Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Qual é a utilidade de um relógio inteligente? A dificuldade em responder a essa pergunta distanciou os consumidores dos smartwatches. Para quem andou pensando em comprar um produto do tipo, porém, a novidade da Samsung na feira internacional de eletrônicos de Berlim (IFA 2016) pode ser interessante: o Galaxy Gear S3 declarou a independência do smartphone. Os dois dispositivos podem funcionar em parceria ou separadamente, uma novidade e tanto para um aparelho que se propunha a ser "smart".

IFA 2016: conheça todas as novidades na cobertura completa no TechTudo

Para chegar a tal resultado, foi preciso incluir uma série de sensores que já existem nos smartphones também no Gear S3. O principal deles, o GPS, permite checar o posicionamento global sem acessar essa função no celular. Está ali, no seu pulso, a qualquer momento.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Sem dúvida alguma, o funcionamento autônomo é o principal chamariz do relógio smart da Samsung. Logo ao pegá-lo nas mãos, no primeiro contato ainda no pavilhão da sul-coreana na IFA, foi possível ver o monte de aplicativos disponíveis para o acessório – que roda o sistema Tizen, um concorrente do Android Wear.

O Gear S3 se desmembra em dois modelos com visual distinto. O S3 Frontier é mais robusto, com o círculo interativo ao redor da tela cheio de traços e detalhes. Já o S3 Classic, como o nome aponta, vai por um caminho mais minimalista e clean, com a proposta de ser o modelo mais luxuoso do relógio.

Ao colocar no pulso, o que mais chama a atenção é a altura do relógio: são 12,9 milímetros, o que faz dele um relógio bastante grosso. A título de comparação, o modelo anterior, o Gear S2 (2012), tem 11,4 milímetros. Pode parecer um detalhe bobo, mas faz diferença quanto está no seu braço.

Samsung Gear S3 Frontier (Foto: Thássius Veloso/TechTudo))O Gear S3 Frontier (foto) é mais robusto em comparação a versão Classic (Foto: Thássius Veloso/TechTudo))

O círculo usado para controlar os menus e funções do relógio permanece preciso e fácil de operar. Ele é mais intuitivo que a coroa adotada pela Apple no Apple Watch, por exemplo.

Alarme, relógio, email, previsão do tempo e anotações, entre tantos outros, são os aplicativos que rodam no S3. Todos eles são exibidos na tela esférica, que aumentou de 1,2 polegada para 1,3 polegada. Apesar da mudança pequena, há mais espaço para visualizar o conteúdo e – principalmente – para a inclusão de ícones clicáveis maiores. Vale lembrar que o display também é touch e dá para ir apertando com os dedos, diretamente na tela, aquilo que se quer acessar.

A caixa de som embutida é uma inovação da Samsung que chamou a nossa atenção. Ela fica escondida numa das laterais do relógio, bem próxima da pele. O áudio tem qualidade duvidosa, e por isso mesmo supomos que aquele alto-falante não foi pensado para reproduzir música. Fins mais nobres são a interação com um assistente virtual, tipo o Google Now, ou a execução de recados, como os áudios do WhatsApp. Neste último caso, fica o pedido: configure a caixa de som de modo a não incomodar as pessoas por perto.

Outro detalhe da independência do Gear S3 está na sua conectividade. Dentro do relógio há espaço para um chip de telefonia, o SIM card, que também funcionará de maneira autônoma, com direito à compatibilidade com o 4G LTE, a mais veloz rede de dados disponível atualmente. Deste modo, ele não precisa ficar ligado ao telefone por Bluetooth, para usar a conexão do smartphone com a internet.

Samsung Gear S2 e Samsung Gear S3 (Foto: Thássius Veloso/TechTudo)Samsung Gear S2 e Samsung Gear S3 juntos: o novo modelo tem duas versões(Foto: Thássius Veloso/TechTudo)

A Samsung informou que a função de fazer ligações está presente, mas é preciso baixar um aplicativo específico de discador para telefonar para os amigos diretamente de seu pulso.

Já que estamos falando de um relógio, um objeto encarado como acessório da moda e peça de vestuário que ajuda a expor seu estilo, temos que destacar que a Samsung adotou um novo formato de pulseira, que segue o padrão do mercado. Ela afirma que qualquer pulseira de relógios (incluindo os não smart) vão servir para o Gear S3.

O preço e a disponibilidade do Gear S3 Frontier e Gear S3 Classic não foram anunciados pela fabricante até o momento. Por ora, temos um relógio que traz funções de celular e agora não depende mais deste para se conectar com a internet.

Resta saber se o anúncio aumentará o interesse dos consumidores pelo acessório. A procura tem sido tímida até agora, mas também havia pé atrás com a tecnologia. Os refinamentos recentes são capazes de mudar o rumo dessa história.

*O jornalista viajou a convite da Philips

Qual é o melhor relógio com Android Wear? Comente no Fórum do TechTudo


Sobre Gerência Imóveis

Única plataforma que conecta o proprietário à imobiliária e/ou corretor de imóveis com o foco em potencializar as vendas e torná-las mais seguras maximizando o tempo do corretor.