Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Ao comprar um Raspberry Pi, o usuário leva um computador sem acessório nenhum, principalmente sem um carregador. No entanto, a fonte de energia pode ser essencial para determinadas situações, fazendo com que você precise procurar um modelo no mercado. Para não ter problemas, confira as dicas abaixo e aprenda como escolher o acessório para sua placa.

Comprou um Raspberry Pi? Veja o que fazer para começar a criar com a placa

Assim como em outros aparelhos, o carregador do Raspberry Pi tem porta microUSB e deve seguir alguns parâmetros de voltagem e amperagem, além de precisar de uma fonte que esteja de acordo com as especificações. 

Especificações

Cada geração do Raspberry Pi tem especificações de energia diferentes (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)Cada geração do Raspberry Pi tem especificações de energia diferentes (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)

Download grátis do app do TechTudo: dicas e notícias de tecnologia no seu Android ou iPhone

Em  relação ao Raspberry Pi, existem especificações determinadas pela Raspberry Foundation a respeito da relação voltagem/amperagem que uma fonte conectada à placa precisa entregar para que o computador funcione corretamente e sem sustos. Abaixo, confira as especificações de cada modelo, lembrando que os números de corrente, medidos em amperes, apontam os mínimos requeridos.

Raspberry Pi Model A – 5 volts/700 mA (ou 0,7 amperes)
Raspberry Pi Model B – 5 volts/1,2 amperes
Raspberry Pi Model A+ – 5 volts/0,7 amperes
Raspberry Pi Model B+ – 5 volts/1,8 amperes
Raspberry Pi 2 Model B – 5 volts/1,8 amperes
Raspberry Pi 3 Model B – 5,1 volts/2,5 amperes

Como escolher a fonte?

Fonte com 5 volts e 3 amperes é ideal para Raspberry Pi 3 com vários periféricos (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)Fonte com 5 volts e 3 amperes é ideal para Raspberry Pi 3 com vários periféricos (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)

Ao  comprar uma fonte para o seu Raspberry Pi você deve verificar esses parâmetros apresentados acima. Eles se referem à saída da fonte, ou seja, os valores de voltagem e amperagem que serão convertidos pelo equipamento a partir da tomada e repassados para a placa.

Uma maneira de verificar se uma fonte possui essas especificações é lendo essas informações no corpo do dispositivo, como mostra a foto. Outra opção, extremamente recomendada para quem pretende usar uma fonte de qualidade duvidosa, é testar e medir esses valores com o uso de um multímetro.

A dica é parecida para quem está com problemas no carregador e precisa comprar um novo

Riscos

Se esse quadrado aparecer na tela, o Raspberry Pi está passando por undervoltage (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)Se esse quadrado aparecer na tela, o Raspberry Pi está passando por undervoltage (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)

Mas quais são os riscos ao se utilizar uma fonte de energia imprópria? Isso depende das especificações. Se a fonte tem uma saída inferior a 5 volts, por exemplo, o Raspberry Pi 3 pode até ligar, mas vai funcionar subalimentado: ocorrerá o undervoltage, situação em que o computador recebe menos energia do que precisa para funcionar corretamente.

O undervoltage pode ser facilmente identificado por um quadrado colorido no canto superior da tela. Os ícones servem para comunicar o usuário a respeito do fornecimento inadequado de energia.

Em relação a amperagem, caso a fonte tenha valores muito abaixo dos parâmetros recomendados, o computador pode até ligar, mas há possibilidade de que se torne incapaz de funcionar com todos os seus componentes, tornando impossível, por exemplo, a leitura de um pendrive na porta USB, ou mesmo do cartão de memória.

Em linhas gerais, a amperagem é um fator determinante para quem pretende ligar uma grande quantidade de periféricos no Raspberry.

Vale lembrar que a baixa amperagem, além de provocar instabilidade no funcionamento de periféricos conectados ao Raspberry, pode até mesmo contribuir para a criação de setores corrompidos em cartões microSD, cruciais no uso de qualquer versão do Raspberry Pi.

Sinais de alerta

Ao usar o Raspberry Pi, há alguns indicadores que sinalizam riscos. No tópico anterior, você viu a indicação de um pequeno quadrado colorido que pisca no canto superior direito da tela, representando o undervoltage, causado por uma fonte de alimentação que não é capaz de atingir a voltagem mínima.

Outro sinal de alerta é o LED indicativo presente na placa. No Raspberry Pi 3 há dois LEDs, um verde e outro vermelho. O último está associado com a alimentação da placa e o ideal é que ele fique aceso o tempo todo. Se o LED vermelho começar a piscar, pode se preocupar: há algum problema de alimentação no seu sistema.

LED vermelho monitora fornecimento de energia: se piscar, há um problema (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)LED vermelho monitora fornecimento de energia: se piscar, há um problema (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)

E se a fonte tiver voltagem muito maior?

No cenário mostrado acima a fonte utilizada era modesta, não chegando aos parâmetros recomendados e, por isso, falhando em alimentar o Raspberry Pi corretamente. Mas e se a fonte tem muito mais voltagem que o ideal?

Como você pode ter adivinhado, nesses casos, o simples ato de ligar a placa a esses carregadores pode destruir o Raspberry. Em casos de muita sorte, a placa sobrevive, mas o conector microUSB é queimado e precisa ser substituído.

A amperagem mais alta, desde que a voltagem seja de 5 volts, não deve representar nenhum problema.

Posso usar fontes de celulares e tablets?

Carregador de celular pode atender o Raspberry Pi 2, mas não o 3 (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)Carregador de celular pode atender o Raspberry Pi 2, mas não o 3 (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)

A porta microUSB do Raspberry Pi é a mesma usada por uma enorme quantidade de tablets e celulares e isso encoraja usuários a ligar os carregadores na placa. Mas isso não é arriscado?

Se o carregador escolhido atender as especificações técnicas recomendadas pela Raspberry Foundation, não. Você pode usá-lo como fonte do seu computador sem nenhum problema. Entretanto, ao menos no caso específico do Raspberry Pi 3, é difícil encontrar um carregador com 2,5 amperes.

Mini PC Android é bom? Comente no Fórum do TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.