Tech - O que é spam?

Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Todos já ouviram falar em SPAM, sejam veteranos de Internet ou alguém que começou a se aventurar agora por esse universo confuso e perigoso. O SPAM é uma prática que afeta 100% dos usuários da Internet e infelizmente, não há como fugir, mas há como minimizar para quase zero os danos que eles causam. Neste artigo você irá entender melhor o que é um SPAM, quem promove essa prática, quais os perigos que eles trazem aos usuários, como se proteger, e outras informações úteis, que com certeza vão lhe ajudar a vencer esta praga que assola a Internet.

Como tirar vírus do e-mail; pare de enviar spam

O que é SPAM?

Há algumas divergências quanto ao significa da palavra SPAM, mas a mais aceita é que ela é uma sigla para o termo Sending and Posting Advertisement in Mass. Que, numa tradução livre significa “Enviar e postar publicidade em massa”. Após saber o significado do termo, fica mais fácil entender do que se trata.

SPAM: o que é, quem cria, quais os perigos e como combatê-los (Foto: Reprodução)qSPAM: o que é, quem cria, quais os perigos e como combatê-los (Foto: Reprodução)

Na prática, o SPAM é uma mensagem eletrônica que chega ao usuário sem a sua permissão ou sem seu desejo em recebê-lo. Geralmente são recebidas por e-mail, mas também podem circular pelas redes sociais ou comentários de blogs. O SPAM tem um fundo geralmente comercial, mas também pode assumir um viés criminoso.

Na maioria dos casos, a mensagem de SPAM promove algum produto ou serviço. Mas, em outras situações, ele tem o objetivo simplesmente de difundir histórias falsas, conhecidas como “hoax” ou conseguir os dados financeiros e pessoais dos usuários.

Além disso, o SPAM é enviado para uma quantidade muito grande de pessoas. Os “spammers” se valem de softwares específicos que disparam mensagens para um volume enorme de contatos. Isso acontece por que uma quantidade muito pequena de usuários abrem as mensagens de SPAM.

Quem promove a prática de SPAM?

Quem promove a prática de SPAM, chamado de “spammer”, que costumam ter interesse financeiro. Com o intuito de atingir um número relevante de compras, vendedores começam a enviar e-mails com propagandas para milhares de pessoas. Se 1% delas abrirem a mensagem e comprarem o produto, ótimo.

Outros spammers usam essa prática para conseguir dados bancários e pessoais do usuário. Por exemplo, um usuário mal intencionado cria uma página clone de um banco e envia mensagens SPAM para centenas de milhares de usuários pedindo para a pessoa entrar na página por algum motivo qualquer. Quem acessa essa página e insere os seus dados pessoais/bancários, se torna vítima com seus dados pessoais/bancários já estarão de posse do spammer. 

Vírus do Facebook: o que é complemento causador de spam? Veja no Fórum TechTudo

Quais os tipos de SPAM?

O SPAM pode ser dividido em algumas categorias ou tipos, são eles:

1. Boatos

Também conhecidos como "hoaxes", os spams do tipo boato visam promover histórias falsas e alarmantes. Geralmente elas tratam de um assunto sério e que instiguem a investigação e finalizam com um apelo para que as pessoas compartilhem com o máximo de pessoas possível. As histórias também não divulgam os nomes dos envolvidos, nem localidades ou datas muito específicas.

2. Correntes

As correntes são como se fosse “simpatias” para conseguir mais dinheiro, mais saúde, paz, etc. Para conseguir o objetivo, a vítima do spam precisa repassar a mensagem para um número pré-determinado de pessoas. Depois disso, elas serão agraciadas com as “bençãos” da simpatia.

3. Estelionato

Alguns tipos de SPAM visam capturar dados pessoas do usuário, geralmente pedem para o usuário entrar em alguma página e inserir os seus dados pessoais. Os dados acabam em mãos de pessoas mal intencionadas.

4. Golpes

Alguns SPAM se configuram golpes. Geralmente aqueles que fazem promessas mirabolantes, como ganhar mais dinheiro trabalhando de casa e apenas por alguns minutos; ou como perder peso sem fazer esforço, aumentar o tamanho do órgão genital, dentre outras promessas mirabolantes. Geralmente você precisa comprar um produto falso, como um curso ou livro.

5. Ofensivos

Esse tipo de SPAM visa difamar e sujar a imagem de um grupo, organização, empresa ou uma pessoa específica.

6. Propagandas

Esse é o tipo de SPAM mais comum dentre todos. Eles têm por objetivo divulgar algum produto, serviço e até mesmo políticos em campanhas eleitorais. As propagandas comerciais estão divididas entre as lícitas e ilícitas, sendo a maioria da segunda opção.

7. Vírus

Algumas mensagens de SPAM carregam consigo vários tipos de vírus, como cavalos de tróia, worms, backdoors, dentre outros. O objetivo deste tipo de SPAM é infectar a máquina do usuário para conseguir alguns tipos de informações do usuário.

Quais os perigos?

Em primeiro lugar, as mensagens de SPAM poluem a caixa de entrada e fazem o usuário perder tempo selecionando e apagando as mensagens indesejadas. Além disso, elas impactam em um gasto maior, tanto para o usuário quanto para as empresas. O usuário pode gastar mais do seu pacote de dados recebendo estas mensagens inúteis. As empresas vão ter um gasto maior com filtros anti-spam e ferramentas que buscam identificar e bloquear ao máximo mensagens deste naipe.

O SPAM pode ser um grande disseminador de vírus e outros tipos de malwares. Alguns links tentam fazer o phishing scam, que é a captura de dados importantes da pessoa, como senha do e-mail ou da conta bancária. Só isso por si só já é motivo suficiente para odiar o SPAM.

