Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Um SSD (Solid State Drive) é um dos modos de dar um upgrade no computador. Substituto e concorrente do HD (disco rígido) tradicional, a peça traz uma série de melhorias, principalmente de velocidade, para a máquina, seja um desktop ou um notebook. Apesar do preço mais elevado, algumas vantagens colocam o modelo no topo das opções de compra.

Confira tudo o que você não deve fazer com um SSD

Seja você um gamer profissional ou um usuário doméstico que deseja mais desempenho e um sistema que rode de forma fluída, o SSD pode ajudar. Confira agora as principais vantagens que o disco sólido pode trazer para o seu PC e descubra se o investimento vale a pena.

Discos SSD melhoram performance do computador e os HDs podem ser usados em conjunto. (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)
 (Foto: Discos SSD melhoram performance do computador e os HDs podem ser usados em conjunto. (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)
)Saiba tudo que concorrente do HD pode ajudar no computador (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)


Inicialização rápida do sistema

Quanto tempo o seu computador demora para inicializar? Faça o teste. Contabilize quantos segundos (ou minutos) demora para o seu PC ficar pronto para uso desde o momento que você aperta o Power. Ao apertar o botão, a fonte irá ligar e fornecer energia para todos os componentes do PC. Então, a BIOS fará o teste com todos eles e reconhecer processador, quantidade de memória e todos os outros periféricos.

A partir desse momento o Windows começará a ser carregado do HD para a memória RAM e então para o processador. Depois de alguns segundos o Windows inicializa, mas ainda é necessário esperar algum tempo até que todos os programas que iniciam junto com o sistema operacional, como antivírus, também sejam iniciados e fiquem funcionais. Só então que o PC estará pronto para uso.

Os SSDs carregam o sistema operacional muito mais rapidamente (Foto: Divulgação/Samsung) Os SSDs carregam o sistema operacional muito mais rapidamente (Foto: Divulgação/Samsung)

Em HDs tradicionais, este processo, também chamado de boot, costuma demorar cerca de um minuto. Em alguns casos menos e em outros casos mais, dependendo da configuração e estado da sua máquina.

Com o uso de um SSD, o processo de boot não deve demorar mais do que 10 segundos, no máximo. Isso ocorre porque o disco sólido usa chips de memória flash e é totalmente eletrônico, diferente do HD, que usa pratos magnéticos e dispositivos mecânicos para fazer a leitura dos dados.

Desta maneira, o SSD tem a possibilidade de iniciar programas e acessar arquivos de maneira muito mais rápida que um disco rígido comum. Assim, o seu sistema operacional, seja ele Windows, Mac ou Linux, iniciará e estará pronto para uso em muito menos tempo.

Inicialização rápida de programas

Se você trabalha diariamente com programas pesados, como Photoshop, AutoCAD, Adobe Premier e outros softwares que exigem muita memória e processamento, deve perder segundos preciosos de seu dia de trabalho aguardando a inicialização.

Mas já pensou se você clicasse no ícone do programa e o software abrisse em questão de segundos, sem muita espera? Com o SSD isso é possível. Conforme já explicado no tópico anterior, o fato dos dados serem armazenados em chips de memória flash torna o acesso muito mais rápido.

Assim, ao clicar no ícone do Photoshop, por exemplo, o programa irá abrir e ficar funcional em poucos segundos, não atrapalhando a produtividade. O mesmo vale para qualquer outro software disponível no computador.

Rápida execução de jogos

As duas placas trabalham melhor com jogos em Full HD, incluindo Fallout 4 (Foto: Divulgação/Bethesda) (Foto: As duas placas trabalham melhor com jogos em Full HD, incluindo Fallout 4 (Foto: Divulgação/Bethesda))Com o SSD, até os jogos mais pesados carregam rapidamente (Foto: Divulgação/Bethesda)

Se você gosta de jogar no computador, sabe que quanto melhor os gráficos, mais pesado ele é e mais tempo leva para iniciar. Além disso, os games atuais, cada vez mais complexos e realistas, ficam constantemente recorrendo ao HD em busca de arquivos, como texturas, configurações e outros.

Se o seu dispositivo de armazenamento for rápido, como um SSD, o próprio jogo irá abrir em menos tempo, junto com a busca dos arquivos necessários para que ele rode. Isso com certeza melhora o desempenho do game em seu computador.

Taxas de leitura, escrita e transferência mais rápidas

Mesmo o HD mais rápido, que possui 10 mil RPM (Rotações Por Minuto), não se compara com os SSDs. Os Solid State Drives gravam e transferem arquivos com muito mais velocidade. Portanto, você também não precisará esperar muito tempo para transferir ou gravar um arquivo gigantesco em seu PC.

Download grátis do app do TechTudo: dicas e notícias de tecnologia no seu Android ou iPhone

Menos ruído e calor

Os HDs, como já mencionado, possuem pratos magnéticos em seu interior que giram com velocidades altíssimas. Isso causa dois efeitos colaterais: mais ruído e mais calor. Quanto mais rápido o prato magnético gira, mais ruído ele produz e mais calor ele vai gerar dentro da máquina. Isso é um problema especialmente em máquinas compactas, como os ultrabooks.

Já os SSDs, por utilizarem chips de memória flash soldados na placa lógica, não produzem ruído algum e o nível de calor gerado é bem menor que de um HD rodando a 10 mil rotações por minuto. Isso permite que as fabricantes criem computadores que não façam tanto barulho e que não esquentem tanto por causa do componente de armazenamento.

Máquinas mais finas

MacBook impressiona pela sua espessura (Foto: Elson de Souza/TechTudo)MacBook impressiona pela sua espessura (Foto: Elson de Souza/TechTudo)

Os SSDs também são muito mais compactos que os HDs. Com uma espessura de apenas alguns poucos milímetros, é possível fabricar ultrabooks tão finos quanto uma caneta, como é o caso do novo MacBook ou do Macbook Air, ambos da Apple.

Além de finos, os computadores são leves, visto que os SSDs ocupam pouquíssimo espaço e pesam apenas poucas gramas. Portanto, se você precisa de um ultrabook potente, mas que seja, ao mesmo tempo, leve e fino, os SSDs possibilitam que isso seja realidade.

Livre de desfragmentação

Quem usa um HD sabe: de tempos em tempos é preciso desfragmentar o disco para melhorar um pouco o seu desempenho. Nos discos rígidos comuns, os arquivos são gravados em diferentes setores. Por isso, na hora de ler os arquivos, o braço mecânico do HD precisa percorrer um caminho muito maior para "juntar” todas as partes dele. E isso leva tempo.

Se você quiser ter um tempo de acesso um pouco menor, é necessário desfragmentar o seu HD. Este processo junta todas as partes dos arquivos, deixando elas em sequência, de forma que o braço mecânico percorra um espaço menor. Porém, o processo de desfragmentar o HD é demorado e requer muito processamento.

Como organizar um HD na hora de formatar? Comente no Fórum do TechTudo 

Muitas vezes, o computador fica inutilizado durante o tempo em que o HD está sendo desfragmentado, porque o processador está empenhado apenas nesta tarefa, que pode levar algumas horas, dependendo do estado de fragmentação de seu disco.

Já com os SSDs não existe necessidade de desfragmentação, já que os arquivos podem ser acessados aleatoriamente e em qualquer setor do chip de memória. Então, é menos uma manutenção preventiva que você precisa fazer em seu PC.

Desta maneira, podemos concluir que os SSDs trazem vantagens irresistíveis em relação aos HDs. Embora custem um pouco mais caro e tragam menos espaço, os ganhos em velocidade e desempenho compensam o investimento.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.