O Oculus Rift e o HTC Vive são dois aparelhos de realidade virtual que custam caro, mas prometem qualidade e imersão. Atualmente, são os dispositivos mais avançados, mesmo considerando o Gear VR, da Samsung, e o PlayStation VR, que deve chegar em outubro de 2016 no mercado. 
Óculos de realidade virtual: tudo que você precisa saber antes de comprar
Para descobrir qual o melhor óculos de realidade virtual para investir, confira o comparativo a seguir e veja quem ganha nos quesitos design, desempenho, acessórios, compatibilidade e preço. Além disso, descubra onde o Oculus Rift e o HTC Vive estão à venda para saber se vale a pena comprar. 
Descubra qual óculos de realidade virtual vale mais a pena investir (Foto: Divulgação/Oculus)
Design: Oculus Rift A análise do design, considerando apenas a aparência dos dispositivos, é injusta e subjetiva: alguns consideram o Vive mais bonito que o Rift, e outros acham o Rift mais agradável de se olhar do que o concorrente da HTC. Por conta disso, ao falar de design, nosso comparativo considera elementos mais sensíveis e objetivos, como conforto ao usar, peso e elementos correlatos. Nesse ponto o Rift sai na frente: para começar, o óculos é mais leve, pesando 470 gramas contra 555 do Vive. E isso somando o peso dos fones de ouvido opcionais do Oculus. Menor peso é um fator importante de conforto, já que tende a causar menos cansaço no pescoço e na cabeça em uso prolongado. Em decorrência do peso inferior, o Rift é também menor, algo que torna a acomodação do dispositivo mais simples do que o Vive.
Mais leve, menor e com fones embutidos, Rift apresenta design mais bem resolvido (Foto: Divulgação/Oculus)
Outro aspecto positivo do design do Oculus Rift é o fato de que há headphones embutidos no headset, que se ajustam bem ao conjunto. No caso do Vive, os fones oficiais são independentes, adicionando mais peso e necessidade de acomodação para que trabalhem de forma confortável na cabeça do usuário. Desempenho e especificações: HTC Vive
Antes de avaliar o desempenho dos dois headsets é importante lembrar que esse ponto é diretamente impactado pelo poder do PC em que qualquer um dos dois é ligado. No entanto, isso não significa que não existam diferenças de performance entre um e outro.
Apesar de extremamente semelhantes em especificações (ambos têm a mesma resolução, ângulo de visão e tecnologia de tela), os dois dispositivos têm métodos de detecção do movimento do usuário bem diferentes.
O HTC Vive usa um conjunto...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.