Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

As versões para notebooks das novas placas gráficas da NVIDIA já estão chegando aos fabricantes e promovem mudanças radicais sobre as gerações anteriores. As novas GPUs GTX 1060M, 1070M e 1080M (o “M” sinaliza móvel e serve para classificar edições de laptops dos chips) oferecem as mesmas especificações das irmãs maiores, dando aos gamers que preferem notebooks uma performance melhor em suas máquinas.

Geforce GTX 970 ou Radeon RX 480? Veja qual placa vale a pena

O desempenho dos modelos se destaca ao ser equiparável às versões de desktops. Até então, uma GTX 980 era consideravelmente mais poderosa que uma GTX 980M. Outra novidade é que, usando a tecnologia Pascal da Nvidia, as novas placas dedicadas deverão se mostrar muito mais econômicas do que as antecessoras.

GTX 1080, assim como as 1070 e 1060, ganha reforço das versões para notebooks e computadores tudo-em-um (Foto: Divulgação/Nvidia) (Foto: GTX 1080, assim como as 1070 e 1060, ganha reforço das versões para notebooks e computadores tudo-em-um (Foto: Divulgação/Nvidia))Nvidia lança versões de placas de vídeo para notebook com bom desempenho (Foto: Divulgação/Nvidia)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

A diferença entre as placas para desktops e notebooks acontecia porque nos laptops as GPUs ficam em espaços bem mais apertados, em que a circulação eficiente de ar para refrigeração adequada se mostra mais desafiadora para os fabricantes. Além disso, se a GPU rodar a uma velocidade extremamente alta, além de esquentar demais todo o computador, colocando outros componentes em risco, ela pode consumir energia demais, algo que não é interessante em um dispositivo que pode ter que operar na bateria.

Novas placas de vídeo dedicadas da Nvidia para notebooks surpreendem pela promessa de desempenho e suporte a overclocks de fábrica (Foto: Divulgação/MSI)GTX 1080M pode ser mais rápida do que edição de desktops (Foto: Divulgação/MSI)

Essas limitações de design, portanto, sempre fizeram com que as placas gráficas de notebooks tivessem uma janela de performance inferior. Agora, graças às melhorias promovidas pela arquitetura Pascal, a Nvidia garante que suas GPUs para portáteis atingem desempenho que oscila em 10% (tanto para mais ou para menos).

Isso significa que, na prática, uma GTX 1080M, de notebook, pode chegar a ser mais rápida do que uma edição de desktops, desde que o fabricante do laptop tenha sido bem sucedido ao realizar overclock no processador gráfico a um nível em que o chip não aqueça a níveis que ultrapassem o recomendável. Overclock de fábrica em placas de vídeo dedicadas de notebooks, portanto, torna-se também uma realidade com a nova geração de GPUs da Nvidia.

Consumo

Outra vantagem dos produtos derivados da arquitetura Pascal é o menor consumo de energia. Nas contas da Nvidia, uma GPU oriunda desse novo design pode garantir um gasto de eletricidade 30% menor ao laptop quando comparada com uma GPU de mesmas especificações, mas produzida na arquitetura anterior.

O menor consumo é interessante quando se leva em consideração o fato de que notebooks gamers não são uma unanimidade quando o assunto é autonomia longe da tomada.

E os preços?

Todo mundo comemora as novas tecnologias, o consumo mais baixo é ótima notícia, mas e os preços? A verdade é que aqui as novidades não são tão boas: notebooks gamers vão continuar custando caro.

A Avell, fabricante especializada em notebooks gamers, já oferece essas novas placas em seus produtos. Um notebook equipado com a GTX 1080 sai por R$ 12.959 no site do fabricante.

Fullrange G1743 Fire V3X é o mais caro da Avell (Foto: Divulgação/Avell) (Foto: Fullrange G1743 Fire V3X é o mais caro da Avell (Foto: Divulgação/Avell))Algumas fabricantes já oferecem as novas placas em seus produtos (Foto: Divulgação/Avell)

No  momento, a MSI, que tem presença no mercado brasileiro, lançou no exterior o GT83VR Titan SLI, que tem duas GTX 1080 ligadas em paralelo, 64 GB de memória RAM e tela de 18 polegadas por US$ 5.099, equivalente a R$ 16.190 em uma conversão de valores que sequer toca na incidência de impostos.

O notebook com duas GPUs é um exagero? Nesse caso o GS43VR Phantom Pro, com tela de 14 polegadas e construído em torno da GTX 1060M, placa de vídeo que tem na sua versão desktop um dos melhores custo-benefício da atualidade. Esse notebook sai nos Estados Unidos por US$ 1.599, ou R$ 5.077 em conversão direta do dólar ao real.

Via Engadget, New Atlas

Como montar um PC gamer com até R$ 2.500? Comente no Fórum do TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.