de 12 MP e frontal, para selfies, de 5 megapixels; e tela Super AMOLED de 5,1 polegadas com resolução Quad HD (2560 x 1440 pixels) e proteção Gorilla Glass. A bateria, no entanto, é bem mais potente, com 4.000 mAh, contra 3.000 mAh da versão tradicional.

Lançado em junho nos Estados Unidos, ele custa US$ 795 (cerca de R$ 2.605, em conversão direta). A versão Active não tem previsão de chegada ao Brasil. Vale lembrar que o Galaxy S7 é vendido aqui por R$ 3.499 e o Galaxy S7 Edge tem custo de R$ 3.999.

A Samsung se manifestou sobre o assunto com a seguinte nota: “O Galaxy S7 Active passou por rigorosos testes para garantir a Certificação IP 68 de resistência à água. A Samsung reafirma essa certificação de resistência à água e vai substituir qualquer Galaxy S7 Active dentro da garantia limitada padrão, caso seja danificado por água.”

Assista abaixo ao vídeo do teste feito pela Consumer Reports.

Via Consumer Reports e Samsung

iPhone 6S ou Galaxy S7: qual celular comprar? Opine no Fórum do TechTudo.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.