O fone de ouvido é um acessório indispensável para alguns usuários, seja para passar tempo no trânsito ou até para praticar exercícios. No entanto, na hora de comprar um aparelho, diversas dúvidas podem surgir com as inúmeras especificações e recursos que os dispositivos oferecem.

Como melhorar o som do fone de ouvido com a função Dolby Surround

Para entender o funcionamento dos fones e decidir qual aparelho vale a pena investir, confira a lista com a resposta para algumas dúvidas. Veja como interpretar os dados de impedância e potência e qual conector escolher. Descubra também se um acessório sem fio e com cancelamento de ruído vale a pena. 

1) Entendendo os números 

JBL Synchrios S400BT (6) (Foto: Luciana Maline/TechTudo)Especificações do fone podem revelar qualidades e problemas (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

Ao pesquisar por um fone de ouvido o usuário encontra diversas especificações que, para iniciantes, podem apenas complicar a escolha o acessório.  Assim, ao ver as informações do modelo, lembre-se que a impedância é diretamente ligada ao volume da música e quanto maior a impedância, mais claro e de melhor qualidade é som. Os bons fones, por exemplo, apresentam números acima de 25 Ω.

A potência do fone de ouvido segue a mesma linha de raciocínio e quanto maior for, mais alto sairá o som. Além disso, a sensibilidade, medida em decibéis, aponta o volume que o fone pode alcançar. Entende-se que a partir de 85 dB já é alto suficiente pra afetar a audição.

A caixa acústica, mais conhecida como alto-falante ou driver, é diretamente ligada a qualidade do fone. Quanto maior ela for, melhor será a impedância, potência e sensibilidade. 

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tech no Android ou iPhone

2) Plug de cobre, prata ou ouro? 

Mais frágil e mais comum nos fones mais baratos é o plug de cobre, que oxida facilmente e, consequentemente, perde a capacidade de funcionamento. O mais caro é o de ouro, que possui uma resistência maior por ser de material mais maleável, diferente do cobre e prata que são mais duros. Por ter um processo de oxidação mais lento, o conector dourado garante uma durabilidade muito maior ao fone, o que reflete diretamente no preço, sendo encontrado nos modelos mais caros. 

JBL Everest 300 (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)Plugues de ouro são mais resistentes, mas aumentam preço do fone (Foto: Isabela Giantomaso/TechTudo)

3) Um headphone é melhor que um fone intra-auricular? 

A qualidade do fone de ouvido depende pouco do formato e mais das especificações, ou seja, um headphone pode ser melhor que um intra-auricular da mesma forma que o intra-auricular pode ser melhor que um headphone.

Para os que buscam portabilidade, o modelo intra é o mais indicado, pois é mais discreto e leve. O modelo se encaixa diretamente no canal auditivo e, justamente por isso, é o que mais isola os ruídos externos.

Já os modelos chamados supra-auriculares, que cobrem toda a orelha, são indicados para atividades que não exigem muitos movimentos. Os acessórios costumam ser acolchoados e bem confortáveis, sendo o preferido dos que valorizam a qualidade do som e principalmente dos graves. Prova disso é o modelo escolhido por profissionais, como DJs e produtores musicais. 

Fone top de linha da Sony é muito leve e tem design discreto (Foto: Luana Marfim
... /Techtudo)" height="422" src="//s2.glbimg.com/S5D2jlF9nGj7f_Q578FsNmCc768=/0x154:2592x1727/695x422/s.glbimg.com/po/tt2/f/original/2016/06/02/mdr-1a.jpg" title="Fone top de linha da Sony é muito leve e tem design discreto (Foto: Luana Marfim/Techtudo)" width="695">Headphone supra-auricular é mais confortável, mas nem sempre melhor (Foto: Luana Marfim/Techtudo)

4) Fone sem fio perde a qualidade de áudio? 

Os fones de ouvido com opção sem fio funcionam com três opções de conexão e cada uma delas trabalha de forma diferente no acessório, interferindo ou não na qualidade do áudio.

A conexão Bluetooth, que é mais indicada para os que buscam compatibilidade com os principais dispositivos do mercado. Apesar de funcionar com distância limitada, normalmente até 10 metros, os modelos são menos suscetíveis a interferência que possa afetar o som.

Existe também a conexão por infravermelho, que para funcionar precisa estar no mesmo ambiente do transmissor. Caso contrário, há falhas na transmissão de áudio, ou seja, não há muita portabilidade.

Já a conexão por radiofrequência é a mais afetada pela interferência de outros dispositivos, consequentemente interferindo diretamente no som.

Vale lembrar que todos os modelos sem fio precisam de energia para funcionar, sendo necessário avaliar o tempo de funcionamento de cada modelo. 

Fone de ouvido sem fio The Dash, da Bragi (Foto: Camila Peres/TechTudo) (Foto: Fone de ouvido sem fio The Dash, da Bragi (Foto: Camila Peres/TechTudo))Fones sem fio trabalham com três tecnologias (Foto: Camila Peres/TechTudo)

5) Cancelamento de ruído: vale a pena?

Alguns fones de ouvido são capazes de isolar qualquer som externo, evitando misturar o que se escuta no acessório com o que acontece ao redor. O bloqueio pode ser feito pelo cancelamento de ruído ou pelo isolamento acústico.

O cancelamento de ruído é quando o próprio fone capta o som ambiente pelo microfone e e emite uma freqüência de ondas inversas para anular os sons externos. Já o isolamento é uma barreira física contra o som ambiente, o que acontece normalmente em fones intra-auriculares que se encaixam diretamente no canal auditivo.

Os fones que têm cancelamento de ruído, por ser necessário captar o som e emitir novas ondas, exige energia para ativar o recurso, seja por meio de baterias recarregáveis ou pilhas, o que faz com que seja a opção mais cara na maioria das vezes.

Aos que desejam abafar o som ambiente, mas não desejam investir em um modelo mais caro, opte pelos fones que se encaixam direto no canal auditivo. Aos que fazem questão de isolar totalmente o som e buscam algo mais profissional, opte pelos fones com a função de cancelamento de ruído.

Veja como ativar o recurso de som Dolby Surround no notebook para turbinar o fone de ouvido (Foto: Carol Danelli/TechTudo) (Foto: Veja como ativar o recurso de som Dolby Surround no notebook para turbinar o fone de ouvido (Foto: Carol Danelli/TechTudo))Cancelamento de ruído vale a pena para quem busca algo mais profissional (Foto: Carol Danelli/TechTudo)

Fone de ouvido bluetooth: qual o melhor custo/benefício? Comente no Fórum do TechTudo



>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.