Cientistas da universidade técnica de Delft, na Holanda, criaram um novo sistema de armazenamento de dados que usa átomos para reter dados em uma estrutura tão densa que em 1 mm seria possível guardar 500 TB de informação. 
Impressoras 4D podem se tornar uma realidade; diz pesquisa
Considerando que, hoje, a forma mais segura de guardar essa quantidade de arquivos envolve usar muitos discos (é possível usar 50 discos rígidos de 10 TB, por exemplo), a descoberta dos pesquisadores pode abrir espaço para sistemas muito mais compactos e econômicos do ponto de vista energético.
HD usa átomos de cloro e cobre para definir códigos binários em espaços que são 800 vezes menores do que a espessura de um fio de cabelo (Foto: Divulgação/Delft)
A estrutura do disco criado na universidade pode ser desmembrada em frações de 1 kilobyte e que cabem em pequenos retângulos de cobre, que medem 96 por 126 nanômetros, que significa ser 800 vezes mais fino que a espessura de um fio de cabelo. A base de cobre é polvilhada por átomos de cloro, que servem para estabilizar uma matriz que representa os dados. Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tech no Android ou iPhone
Usando princípios da física quântica, os cientistas criaram um mecanismo que move os átomos conforme a necessidade. Posicionando um átomo de cloro sobre um de cobre, o sistema reconhece a posição como o 1 do código binário. Se, por outro lado, o cloro está embaixo, o valor é o 0. O resultado desse método é um meio de armazenamento que at...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.