Ainda há um outro efeito colateral que surge da luta contra esse tipo de mensagem. Os filtros anti-spam, às vezes, sofrem com falsos-positivos. Ou seja, uma mensagem legítima é encarada pelo filtro como SPAM e enviada para a pasta de SPAM do seu e-mail.

Assim, as chances da pessoa não ler essa mensagem legítima são bem grandes. Se ela for um email importante de trabalho, por exemplo, o usuário terá um grande prejuízo.

SPAM é crime tipificado em lei?

Não. Infelizmente, a prática de SPAM ainda não é considerada como crime aos olhos da justiça brasileira. Já houve algumas tentativas de tipificar a prática em crime, mas os projetos de lei que tinham esse objetivo foram arquivados. O mais recente foi o projeto de lei nº 1227/07, que previa multa de R$ 200 para cada e-mail enviado. Porém, ele foi arquivado em 2011.

Entretanto, as consequências da prática do SPAM podem ser enquadradas em alguns crimes previstos em nosso código penal, como o crime de estelionato. Se o usuário for lesado de alguma maneira, como tendo sua conta bancária invadida ou algum prejuízo financeiro oriundo de um e-mail SPAM, ele pode acionar a justiça. Se o spammer for encontrado, poderá ser preso e responder pelo crime de estelionato, estando sujeito a todas as penas que esta infração impõe.

Como evitar ser vítima de um spammer

Como vimos ao longo deste artigo, o SPAM é uma prática altamente prejudicial para usuários e empresas e, infelizmente, afeta a todos que possuem acesso à internet. Porém, há algumas medidas que podemos adotar para minimizar por completo os danos que o SPAM causa. Confira uma lista com tudo o que você pode fazer para se proteger do SPAM em seus mais diversos meios:

1. Marque como SPAM as mensagens na sua caixa de entrada

Os serviços de e-mail (Gmail, Outlook, Yahoo Mail, etc..) possuem filtros anti-spam que identificam automaticamente uma mensagem como tal. Porém, eles não são perfeitos. Se vir uma mensagem de SPAM em sua caixa de entrada, marque-a como tal e depois a exclua. Assim, você ajuda a melhorar a eficácia dos filtros anti-spam de seu serviço de e-mail.

2. Não ajude a divulgar boatos (hoax)

Como vimos, um dos tipos de SPAM é o boato, também chamado de hoax. Sempre que você vir circulando na rede alguma história muito alarmante pedindo para ser compartilhada ao máximo, por favor, não faça isso. Dessa forma você não estará ajudando a disseminar um boato pela internet que, ao invés de ajudar os usuários, causam desinformação.

3. Tome cuidado com os sites aos quais você se cadastra

Muitos sites permitem que o leitor cadastre o seu e-mail para o recebimento de newsletters ou boletins informativos. Embora muitos deles realmente entreguem o conteúdo prometido, eles podem compartilhar o seu e-mail com spammers. Por isso, avalie bem a necessidade de se cadastrar naquele site. Uma forma de continuar sabendo se tem conteúdo novo naquele site sem usar o seu endereço de email é usando um serviço de Feed RSS.

4. Configure bem a sua privacidade nas redes sociais

Redes sociais como o Facebook, Twitter, Instagram e outras possuem configurações de privacidade que permitem ocultar algumas informações, como o seu endereço de e-mail ou número de telefone. Tire um tempo para dar uma olhada nessas configurações e aumentar a privacidade de seu perfil.

5. Utiliza a função de “Cópia oculta” nos e-mails

Todos os serviços de e-mail possuem uma função chamada “Cópia oculta”. Ela é especialmente útil se você for enviar um email para duas ou mais pessoas. A cópia oculta esconde o email dos destinatários e, caso a mensagem seja interceptada ou acessada por um PC infectado, os endereços continuarão ocultos.

6. Mantenha o seu endereço de e-mail oculto

Evite cadastrar o seu endereço de e-mail em newsletters inúteis ou em serviços online que podem ser acessados abertamente. Os spammers contam com ferramentas automatizadas que varrem a internet em busca de emails que possam ser usados como alvos. Se tiver de dar o seu e-mail a alguém, o faça de forma privada, através de um chat ou mensagem.

7. Não acesse os sites promovidos por SPAM

Não importa se você quer perder peso mais rápido ou fazer o seu órgão genital crescer, não acesse os sites promovidos por SPAM. As chances de você se tornar um alvo ainda maior deles aumenta e você ficará mais suscetível a vírus.

8. Não responda a mensagens de SPAM

Quando você responde a um e-mail de SPAM, o autor dele tem a certeza de que aquele e-mail é ativo e usado com frequência. Por isso, o mais sensato é marcar a mensagem como SPAM, conforme nossa primeira dica e excluí-la.

9. Tome tempo para ler a política de privacidade dos sites

Sempre que você se cadastrar em um site ou serviço online dê uma lida nos termos de uso ou política de privacidade. Veja se eles possuem cláusulas que garantem a sua privacidade e que eles não irão passar o seu email para terceiros. Desmarque também as caixas de seleção que autorizam o uso de e-amils contendo promoções, ofertas e propagandas. Se houver qualquer dúvida à forma que o site tratará o seu email, não se cadastre nele.

10. Mantenha o seu PC protegido

O uso de um bom antivírus atualizado junto com um bom antimalware pode ser uma arma eficiente contra o SPAM e seus vírus. Além disso, sempre mantenha o seu Windows e demais programas atualizados, preste bastante atenção com tudo o que você baixa na internet e com os sites que acessa.

Seguindo todas essas dicas temos certeza de que você ficará praticamente imune a essa praga que afeta toda a internet.

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.