A Samsung interrompeu as vendas do Galaxy Note 7, o mais recente smartphone da marca, por causa de problemas com a bateria do telefone. Alguns consumidores relataram que o dispositivo "explodiu" após um processo de superaquecimento. Em nota, a empresa afirma que está investigando qual é o problema no celular.
Testamos o Galaxy Note 7, o celular da Samsung com scanner de íris
O Note 7 foi revelado a tempo das Olimpíadas de 2016, inclusive com lançamento no Rio de Janeiro. O hardware tem como destaque a tela de 5,7 polegadas, o processador octa-core, a memória RAM de 4 GB e o armazenamento de 64 GB, com possibilidade de expansão via cartão de memória. O conjunto de câmeras – 12 MP na traseira e 5 megapixels na frontal – também mostra-se um dos mais interessantes do momento.
Note 7 está em exposição no espaço da Samsung na feira de Berlim, a IFA 2016 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)
Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular
As encomendas, pelo preço de R$ 4.299, começaram em 22 de agosto. Já a chegada do aparelho às lojas e casas dos consumidores era prevista para a "segunda quinzena de setembro", sem que anunciassem uma data específica. Um executivo da Samsung brasileira disse ao TechTudo que o cronograma para o país está mantido, ao menos por enquanto.
Os relatos até agora foram feitos por donos do Note 7 em redes sociais, e dão conta de que os telefones pegaram fogo ou explodiram. Em nota, a fabricante reconheceu que no mundo inteiro há 35 casos de problemas com o dispositi...

>>> Veja o artigo completo no TechTudo

Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.