Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Mine Kafon Drone (MKD) é uma daquelas invenções que podem ajudam a melhorar o mundo. Criado por Massoud Hassani, sua especificidade é mapear, dectar e detonar minas terrestres, além de ser um drone não tripulado e 20 vezes mais rápido do que tecnologias já existentes.

Novo drone 4K da Yuneec tem sistema da Intel para evitar acidentes

O objetivo é limpar o mundo desses objetos em menos de 10 anos. Apesar de ser uma meta bastante ambiciosa, muitas pessoas acreditam que vale a pena e o projeto já alcançou sua meta de financiamento coletivo do Kickstarter.

Mine Kafon Drone é capaz de mapear, detectar e detonar minas terrestres (Foto: Divulgação / Massoud Hassani)Mine Kafon Drone é capaz de mapear, detectar e detonar minas terrestres (Foto: Divulgação / Massoud Hassani)

O MKD oferece uma solução inovadora para a remoção de minas terrestres, fornecendo um sistema de desminagem confiável, feito em três estágios. Há atualizações precisas e informações sobre as operações de limpeza de minas. O dispositivo voa sobre as áreas perigosas autonomamente, equipado com três extensões robóticas separadas, que são intercambiáveis .

A primeira ação é o mapeamento, quando o drone voa sobre o campo inteiro, com um sistema 3D aéreo,  para identificar todas as áreas perigosas. Em seguida, uma segunda parte do dispositivo, equipado com um braço robótico paira a quatro centímetros do chão para detectar as minas terrestres.

Cada bomba detectada é marcada no sistema do operador para construir um mapa de locais de minas conhecidas. Para a fase final do processo, um braço articulado posiciona um pequeno detonador em cada mina detectada. Depois disso, o campo minado é detonado de uma distância segura usando um temporizador.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tech no Android ou iPhone

MKD oferece um sistema de desminagem confiável em três estágios (Foto: Divulgação / Massoud Hassani)MKD oferece um sistema de desminagem confiável em três estágios (Foto: Divulgação / Massoud Hassani)

O fato de algumas tecnologias serem antigas e estarem degradas é uma dificuldade em achar essas minas, pois a detecção de metais pelo drone fica prejudicada. Outro problema seria a precisão típica de quatro metros do GPS, que não seria suficiente para o mapeamento exato da mina terrestre e que poderia colocar a vida das pessoas em risco.

Mas a fabricante afirma ter resolvido o problema, utilizando também o GPS triangulado e antenas externas no campo. Além disso, as imagens de vídeo e foto precisam ter coordenadas específicas para o localizador, o que requer um software complexo que exige uma extensa programação.

Principais países que juntos possuem cerca de 100 milhões de minas terrestres no mundo (Foto: Divulgação / Massoud Hassani)Principais países, que juntos, possuem cerca de 100 milhões de minas terrestres no mundo (Foto: Divulgação / Massoud Hassani)

Atualmente, especialistas acreditam que ainda existem cerca de 100 milhões de minas terrestres no mundo, muitas das quais são sobras de conflitos que já acabaram há muito tempo. O drone, criado por uma impressora 3D, custa cerca de 75 euros (cerca de R$ 274 em conversão direta, sem impostos). A entrega para o Brasil vai acontecer a partir de setembro.

Via The Verge e Kickstarter 

Qual é o preço justo para um drone? Comente no Fórum do TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.