O Roku é um set-top box campeão de vendas nos Estados Unidos. O aparelho permite acesso a serviços de streaming, aplicativos, espelhamento de Android e Windows, além de uma grande quantidade de canais por assinatura. Fácil de usar e cheio de recursos, o dispositivo começou a ganhar espaço no Brasil, onde é importado de forma extra-oficial. 
Chromecast: veja alternativas ao dongle do Google para comprar no Brasil
Mas será que vale a pena investir em um Roku ao invés do rival Chromecast, ou da concorrente Apple TV, que vendem oficialmente no mercado nacional? A seguir, saiba em detalhes quais são as vantagens e desvantagens do aparelho que permite transformar TV comum em Smart.
Concorrente do Chromecast tem conteúdos bloqueados no Brasil (Foto: Divulgação/Roku)
Especificações O Roku existe em dois formatos: o dongle, bem similar ao Chromecast, e um set-top box, mais parecido com a Apple TV, chamado de Roku 3 (ou o Roku 4, compatível com 4K). Nos dois casos, o dispositivo tem especificações técnicas adequadas à tarefa de reproduzir vídeo em alta resolução na sua TV. Em termos de especificações técnicas, no entanto, o investimento mais inteligente recai sobre o Roku 4, modelo mais atual e compatível com a transmissão de 4K (UltraHD). Entretanto, no Brasil, o padrão ainda é bem difícil de ser encontrado em grandes conteúdos. Compatibilidade
Roku 3 é o modelo mais comum no mercado brasileiro (Foto: Divulgação/Roku)
Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPho...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.