A chegada de Pokémon Go ao Brasil trouxe dúvidas sobre quais celulares funcionam com o jogo, que utiliza diversos recursos avançados dos telefones – entre eles, o GPS e a câmera. Os donos de celulares da Asus parecem enfrentar um problema a mais, uma vez que a desenvolvedora do jogo informou que ele não é compatível com o processador presente nos smartphones Zenfone 2 e Zenfone 5, entre outros.
Pokémon Go diverte com mecânica simples e bons gráficos; veja teste
Em resposta ao TechTudo, a Asus admitiu que existe um problema no Pokémon Go quando executado em Zenfones. A fabricante disse que "está acompanhando de perto os casos de não funcionamento". Por enquanto ainda não há uma solução para a falha.
Pokémon Go apresenta erro de "Failed to detect location" no Zenfone 2 (Foto: Arte com fotos de TechTudo e Leopoldo Rosa/Arquivo pessoal)
O jornalista Leopoldo Rosa, de São Paulo, afirmou que o sistema de localização geográfica não funciona corretamente, o que impede o funcionamento do game, disponível para Android e também para iPhone. "Estava ansioso pelo lançamento e nunca imaginei ter este problema", disse.
"Em testes preliminares, antes do lançamento oficial no país, foi possível rodar sem problemas uma versão anterior do app em toda a linha Zenfone", afirmou a Asus em nota. A empresa de tecnologia ressaltou, porém, que a versão atual do jogo apresenta instabilidade e comportamento imprevisível. Uma equipe está trabalhando para compreender a questão e apresentar uma solução.
O que é necessário para jogar
Assim como outros jogos, o Pokémon Go tem uma série de pré-requisitos necessários para que o aplicativo rode sem travamentos e engasgos. Quanto mais top de linha for o smartphone, melhor tende a ser a experiência dentro do jogo.
Veja a seguir a lista de recursos necessários para que um telefone execute Pokémon Go não importando se é um Android ou iPhone:
- GPS- Conexão com a internet (4G é mais rápido)- Giroscópio (para detectar a movimentação do smartphone)
Celulares com Android devem rodar a versão 4.4 KitKat ou superior do sistema. Segundo o Google, aproximadamente 8 em cada 10 smartphones Android estão aptos a executar o game.
O problema da Asus tem relação com o processador do Zenfone 2 e Zenfone 5, o Intel Atom. Ele utiliza uma arquitetura de execução de tarefas diferente da vista em outros celulares intermediários, como o Moto G 4 Play, anunciado nesta quinta-feira, o Lenovo Vibe A7010 ou mesmo o Galaxy Note 7, o atual telefone...


>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.